terça-feira, 20 de maio de 2008

Sensação de vazio...

O louco é um anjo
De asa quebrada que voa
Sobre o rebanho dos iguais
Trocou a sociedade repressora
Pela sociedade do sonho
Sua alucinação é uma luz
Que devassa os porões de Deus

(INTERIORES - do talentoso
ANGELO ALFONSIN)

Você já levantou da cama um dia e sentiu falta de algo que não sabe explicar o que é, parece que seu peito está oco? Pois é, essa é uma sensação que me persegue, virou quase uma companheira indesejável.

Essa sensação de vazio vai minando você por dentro. Eu finjo que ela não está lá, que não existe, que é por causa disso, daquilo, mas têm horas que acabo sucumbindo por não saber em que buraco enfiar essa maldita sensação, até porque ela é próprio buraco!

Eu criei meus mecanismos para saber lidar com ela, mas não foi fácil chegar no ponto que estou hoje em dia. Já bebi muito em certas épocas, porque a bebida te traz a ilusão de bem estar. É uma ilusão deliciosa, mas que acaba com sua saúde e pra mim saúde é muito importante!

A sensação de vazio leva a depressões, que graças a Deus, não tenho tido mais e também às malditas crises existenciais.
Você já teve uma? Dizem que somente as pessoas inteligentes têm crise existencial e depressão. Eu tenho grandes dúvidas quanto a isso, mas prefiro acreditar que sim, pelo menos eu tenho o álibi de ser inteligente para sofrer dessas pragas que aniquilam com algumas fases da minha vida.

Têm certos dias que tudo parece perder o sentido. Seu trabalho não é o que você deveria ter escolhido. As pessoas se tornam insuportáveis, mesmo aquelas que lhe são agradáveis. Vem a vontade de fazer uma faxina na vida. Jogar fora o que presta e o que não presta, detonar tudo para começar do zero.

Ou simplesmente dá vontade de chorar, espernear, pedir colo, dizer que odeia, não falar nada bonito. Sentar numa poltrona e comer todas as porcarias engordativas que normalmente não comemos para manter a forma ou a saúde.

O mundo se torna um lugar inóspito, onde ninguém merece habitar. No seu blog só foram escritas grandes bobagens que precisam ser imediatamente deletadas para livrar a sociedade de suas asneiras.

Alguém já teve algum desses sintomas? Todos juntos? Alguns? Pelo menos um? Confesso, gente! Eu tenho uma crise existencial pelo menos duas vezes no mês, sem contar as outras semanais... ahahah! Talvez por isso eu busque tantos caminhos, fique paralisada, reclame, odeie, ame, tudo ao mesmo tempo! Houve uma época que achava que era bipolar, mas já descartei isso, acho que sou insana mesmo!

Mulher é mais chegada a esses chiliques emocionais! Talvez por causa dos hormônios, talvez por causa da complexidade feminina! Sei lá... Queria muito encontrar respostas para essa sensação de vazio, ela tá sempre lá me espreitando, como uma cobra venenosa esperando o momento certo...

Alguém arrisca um palpite? Só não vale me apontar um tanque de roupa suja pra eu lavar, porque isso já me disseram, lavei a roupa todinha e a sensação de vazio continuou... ahahah

64 comentários:

  1. É, já ouvi essa coisa das pessoas inteligentes e tal.
    Mas sabe, nem acho que tenha a ver com a inteligência, e sim com o fato de pensar demais.

    Putz, eu penso demais, em tudo, o tempo todo. É super comum eu me sentir vazia.
    E daí eu choro, escrevo, escuto música, saio por aí sem rumo, mas o vazio não passa. E nem tem como, ele tá aqui, preso dentro da gente.

    O único modo de não sentí-lo, ao meu ver, é se distraindo. Rs

    Beijo!

    ResponderExcluir
  2. Quem nunca teve uma crise existencial que atire 10 pedras em mim!!!


    vai de acordo com o momento, com a TPM, com tudo, até com o vento que passa ou não na sua janela!

    surtar de vez em qdo quebra a rotina sabe?
    chorar, rir, ficar muda....

    tudo é a da vida, afinal o que seria de nós se extissemos apenas na mesmice?


    big beju

    ResponderExcluir
  3. Lindo, lindo, lindo ( principalmente o versinho ) vosso texto grande Dama.
    Só pedra não tem crise existencial,
    já as minhas duram como pedra, sou um barco à deriva no rio da existência.
    As minhas crises são ambulantes, passeiam comigo ao pôr-do-sol e prometem uma noite inesquecível.
    A criação necessita de crise, às vezes quando fico sem saída me vem uma idéia do nada e a coloco na veia da folha em branco para aliviar a dor.
    A vida é vazia não nós, um negócio com prazo de validade vencendo todo dia, mais o tic-tac do tempo na cabeça não há plenitude que não esvazie.
    Basta ter cérebro para encrisar-se ( cruzes! )tenho inveja dos bobos alegres pelo menos as crises deles devem ser expulsas por condutos menos nobres.
    Dama, estou em crise!!!mas também comovido pelo teu afeto.
    Beijo

    ResponderExcluir
  4. espero que a teoria anti romantica funcione. bem de boa.
    começar do zero é bom, só não adianta recomeçar e errar igual ;x
    beijão.

    ResponderExcluir
  5. Chama-se insatisfação a vontade de mudar sempre, o que nos faz progredir e crescer.
    Estou agora com esse buraco no peito, e não sei qual é o nome que você dá pro seu... só que eu n consigo fazer com que o meu vire algo produtivo... estou meio... estático.

    Seu blog está muito visitado Dama! Quisera eu ser "lido" como você!

    bjs

    ResponderExcluir
  6. Ah cara, oq eu mais tenho são crises existenciais... Mas eu adoro elas... Sempre me divirto... Minhas crises são (quase) sempre uma comédia (se não pra mim, pros outros...=) )

    Bjus!!!

    ResponderExcluir
  7. eu acredito que enquanto existir alguém que precise de nossa ajuda, e a gente tiver noção disso - e fizer um esforço para ajudar - a gente completa esse vazio. Acredite. Dá certo! :D

    ResponderExcluir
  8. Esta bem, esta bem... se já lavou a roupa toda eu nao digo que é isso...rsss

    Sabe o que é isso tudo? Talvez seja aquela vontade de algo a mais, de buscar mais, de querer mais, de mais, mais e mais... mulheres são "animais" insaciáveis... os motivos?
    Eu como homem até já tentei entender, até phd pensei em fazer, mas depois desisti...
    Prefiro viver ao lado de vcs, o prazer da presença de vcs supera o entendimento... até mesmo nessas crises....rss

    Beijooo!

    ResponderExcluir
  9. Eu só tenho tido essas crises existenciais...
    eu faço terapia... e acho que resolve um pouco...
    vc já tentou fazer?


    beijos!

    ResponderExcluir
  10. Acho que pode ter um pouco a ver com inteligência, porque só você pensar demais não causa depressão. O que a causa é pensar demais em coisas que outras pessoas não pensam por qualquer motivo, e achar problema onde talvez nem tenha. O fato é que o ser humano nunca está satisfeito com o tem. Aí de vez em quando, o vazio interior vem nos deixar pra baixo. E, dependendo do caso, demora pra passar... sei bem como é isso.
    O que você pode fazer para amenizá-lo é fazer coisas que gosta, com pessoas que você gosta e não ficar sozinha, pois a solidão e a depressão são grandes amigas.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Ah, já passei por isso um mol de vezes. Não nos últimos anos... nos últimos anos estou mais "yang" do que "yin", mas vou arriscar um palpite: sabe o vazio? Entre nele. Com você lá, ele não será mais vazio :)

    ResponderExcluir
  12. Não são só as mulheres que sentem isto, mas elas tem mais coragem de falar sobre.

    Ao meu ver cada caso é um caso e as crises devem ser resolvidas pessoalmente e por que as tem. Pode-se até dizer isso, fazer aquilo, terapia disto ou daquilo mas se nós mesmos, pela nossa experiência não resolvermos, não tem solução.
    Que bela ajuda...

    Bj.

    ResponderExcluir
  13. Não acho que tenha a ver com inteligência. Sofrer, como diria Nietsche, é inerente ao ser humano. Somos movidos à dores, que nos impulsionam na busca da satisfação, do prazer e da alegria, embora efêmeras. É claro que a inteligência está expressa na capacidade de refletir insanamente sobre o que nos incomoda, buscando saídas existenciais e teoremas da alma. As cabeças mais simples entendem as dores também de forma mais simples.
    Dama....fique tranquila. Passa!!! Até demora, mas passa!!! Até porque você tem que estar bem para as que virão, não é?

    bjs. Veronica

    ResponderExcluir
  14. Cara, o vazio só vi nas outras pessoas... é o que normalmente causa o fim dos meus relacionamentos... ha ha ha [ironia] ¬¬

    Mas tenho os outros sintomas... digo... agora até tenho o vazio tbm, mas pq está num contexto diferenciado.

    A questão é... me sinto em crise existencial muitas vezes... os sintomas são exatamente esses que vc descreveu. Tbm já pensei que era depressão, mas sempre me lembro das pessoas depressivas que conheci e passo a encarar que o que tenho não chega à depressão, mas é uma completa e total desilusão com o mundo... e essa sensação de que nada sou nele, não posso mudar nada, fazer nada e pior, na minha insignificância Universal estou completamente só... por mais que encontre pessoas para compartilhar, no final é a solidão quem comanda... ninguém pode ser igual a mim... nem captar a essência rela daquilo que expresso.

    Sabe, quando fumo tenho uma lucidez absurda, como se me conectasse com meu "eu-superior" e passasse a ver que a vida não é só esse mundo que criei e me preocupo... minha vida e minha missão é muito mais que isso... Pena que não posso fumar tanto quando deveria... as vezes reflito sobre isso... seria essa minha neurose sóbria que dificultaria minha vida?

    Não, não pense que é fuga, é reflexão, é trabalho espiritual... as plantas já são velhas conhecidas... só têm a nos ensinar, basta ouvirmos.

    Virou post. ;P
    Que a crise passe... ou pelo menos diminua... encontrar algo pra se focar é bom, se sentir parte de algo... por isso as artes são fantásticas (e os artistas sofrem de crises existenciais!)

    Devo passar por ai hj, se quiser fazemos um debate existencial... :D
    Beijos.

    ResponderExcluir
  15. khrisna Ferraz21/05/2008 07:27

    Olá,

    Tudo bem?

    O Calcinhas no Box indicou o seu blog para participar do BLOG TRACKS!

    O Blog Tracks é um programa exibido pela DELAS WEB RADIO as terças e quintas. (para saber horários, acesse www.delaswebradio.com.br)

    A idéia é transformar os mais variados blogs em edições deste programa.

    Você monta a trilha sonora e nós falamos sobre seu blog.

    Aguardo contato

    Abraços

    KHRISNA FERRAZ
    k.ferraz@delaswebradio.com.br
    BLOG TRACKS
    NA TRILHA DO SEU BLOG

    A DELAS WEB RADIO, surgiu há aproximadamente um ano e já desponta no mercado como uma emissora inteligente e divertida.

    A rádio propõe uma multiplicidade de temas, idéias e programas, cuidadosamente equilibrados e preparados para chegarem ao público de forma clara.

    Inspirado pelo fato das mulheres atualmente serem “multitarefas”, ou seja, desempenharem simultaneamente inúmeros papéis na sociedade, como o de esposa, mãe e profissional, o nome DELAS surgiu para fazer jus a esse equilíbrio que o sexo feminino possui.

    E, ao contrário do que se possa imaginar, a DELAS não é um típico “Clube da Luluzinha”. A equipe é sim em sua maioria formada por mulheres, contudo, o time da emissora pode ser descrito como fruto da união de profissionais de renome a jovens talentos, sejam eles homens ou mulheres. O que realmente interessa à Rádio é ter em seu casting pessoas que dominam o que falam; são as ações e os programas que delineiam o nosso perfil e propiciam ao público: identificação e entusiasmo.

    ResponderExcluir
  16. Querida dama das cinzas...
    Calma...
    Crise existencial só acontece com quem "existe" toda a maravilha do universo!
    E dela faz parte você...
    Bálsamo para a alma que insiste em existir...

    Venha a meu cais...
    Caminharemos juntas, pés descalços na areia fria do amanhecer...
    ...é paz aqui!
    IFdA

    ResponderExcluir
  17. Nossa!
    Acho que pensamos a mesma coisa não foi?
    Vc escreveu aqui o que escrevi no "Telespectadora", (não acha?).
    Ler o que vc escreveu aqui é como se eu estivesse escrevendo juntinho com vc, claro que não tenho a capacidade de fazê-lo como vc faz de forma brilhante, sem ficar pesado.
    Sobre o tanque cheio, isso só vale mesmo para fortalecer os braços, sei muito bem, pois lavo vários tanques cheios todo final de semana, mas o vazio continua no mesmo lugar, eu acho que a analogia para o tanque é que ao final da lavagem o tanque fica vazio també, só pode.
    Bjos

    ResponderExcluir
  18. Se eu já tive depressão e crises existenciais? Eu tive isso e mais um pouco, pode incluir até Síndrome do Pânico. Neste caso, será que sou mais que inteligente, rsrs? Enfim...

    Ás vezes ainda me surpreendo com algumas sensações muito contorcidas, levo uns tropeços violentos, mas procuro tirar boas lições e não guardar mágoas. O que me alivia é que sempre consigo esta proeza, nada passa em branco, tudo tem uma razão, é um aprendizado, mesmo que seja por longo prazo. A paciência é um exercício diário, concordo que nem sempre é fácil, eu que o diga!

    Porém nada acontece por acaso! A solução, em alguns casos, é se pôr sempre em primeiro lugar, ocupar o tempo fazendo coisas que de dá prazer, curtir a vida, viver o que vier, quebrar preconceitos, não se preocupar com o que os outros irão pensar de você, amar, fazer o bem e etc...

    Fique bem! Beijo.

    ResponderExcluir
  19. Bom, que texto profundo, dá até vontade de ter um depressão, aahahah. Mas brincadeiras a parte, sim, já tive crises existenciais. Tive uma bem feia em 2006, por sinal, quis largar tudo e ir para longe, começar tudo de novo, para ver se daí daria certo. No fim as circunstâncias me contiveram aqui, mas foi uma coisa do que chamam de destino, ou talvez eu tenha largado tudo nas mãos dele, para não me desesperar ainda mais...eu sei que se foi ele que decidiu, decidiu que eu ficasse e não fosse. E até acho que foi o melhor.
    Não sei, tenho a impressão de que tenho isso seguido também. No meu caso eu acho que é de estar muito tempo sozinho, sou muito seletivo, tenho poucos amigos, nem sempre tenho quem visitar, ou com quem sair. Tenho certeza que se estivesse totalmente absorvido, não teria tempo para pensar (porque segundo eu mesmo, pensar faz mal). E assim, ficaria tudo bem. Por outro lado penso que se tivesse tudo que quisesse, também sentiria isso, afinal não ter desafios, nem objetivos para correr atrás é deprimente. Acho que boa parte das depressões se resolvem com coisas básicas, tendo um amor, saúde, um pouco de dinheiro. Mas tudo é relativo, por exemplo, se você não tem um amor, se sente mal por isso, se tem, é problema com sogra, cunhados, ou qualquer outra coisa, se quisermos, sempre teremos coisas para nos sentirmos mal. As vezes comparar faz bem em vez de reclamar, tipo, se eu tenho um cunhado sarnento e FDP, que bom, afinal se não tivesse eu não teria essa pessoa incrível na minha vida. No meu caso, até mesmo nas piores crises, fazer coisas que me animam sempre me ajudam a melhorar, sair com os amigos(as), comer algo que eu goste, ou até mesmo uma noite de sono, porque tem dias que eu estou tão insuportável que nem eu me aguento, e sei que só no outro dia que vai passar. Se nada disso para ti resolve, quem sabe tu não arrisca fazer um projeto novo, algo que te absorva, que tu goste, q te desafie, um curso, sei lá...é um idéia...até porque você parece bem competitiva...e outra coisa, você tem religião? Posso até parecer cafona, mas eu acredito que temos que cuidar do lado espiritual, em qualquer religião que seja.
    Era isso...
    Bjoks Dama!

    ResponderExcluir
  20. Schopenhauer dizia q de segunda à sexta é a expressão temporal do sofrimento e o sábado e domingo a expressão temporal do tédio... Mas será q só exisatem duas verdades: o sofrimento e o tédio? Sartre chamava essa sensação de náusea e dava como solução o engajamento, a relação com os outros, a sociedade. Camus chamava isso de absurdo, e dizia q a solução era a revolta, viver "com as feridas abertas"... tem também as patologias. Pra mim, transtorno bipolar é a coisa mas normal, afinal, um dia se está mal, outro não, como diz Vander Wildner "eu não consigo ser alegre o tempo inteiro". Tem também a melancolia, acho q só não sofro disso, porque sofro de ansiedade, acho q aguda, e acho q um melancólico não tem isso..
    bjs

    ResponderExcluir
  21. Eu tenho sim crises existenciais!
    Aliás,muito frequentes :x

    :*

    ResponderExcluir
  22. Ixi, mas eu sofro disso o tempo todo. Esse lance de crises existenciais, descontentamento, vazios e vontade de fugir pra não sei onde.
    Serei eu inteligente também?rs.
    A única coisa que me acalma quando estou assim é música.
    Ligo meu mp3 player, deito em minha cama, apago as luzes, ouço as músicas mais suaves que tenho e presto atenção na minha respiração...
    Música é sempre um santo remédio.

    Beijinhos.

    ResponderExcluir
  23. Gostei deste texto em especial.
    Tudo o que escreveu para mim não é loucura, nem depressão nem coisa de mulher.
    O desconforto interno, o buraco sem fim, a resignação descontente e o vómito sensorial não são mais que gritos calados à procura de nós próprios.
    Na interacção dos vivos pelas regras éticas empurradas e impostas quando começamos a ceder em nome da sobrevivencia perdemo-nos de nós
    Com todas as criticas lançadas uns aos outros acontece perdermo-nos de nós
    Com a pressa constante de provar que somos capazes perdemo-nos de nós
    Permita-me que lhe chame "amiga" não se assuste isso faz parte de estar vivo procure-se a si mesma
    Olhe para dentro de si, veja o seu próprio valor depois
    encare-se sem culpas nem vergonhas, escolha prioridades e depois sorria sem medo nem culpa para que a vida sorria para si
    Desse vazio nada receie pois não passa da sua própria voz a gritar por si.
    Acredite amiga no que digo pois palavra a palavra que escreveu conheço muito bem
    Quem se assume sem pudor algum como fez neste texto é porque tem muito para dar a vida (mesmo que esteja cansada de o fazer) não lhe negue essa mais valia para que a vida possa sorrir para si
    Fica aqui um - até uma hora destas - nunca deixe de ser quem é mas principalmente acredite e confie em si
    Um beijo até esse lado do mundo

    ResponderExcluir
  24. Tem dias q nada parece ter sentido mesmo. Dias que beber é o melhor remédio e que usamos a filosofia "beber para esquecer". Todos passam por sentimentos ruins e contraditórios, mas temos que superar. Bebendo ou não. Cantando ou não. Chorando ou não. A gente supera!

    Bjos!!!

    ResponderExcluir
  25. EXTRA! EXTRA! EXTRA!
    CLONES DA DAMA INVADIRAM O PAÍS ATRAVÉS DE UM BLOG
    O MUNDO NUNCA MAIS SERÁ O MESMO
    MAIS BELO NÃO HÁ DÚVIDA QUE SERÁ
    INACREDITÁVEL, SENHORAS E SENHORES
    IINFORMOU ANGELONEWS EM EDIÇÃO EXTRAORDINÁRIA
    BOA NOITE

    ResponderExcluir
  26. Acho que já me senti assim uma vez... mas não sou muito bom de fazer análises sobre a vida... procuro não pensar muito no que estou vivendo, isso às vezes é bom, outras é péssimo... mas não sei ser de outro jeito, ou não quero saber ser...
    Valeu, beijão!

    ResponderExcluir
  27. bem,eu tenho crises existenciais mais de 3 vezes no mês! Indecisões todos os dias ^^
    Sou uma pessoa muiiito confusa,
    e acho que perguntas como ' Por que isso aconteceu?' todo mundo se faz,é a vida....ela é surpreendente ;)
    beijo

    ResponderExcluir
  28. Uhuuul! Sou inteligente! aehhuaeha.
    Vivi tendo essas crises, as pessoas acham que estou com raiva delas, mas não é com as pessoas, mas nessas crises fico super impaciente com todos que me rodeiam. SEMPRE!


    :*

    ResponderExcluir
  29. Eu sinto, sempre, todas essas sensações. Uma vez a coisa ficou muito feia e fui ao psiquiatra: falou-me quesou bipolar, receitou-me remédio. Sabe o que eu fiz? Não tomei remédio nenhum até hoje. Aprendi a lhidar com a coisa. Quando estou em crise, desvio essa energia - ou falta dela - para outras coisas que me ajudem a segurar a minha onda. Em meio a minha última, quando fiquei um pouco melhor, comecei a escrever meu primeiro livro. Ou seja, tem lados bons, escapes criativos. Porque crise existêncial machuca a gente, mas se você colocar as coisas num papel, muita gente vai querer dividir com você. Aliás, ta ai uma dica! Escreva tudo! Ajuda =]

    Gostei muito daqui. =]



    Olhando Pra Grama - Crônicas de um ansioso

    ResponderExcluir
  30. Oi acabei de ler o seu comentário-resposta e acredito que assim é mais obrigado pela ajuda para eu entender.
    Ao contrário de si só há coisa de dois anos tenho o meu blog de artesanato (e teve que ser com ajuda amiga de um primo jovem) já este que vem visitar coisita de 1 ou 2 meses e já consegui tudo sózinha como vê estou muito fresquinha.
    Dama de Cinzas obrigado uma vez mais nunca deixe de ser quem é e um abraço até esse lado do mundo

    ResponderExcluir
  31. Principalmente para os homens.........
    beijo

    ResponderExcluir
  32. acordo assim todos domingos e feriados...

    já disse no meu flog q não gosto de domingos... e acabei de descobrir q tambem n gosto de feriados... :P

    bjao

    ResponderExcluir
  33. O SIMPLES E COMPLICADO VIVER...

    ResponderExcluir
  34. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  35. Também vivo com isso. Nada está bom, nada é assim, nada é assado. Nada me faz feliz e ninugém mexe comigo por dentro. No fim, já acostumei, mas seu texto está ótimo e conseguiu relatar tudo isso.

    ResponderExcluir
  36. Sabe o que mais gosto em ti? Seu jeito quase fraternal de expor o íntimo. Acho isso muito bom!

    E, quanto a sua dúvida... Já tive e tenho essa sensação de vez em quando. Acredito que não seja só das mulheres. Há uns tempos em que nosso inconsciente suplica por coisas novas, nem que seja apenas comer algo que engorde um bocado. Para ele, só o ato de saírmos do comum já basta.

    Faz parte do ser humano (quer dizer, daqueles que não gostam de rotina). Nesses dias, procuro fazer tudo diferente. O vazio pode até não passar, porém a sensação de quebrar limites é muito boa.

    Abraços carinhosos.

    ResponderExcluir
  37. Minha vida É esse vazio.Engraçado que sem ele eu me sinto imcompleta.E com ele eu queria arrancar um pedaço de mim.Alivio saber q soph pessoas inteligentes o tem,rs.

    ResponderExcluir
  38. a vida é um eterno idas e vindas...
    acho que sempre que a sensaçao de vazio vai embora fica com a gente algo a mais que nos fortalece e que possibilita que a próxima sensação de vazio seja mais oca ainda...

    ResponderExcluir
  39. Querida amiga, só sente vazio quem tem espeço para preencher.

    Pessoas medíocres vivem sem saber o que é a vida e as infinitas possibilidades que ela tem.

    Espíritos que querem evoluir sentem-se desconfortáveis por não poderem voar. Dá angústia, dá uma sensação de vazio.

    Adoro teu blog, ou diria: adoro você.


    Bjo

    ResponderExcluir
  40. É falta de cantar, cantando se expanta os demônios.

    Eu tenho vazio sim
    escrevo muito sobre isso
    (alias to com saudade dos teus comentários por lá)

    mas o vazio é a procura de algo minha querida dama.

    e a procura é insaciavel.
    tem pessoas que são mais exigentes com que querem vc é uma.

    =*

    p.s:Gosto daqui porque eu encontro de tudo

    ResponderExcluir
  41. Tem uma música que eu conheço que é assim...


    i can get no, satisfaction

    ResponderExcluir
  42. Acredite, se eu soubesse a resposta, estaria milionário...há há há.

    Falando sério, vivemos em um mundo extremamente difícil, inóspito como você disse e tendemos a ficar loucos, todos.
    Minha receitinha é buscar um equilibrio físico, psicológico e ...espiritual. É, é exatamente o que você leu...espiritual.
    Já que falou que sua depressão acabou graças a Deus, pergunto:
    Como tem sido a relação entre vocês dois?
    Pense...pense...

    ResponderExcluir
  43. O quê? Campeão de comentários no meu último post?? Mas ahhh guria!
    Fico muito faceiro com seus comentários...de verdade! Antes, quando ninguém comentava eu ficava pensando...porque alguém comentaria minha opinião estúpida e única? Existem tantas outras coisas mais interessantes para fazer, não? Mas achei o meio de divulgar, que é a "troca" de opiniões, eu dou a minha nos blogs e eles normalmente retribuem e isso tem se tornado extramamente absorvente para mim. Estou gostando muito disso, de conhecer pessoas, que podem se tornar amigas, nem que seja virtualemnte, de ver que muitas pensam como eu e que eu aprendo tantas coisas novas e tanta getne disposta a se ajudar ou ajudar aos outros, nem que isso seja feito através de seus blogs, da divulgação de suas idéias, talvez com a mesma esperança que eu tenho de que se mudar ao menos uma mente, isso valerá muito mais do que possam imaginar.
    Comentando seu comentário...acho que as pessoas acharam que você está em crise porque quando estamos mal, escrevemos bem melhor sobre "a situação e os sentimentos de estarmos assim". Menos mau que você não esteja assim.
    Agora quanto ao post anterior que eu queria muito comentar, mas para variar eu me atrasei...
    Quanto a "pensar demais" eu sempre falo: - Pensar faz mal...as vezes meu cérebro não pára, não cala a boca e eu tenho que gritar mentalmente um chega antes que entre em uma dessas crises..
    Isso de quando morrer, virar boa pessoa é pura hipocrisia, quando você disse que iria tocar em assuntos delicados, pensei: ihh, lá vem bomba, mas não, quanto a isso, acho que só quem sofreu com as "ações" do falecido pode saber o quanto se aliviou e nunca vai considerar que ele "virou bom". Talvez até perdoe, já que depois de morto ele não poderá incomodar mais(fisicamente, talvez seu espírito ainda venha infernizar...rsrs.).
    Isso do futebol eu sou bem indicado para falar...rsrs. Eu detesto futebol (sim, mulheres, sou um homem que não gosta de futebol, rsrs,). Acho que essa coisa está se tornando meio irracional, essas brigas nos estádios, senco que como eu sempre digo, meu time ganhando ou perdendo, amanhã terei de trabalhar igual.
    Bah, isso é mais complicado, quando começamos a conviver com uma pessoa, queremos que ela faça as coisas EXATAMENTE como queremos, está certo que mudanças positivas são bem-vindas, mas queremos que a outra pessoa seja EM TODOS OS SENTIDOS e SEMPRE igual ao que queremos, quando na verdade devíamos aceitar os manias do outro que não nos prejudica, bem como ela/ele aceita(?) os nossos. Por isso que eu sou a favor sim do sexo antes do casamento, e principalmente do convívio antes de se "juntar".
    ""Tu axa q tenes mui gnt escrivinhando male?? Iu nun axo. Mais dev de sê esse tar de internetês.""
    Ah pois é! Mas a sociedade nem sempre impõe o que é certo. Muito menos crianças abandonadas teriam se começassem a adotar, não?
    Acham que chamam um estuprador de "animal" por causa da "selvageria" que cometeram, existem animais cruéis e selvagens, mas eles fazem isso por instito e para sobreviver, não como nós, humanos, sem propósito útil algum como no caso da violência. É a mesma coisa que li sobre o porque a maioria dos xingamentos estão relacionados ao sexo, do tipo: "é foda" , "que coisa fodida" ou "puta que pariu". Quando podeira ser algo realmente ruim como: "fruta que caiu" em vez de "puta que pariu". Na minha opinião a igreja estigmatizou tanto o sexo como sendo pecado que os palavrões acabaram dando nisso, porque "foda", deveria ser bom, e não ruim, afinal sexo é maravilhoso. E porque as putas não poderiam ser mães? É imcompreensível.
    Bah, isso de "sangue" não me comove nem um pouco. Uma vez me acharam "brabo" só porque estavam falando sobre a sobrinah de um chefe que não fazia nada e ficava online o dia todo e eu disse revoltado que caso fosse minha sobrinha estaria na rua, eram 3 avisos, ou nem 3, afinal tinha muita gente competente precisando de emprego. O meu próprio irmão eu cobro que tenha condutas morais decentes quando acho que meus pais repreenderiam caso fosse eu que fizesse a coisa, afinal tem que ser justo e igual com ambos. Quem dirá "parente". Não tenho tanta certeza que é o sangue que faz com que muitas vezes acabemos ajudando o outro, e sim a convivência.
    Eu acho que sim, no último post senti isso, parece que ou não entenderam, ou acharam que eu queria lavar as mãos e culpar apenas o governo pelas enchentes, eu tive que ir nos blogs e falar que não foi bem isso que eu escrevi, sei bem da nossa parcela de responsabilidade e tal. Talvez seja mesmo medo de não ser aceito, ainda mais quando os contra-argumentos levam mesmo abaixo tudo que você escreveu e te faz mudar de opinião.
    Não sei, mas acho que sim, a paixão é quase que puramente química, tem estudiosos que afirmam que ela dura apenas 2 anos, se passar disso, já é amor...é uma teoria bem interessante, tem casos que só depois que somos pisoteados é que entendemos...como se fosse um carma...AFF(suspiro!).
    Quanto às letrinhas nos blogs, também acho chato, acho que no meu também não tem (me avise se for o contrário), acho que é anti-spam, mas na prática não tenho certeza se funciona ou vale a pena.
    Bom, o Big Bosta Brasil, para mim, é tão fundamental quanto à Hebe (ler meu post do dia 23/05/2008).
    Essa do tempo, nem me fala, se está frio reclamamos, se está calor, também, então não sei, eu prefiro aquele friozinho com sol e sem chuva o dia todo, típico de outono (era típico antes do aquecimento global).
    Não sei, tem gente que deve se achar super popular por causa do orkut lotado, mas eu só tenho quem eu conheço, quem já estudou comigo, enfim, quem eu tenha ou tenha tido algum dia, um vínculo.
    Eu gostaria certamente de mais comentários no meu blog, mas gosto de poder retribuir e gosto de comentar, e não gosto daqueles que vão ali só pra dizer "tá tri" só para eu comentar no deles e eles nem expressarem nada a respeito, sem graça, é como add todo mundo no orkut só para fazer número, o bom é interagir qualitativamente. Se isso virar um empecilho então não adianta ter muitos comentários...
    Os casais devolvem os presentes porque o orgulho fala mais alto, e ninguém quer "o que ela/ele" me deu. Ou para não lembrar mais da pessoa, como se fosse possível esquecer...rsrs.
    Bom, muitos Brasileiros têm a mania de "querer ser chique" e falar "estrangeiro", fazer o quê né, se se preocupassem em saber a própria língua o ENEM não teria tantas "pérolas"(e não poderíamos rir tanto, rsrs). É como umas pessoas que eu conheço que têm raiva da seleção Brasileira e torcem para a Argentina, não entendo, mas respeito né. Eu apesar dos pesares sou muito bairrista (Latino, Brasileiro, Gaúcho, Esteiense).
    Bom, se chegaste até aqui sem me excomungar, te deixo um enorme beijo me desculpando por escrever tanto, mas eu queria responder a todas as perguntas, e a culpa é toda sua por me instigar...hehe!

    Bjoks.
    Fábio!

    ResponderExcluir
  44. A sensação de vazio leva a depressões .


    prazer,meu nome é solidão :~

    ando me sentindo assim ,vazia:|
    teu textinho é lindo fofa :*
    beijosmeliga

    ResponderExcluir
  45. Aff.. todas as vezes que leio teu blog, tenho a sensação de ter achado uma irmã gêmea.

    Geminialidades à parte...

    Como você mesma disse, o sexo feminino é muito agravado com essa sensação. Eu acredito que seja por conta da flutuação hormonal pela qual passamos mensalmente. Não é fácil lidar com isso. Acho também que somos mais sensíveis a coisas externas. Qualquer opiniãozinha negativa sobre um novo corte de cabelo faz a gente entrar num "modo catástrofe", e querer desistir de tudo, inclusive da vida.

    Episódios de depressão, quem nunca passou por eles? Me lembro de ter passado meio mal quando tinha 14 anos. Foi um ano meio difícil aquele, engordei 10 kgs em 8 meses, e perdi 14 em 2. Hoje em dia, eu nem me preocupo mais, sabe? Minha preocupação agora é ser feliz à minha maneira, doa a quem doer, porque, na verdade, quase ninguém se preocupa com o que sentimos ou deixamos de sentir.

    ResponderExcluir
  46. Sabe... o dia que eu me sentir totalmente completa, acho que estarei no leito de morte...

    esse vazio é o que me impulsiona!!

    Distrair pode ser uma boa tática para nao senti-lo tão pesado...

    beijca

    ResponderExcluir
  47. é um sentimento muito humano o vazio no peito, ninguem é alegra o tempo inteiro e a vida não é um passeio no parque...
    Que droga! Deveriamos ser feliz all the time, não acha?
    beijos querida...

    ResponderExcluir
  48. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  49. Várias vezes tenho a sensação de vazio. E o engraçado é que não tem motivo (pelo menos comigo!)... Acontece por acaso, tem dias que acordo assim e pronto. Melhoras para ti! ;*

    ResponderExcluir
  50. E o vazio continua...rs.Vou linka-la em meu blog,querida.Bjo

    ResponderExcluir
  51. LEVANTAR!!! resta-nos levantar desta errada posição de estarmos deitados, esgotados, no chão...

    levantar...


    beijo


    PARADOXOS

    ResponderExcluir
  52. Sempre bom passar pelo meu blog preferido!!!!

    Vamos lá: Se te conforta, eu vivo em crise, e isso dá pra perceber no meu blog, onde todos os post são de reclamações, de não gosto disso, não gosto daquilo...enfim...
    Estou constantemente insatisfeita, buscando algo que não sei o que é, mas que vive a latejar como uma topada no dedinho...onde arrepia até a alma..e vc não sabe dizer ao certo o que dói....se o dedo, o osso....
    Farta da vida, farta de todos, mas ao mesmo tempo..quando a gente pensa com raiva nessas coisas, do nada, é tomada por uma lembrança, um carinho repentino por alguém ou algo...enfim....
    Coisas estranhas que não são possíveis nem descrever, mas que são constantes!!!!
    Juro que não sou uma pessoa depressiva...mas vejo que felicidade mesmo são apenas momentos e acredito que pessoas muito felizes são alienadas, elas sim é que são loucas.
    As pessoas são cansativas, mas p q talvez eu seja impaciente..enfim...
    Que se dane também...somos assim...complexas e inexplicáveis....e pronto!!!
    Não vou gastar dinheiro com terapia, nem com bebida...pois agora sou uma pessoa livre da cachaça....rsrsrsrs....e como diz o poeta: Cada um sabe a delicia e a dor de ser o que é!!!!!
    Eu nasci assim..eu cresci assim...Gabrielaaaaaaaa

    ResponderExcluir
  53. Engraçado são os palpites e sugestões de tratamento que o povo dá né??? Tipo, um doido falando do outro!!!
    E toma-lhe bebida e fumo..e tudo isso junto ao mesmo tempo!!!

    ResponderExcluir
  54. É um consolo esse negócio de só quem é muito inteligente passa por isso!! Pior são os engraçadinhos que já dizem: "ah, cê só pode tá de chico!!" e eu que sou histerectomizada??
    Eu heim!!
    Tenho evitado beber, porque nem na hora a bebida tem me feito bem, e no outro dia, o buraco é maior...
    Sem palpites, só o desejo que isso melhore...
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  55. As vezes todo mundo tem mesmo uma vontade de dar resert no jogo e começar de novo. Inevitavel. ;)

    ResponderExcluir
  56. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  57. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  58. Porque será que quando temos essa imensa senção de vazio ficamos mais propensos a ter vontade de morer? e o pior não ter coragem suficiente para me matar.Talvez por achar que tudo pode melhorar?
    Que possamos ter uma bela vida pela frente? não sei? vivo nessa procura incessante de respostas para isso,tentando buscar algo para preencher esse "vazio", enquanto não encontro vou levando a vida para ver no que vai dar.até que sabe um dia consigar ter coragem o suficiente para me matar.Ou que sabe encontrar o que "falta".Muitos dizem que sou novo para ter "tais problemas", mas nem sei se são problemas me pergunto se só eu sinto isso?outros dizem que penso demais já estou acahndo que é isso, mas com 16 anos é imposssivel não pensar demais.por favor vos imploro ajuda.

    ResponderExcluir
  59. Porque será que quando temos essa imensa senção de vazio ficamos mais propensos a ter vontade de morer? e o pior não ter coragem suficiente para me matar.Talvez por achar que tudo pode melhorar?
    Que possamos ter uma bela vida pela frente? não sei? vivo nessa procura incessante de respostas para isso,tentando buscar algo para preencher esse "vazio", enquanto não encontro vou levando a vida para ver no que vai dar.até que sabe um dia consigar ter coragem o suficiente para me matar.Ou que sabe encontrar o que "falta".Muitos dizem que sou novo para ter "tais problemas", mas nem sei se são problemas me pergunto se só eu sinto isso?outros dizem que penso demais já estou acahndo que é isso, mas com 16 anos é imposssivel não pensar demais.por favor vos imploro ajuda.

    ResponderExcluir
  60. Faço minhas as suas palavras... Se essa sensação te persegue, pra mim é como se já tivesse nascido com ela. Graças a Deus que você nunk se deixou levar por essas sensações a ponto de chegar na depressão. Porque eu já cheguei e fui tão longe que quase fiquei internada em um hospital psiquiátrico. E confeso que hoje prefiria ter ficado lá.

    ResponderExcluir
  61. A sensação de vazio nada mais é do que a percepção da nossa realidade.Tudo ao nosso redor é muito vago,não existe uma resposta definitiva,mas são poucas pessoas que percebem a tragédia da vida,a maioria não consegue ´´perceber`` que existem e acham tudo normal.A dica que eu do pra esta com estes problemas é leiam os escritores clássicos pois isso não um problema novo na humanidade.Alguns que ajudaram muito foram Dostoiévski,Friedrich Nietzsche,Schopenhauer.

    ResponderExcluir
  62. Crise existencial: isso é o q mais tive e tenho tido na vida. Nem sei como consegui chegar aos 54 anos.

    A Zizi Possi receitava lavar roupa para quem estivesse de depressão. Um dia, ela levantou deprimida. Teve q se tratar, e reconheceu q pagou linguá!

    ResponderExcluir
  63. Tenho todas essas sensações e tb tenho a sensação de que só eu tenho. Olho em volta e parece que todos estão satisfeitos, sem duvida alguma da vida, do amor, enfim, todos parecem tão resolvidos. Mas, invariavelmente leio ou ouço essas divagações. Num determinado momento me conforta, pois percebo que mais alguem fala a minha lingua, mas uma coisa que descubro cada vez mais é que estamos sozinhos nessa. Somos solidários na mesma dor, mas cada qual busca sua resposta e não dá prá dividir, no momento que estamos assim, somos um ponto no meio do planeta. Neste momento que escrevo é óbvio estou assim, ou não teria entrado neste blog, confere?rs, é eu dou risada da minha situação pois me lembro que dentro de dois ou até um dia estarei totalmente diferente, e fico me vendo como uma louca varrida. De tudo que li aqui, uma coisa é certa, nosso problema é pensar, pensar demais, amigos que não sofrem disso são amigos que não fazem tantas perguntas e eles me irritam, tanto pela 'capacidade' de não ficar deprimido como pela ignorancia de não ter perguntas diante da vida. Acho que nós que nascemos com essa 'mania' nunca deixaremos de sentir isso, é nosso, somos filósofos, na nossa tristeza escrevemos poemas e musicas lindas, movemos o mundo também. Que alma escreveria musicas tão melodiosas e marcantes que não uma alma que sofre,que chora, que ama demais a vida para não acha-la tão simples??!! beijo.

    ResponderExcluir
  64. Olá.
    Permita-me sugerir uma resposta à questão:
    "Alguém arrisca um palpite?"
    Recentemente publiquei um texto que versa sobre a verdadeira natureza da sensação de vazio. Convido-os a visitar meu website, em www.sombrasdarealidade.com.br/vazio.htm
    Um abraço, e parabéns pelo blog.
    Everton

    ResponderExcluir

Eu sempre vou respeitar sua opinião, mesmo que não concorde com ela. Então, por favor, respeite a minha!

Comente com civilidade!

Se seu comentário foi recusado, certamente a explicação está aqui:

http://confissoes-femininas.blogspot.com/2011/07/comente-com-educacao.html