quarta-feira, 9 de março de 2011

Sou antissocial!!


Eu fui buscar na nova ortografia como se escrevia antissocial, e agora é assim, preferia que fosse anti-social, acho mais bonitinho, enfim...

Bem, certamente sou o ser mais antissocial que conheço! Mentira, conheço outros seres como eu. É que para ser meu amigo bem próximo, um relacionamento amoroso, a pessoa precisa de uma certa dose de "antissociabilidade". Não aguento muito gente que vive rodeada de outras pessoas o tempo todo, gente "dada" demais.

Adoro multidões, gosto de grandes centros urbanos, mas isso não quer dizer que goste de interagir com muitas pessoas ao mesmo tempo, ou que goste de falar com qualquer pessoa. Interagir em excesso me suga as energias. Sério! Tipo ir a salão de beleza, aquela mulherada falando coisas nada a ver contigo e eu tendo que ser sociável, saio de lá cansada, sugada. Preciso de poucas pessoas bem selecionadas. Não gosto de grandes grupos para sair, nunca gostei.

Outra coisa que abomino completamente é falar com estranhos na rua! Por que as pessoas cismam de falar comigo na rua, em filas de banco, em lojas, em ônibus?!!! Eu devo ter cara fofinha, não é possível! E olha que minha expressão é fechada, exatamente para afastar estranhos. Mas não adianta!

E no caixa do supermercado? Ou é a pessoa da frente, a de trás, ou a própria moça do caixa que quer conversar comigo. Que vontade de mandar calar a boca!! Sim eu sou a pior das pessoas na rua! Tem gente que é no trânsito, sou como pedestre mesmo!


Já olho com olhar de tédio quando alguém puxa papo! Não nasci para viver num país tão "afetuoso" como é o Brasil. As pessoas acham que falar contigo, na rua, estão sendo simpáticas, enquanto que para mim só estão me incomodando. Não quero saber o que um estranho acha de tal marca de feijão, ou do porquê da fila está demorando, ou o motivo do trânsito ter parado. Não me interesso pelos palpites de gente que não conheço.


Já perceberam que homens lindos e fofos nunca vem falar amenidades contigo, não reclamam de nada, não perguntam nada?! Esses sim, queria que perguntassem tudo, até a cor da minha calcinha, mas não, sempre é o estranho mais tosco, os pangarés caolhos que vem te encher a paciência!

Outra coisa! Agora sei que vão me apedrejar! Odeio dar "bom dia" para quem nunca parei para conversar! Que chatice! Quem inventou esse tal "bom dia" para semiestranhos? Nessa classe se inclui vizinhos chatos, porteiros de todos os tipos, recepcionistas de todos os gêneros, gente que sou obrigada a cumprimentar sem a menor vontade, sem nunca ter trocado uma frase com a criatura! Nem vou dizer o que faço no meu trabalho. Senão todos vão me odiar de vez, estou carente e não quero que mais ninguém me deteste... rs

Aqui no blog gosto de trocar idéias com estranhos...eheheh.... Nesse caso, tem mais possibilidades de saírem da categoria de estranhos para amigos virtuais. E como estamos acabando de sair do carnaval, bom registrar que adoro essa folia, gosto de festas em geral e nesses momentos não me importo de interagir com estranhos e semiestranhos. Afinal somos assim, nem totalmente legais, nem totalmente insuportáveis... rs

E você? É antissocial como eu, ou é mais para o sociável?

66 comentários:

  1. Posso começar com Oi... rs!
    Eu também sou antissocial, mas sou obrigada a falar com muita gente, trabalho em hipermercado, quando saio do trabalho não quero ver ninguém, na minha folga então nem pensar hahaha... Como a cidade é do interior sou mais conhecida que o prefeito kkkk, quando vou comprar alguma coisa sempre alguém fala : você trabalha no ..... né? Penso que saco até aqui! Não gosto de lugares cheio de gente, prefiro o zoo hahaha. Vizinho nem pensar, mas sempre saio para fazer uma atividade física e o vizinho fala: oi já vai... aff!
    Não há de ser nada a vida é assim , estou tentando ser melhor e ter menos vergonha das coisas.
    Bjs
    Ser Estranho Ser!

    ResponderExcluir
  2. Eu sou mais Sociável rsrsrrssr. Tenho muitos amigos e vivo arrodiada de gente. Mas detesto quando algum estranho puxa conversa comigo no ônibus, na fila, na rua, na parada de ônibus.....Quando estou nesses momentos, detesto quando alguém vem e começa a contar os seus problemas, o que já aconteceu bastante comigo.

    ResponderExcluir
  3. Quarta-Feira de Cinzas Feito Dama, antes de tudo, todas as pessoas, mesmo as mais afáveis, têm os seus dias mais amargos. O fato é que somos seres gregários e temos preferência, de modo geral, por vivermos em sociedade, devendo abrir mão de certa franqueza para nos adequarmos às regras do convívio social. Se descidíssimos viver com alguém que fosse da mesma maneira, totalmente sincero em palavras e atos, teríamos que desenvolver uma blindagem especial para a proteção desse fogo aberto. Conseguiríamos? A propósito, a palavra adequada para defini-la seria "misantropo", que significa que é aquele que tem aversão à sociedade dos homens, em que a companhia humana o aborrece, homem (mulher, nesse caso) melancólico, entre outras definições mais ou menos, agudas. Não creio que você a mereça, já que, mesmo sendo ácida, é generosa por dispor-se e despir-se do jeito que o faz. Abraço!

    ResponderExcluir
  4. kkkkkkkkkkkkkkk...vc é tão parecida comigo..

    Eu abomino pessoas felizes demais...sabe aquela janaina do BBB, que ri o tempo todo com aquela vozinha de felicidade, cumprimentando até pedra? então esse tipo de gente felzi demais me incomoda absurdamente.

    Não falo com ninguem em filas...por isso to sempre com ipod no ouvido, pra não dar papo...nunca gostei.

    meu pai diz que sou metido, mas não é...eu não gosto de conversar qdo não to afim...pô...o povo não respeita!!!

    Beijão.

    ResponderExcluir
  5. Rs acho que sou o oposto... lógico se eu acordar com o pé direito.
    Se eu tiver acordado com o pé direito e alguém me dar bom dia eu respondo educadamente, caso contrário já cheguei a dizer: Eu te conheço? rsrs
    Mas essas multidões de festa, gente me apertando, eu não suporto.
    Já brinquei muito o carnaval, já badalei demais, mas de uns tempos para cá fique chata. rsrs
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. eu me enquadro no mais sociavel, mas odeio aquela social faalsa, aquela que só fala por falcidade que a té o sorriso é para agradar ... gente não suporto , sempre digo adoro falar alto e em bom tom assim me ouvem direitinho odeio puchar o saco mas gosto de ser agradavel com a spessoas que gosto rsrrs esse é meu jeito se gosto adoro se não gosto nao me esforço pra mudar rsrsr bjs

    ResponderExcluir
  7. kkk Eu sou super sociavel, converso com todo mundo, sou tagarela compulsiva \o/ Adoro gente genericamente, bato papo em todo lugar!!! Mas também tenho um lado antissocial, tem dias que não estou afim e fecho a cara geral e sim, DESTESTO com todas as letras maiusculas telefone, aff, esse tipo de socialização é o fim, meu celular vive desligado, no silêncioso ou o melhor perdido no silêncioso que é pra dar trabalho de achar :)

    E o pior de tudo, é que vivo cercada por pessoas, mas me sinto sozinha, estranho néh????

    ResponderExcluir
  8. eu sou antisocial com pessoas que n gosto...
    e no carnaval tbm sou antisocial...
    e tbm preferia escrever assim...

    anti-social...
    e n to nem aí p nova ortagrafia, meus pai me encheu de livros da nova ortografia, mas n li nenhum.

    ResponderExcluir
  9. uahahahahaahaha uma divertida e sábia visão do antisocialismo! rsrsrs... Sou antisocial quando quero, mas não o tempo td!

    Bjinhos

    ResponderExcluir
  10. Oi Dama,
    Desculpe, mas de tão radical cheguei a achar engraçado...mas não no sentido perjorativo, mas pela sinceridade, por você dizer cruamente ser antissocial (também prefiro a forma antiga).
    Eu sou apenas avessa a multidões, juntou mais de cinco já é muita gente! Mas não me importo de onversar com a caixa de supermercado, ou na fila do banco. Mas não é sempre, tem dias em que prefiro ficar na minha.
    Não suporto salão de cabeleireiro, não vou. Ô lugar chato, todo mundo parece "íntimo"! Tenho minha cabeleireira/manicure que vem à minha casa quando preciso, ainda bem!
    Beijos, Renata
    palpitandoemtudo

    ResponderExcluir
  11. Acho que não sou nenhuma das coisas...rs... Dou bom dia, boa tarde e boa noite pras pessoas, mas é só.
    Fui criada por alemães né... pra mim o normal é ficar na minha e me sinto meio invadida quando um estranho vem ficar puxando papo querendo ser sociável. Invasão de espaço.
    P.S.: tb preferia anti-social.

    ResponderExcluir
  12. Somos um tanto parecidas.

    Estou de volta!

    beijooo.

    ResponderExcluir
  13. Eu tô no meio termo, fico com o fone no ouvido pq detesto ficar ouvindo as besteiras que falam na rua, não gosto de assunto na academia, nem no salão... mas tem horas que puxam assunto e eu converso!!
    Diz meu filho que eu bato palma pro maluco dançar!! hehehe!!
    Mas bom dia eu dou pra todo mundo!!
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  14. Acho que vc talvez não seja tão antissocial como parece no escrito.... Na rua não gosto de me encontrar com conhecidos, prefiro estranhos, fica mais fácil me concentrar nos meus pensamentos. E eu que me achava uma ovelha negra nesse Brasil de pessoas tão conversadeiras.

    ResponderExcluir
  15. Oi,Dama!Confesso que não sou a pessoa mais sociável do mundo,mas eu gosto de dar "bom dia" até pro motorista do bus que me leva todo dia pro trabalho,mas não tenho muitas amizades próximas, quando o assunto é a minha vida sou bem reservada.
    Homem bonito vir com esses papos furados é difícil mesmo geralmente é gente tosca mesmo que aparece,hahahaha.
    Beijosss

    ResponderExcluir
  16. Sou social até certo ponto, tipo: até ali!
    Mas hoje puxei, educadamente, puxei um papinho com uma coroa bonita que tava atrás de mim na fila do banco.
    A fila, que tava parada, andou mais depressa que o papo.

    Se a mulher for hummm..., interessante, sou sociável; sem duvidas!

    ResponderExcluir
  17. Eu também odeio dar "bom dia"!! Hahaha...

    Quando não tô a fim dessas cortesias e se posso optar por ficar em casa sossegada no meu canto, eu prefiro ficar! Foi assim no réveillon e também no carnaval (cidade pequena é um problema, ninguém é estranho para ninguém...).

    Beijo!

    ResponderExcluir
  18. Dama,
    dependo do humor. Tem dias que estou pra sorrir e conversar com todo mundo. Porém, há dias que estou introspectiva, na minha, sem querer falar com ninguém.
    Em geral, converso na fila de banco, etc e tal....tomara nunca encontrar você num supermercado. Vai me dar com o carrinho na cabeça....
    Eu tenho tentado ser mais "antissocial". Assim sobrevive-se melhor . Deixamos inclusive de colocar algumas malas no caminho. É o q acontece comigo. rsrrssr
    Boa semana !
    Beijão

    ResponderExcluir
  19. Como somos parecidas rsrs
    Se eu ver um conhecido vindo em minha direção, se possível mudo de caminho kkk
    Prefiro ficar na minha. Atendo as pessoas com presteza e delicadeza, mas conversas longas e principalmente reclamações: tô fora!

    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Dama, acho que sou mais pro sociável, mas quando levanto de pé esquerdo até "bom dia" me incomoda. Por isso levo sempre um livro na bolsa e abro mesmo em fila de supermercado ou de banco, evita alguém me incomodar, rs
    bjs
    Jussara

    ResponderExcluir
  21. Sou totalmente antissocial também! E acho meio falsidade isso de querer ser amigo de todo mundo e confraternizar com "milhares"...

    a verdade é que encontramos pouquíssimas pessoas com as quais temos afinidade na vida. E são elas que devem estar SEMPRE ao nosso redor. E não desconhecidos.

    As pessoas também adoram me abordar na rua pra conversar. Também nunca entendi o porquê. quando descobrires, compartilha comigo, tá?! rsrs

    bjoss

    ResponderExcluir
  22. Ai...detesto falar com quem não conheço também!!
    Mas o pior para mim é taxista que quer conversar!! Odeiooo!

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  23. hahhahahahaha tenho uma camisa com essa mesma imagem que vocẽ usou para ilustrar o post!

    Sou completamente antissocial. Quer dizer, não sou do tipo carranca, sabe, sou tímida mesmo. Os unicos lugares onde tagarelo é no blog e nos comments dos blogs alheios. Acho que nem sou de tudo antissocial, a sociedade é que é anti-eu, como costumo dizer. hahahhahah Às vezes isso é um problema para mim. Na minha sala há 48 alunos, todos já formaram grupinhos e eu fico sozinha na ultima cadeira do canto esquerdo da sala. Eu não sei conversar, não sei bater papo, também não me interesso por papo de salão, nem de fila, nem de pessoa da cadeira do lado no ônibus. Mas sempre dou "Bom dia" a cobradores de ônibus. Mania. rs

    Outro dia tava pensando em porque não pedia pra te adicionar no msn... você deve ser uma pessoa super legal de se conversar... mas aí pensei que se fizesse isso poderia estragar tudo, essa relação escritor/leitor. Eu não converso direito nem com os 50 contatos que tenho! Prefiro conversar por email do que por msn.

    Você mora no Rio né? Deve ser por isso que acha as pessoas tão sociáveis. Aqui no Espírito Santo todo mundo é fechado. É porque aqui, mesmo sendo capital, é meio roça, sabe. Todo mundo é meio roceiro, bichinho do mato rsrsrs

    Vou nessa,

    Beijos

    ResponderExcluir
  24. ah sim, outro dia eu tava no ônibus, super concentrada pensando sobre uma coisa muito interessante e um cara começou a conversar comigo. Mesmo eu não emitindo nenhum som, nem assentindo com a cabeça, nem demonstrando qualquer mudança na expressão facial, ele não parava de falar.

    Me deu vontade de falar; Cara você tá me atrapalhando. Eu tô ocupada, não tá vendo? Tô ocupada pensando.

    Mas não falei nada. Olhei pra fora da janela até ele terminar o monólogo e então se calou.

    ResponderExcluir
  25. Boa noite!

    Não se preocupe, estou adorando você cada vez mais, até mesmo pela sua antissociabilidade.

    Eu também sou assim, mas por uma razão bem clara: As pessoas não têm assunto. Se rolassem conversas inteligentes, sobre coisas que me interessam, eu conversaria com todo mundo, mas não é o que acontece.

    E é bem melhor conversar no bar do que na fila do banco, convenhamos.

    bj

    ResponderExcluir
  26. Nossa!!! Eu além de ser antissocial sou tímida... então junta uma coisa com a outra... daí fudeu. Também detesto gente puxando papo em fila disso ou daquilo... e olha que eu vivo com a cara amarrada. A mamãe me conta que algumas pessoas dizem que não se aproximam de mim porque acham que eu sou esnobe e tal... mas eu não sou... eu só não sou muito chegada a gente. Não gosto que invadam o meu espaço. Também não gosto de ir na casa dos outros e não gosto de gente enfurnada na minha casa. Cara... eu acho que eu sou chata mesmo... já tá na hora de eu admitir... pois é... é isso... sou chata e PONTO

    BeijoZzz

    ResponderExcluir
  27. Olá, dama ! Estou passando por um momento muito antissocial na minha vida. Devido ao meu desemprego e problemas acabei perdendo a companhia de muita gente (quando estamos numa fase ruim as pessoas se afastam como se problema
    pegasse !) e fora isso, por causa das fofocas que fizeram a meu respeito, acabei perdendo a confiança nas pessoas.Simples assim, tenho medo de me abrir, confiar e a pessoa usar o que sabe sobre mim para inventar coisas ou aumentar... sabe-se lá do que o ser humano é capaz !

    A única vontade que eu tenho é de viver no meu cantinho sem nem ao menos dar um bom dia pra alguém. Ando até preocupada com isso porque não tenho sentido vontade de falar com as pessoas, usar msn, ligar para outras pessoas e quando o telefone toca, rezo para não ser pra mim. Se o meu cel toca, eu só atendo se não conhecer o número.

    Eu gostei demais do seu outro post, muito bom mesmo. Concordo exatamente com cada palavra que tu escreveu. É como eu disse no meu blog, ninguém vai colocar foto de velório nas redes sociais, mas pelo amor de Deus, tem gente que parece viver em função de comprar/sair/viajar para poder tirar fotos e colocar lá. E quando somos "normais", não vivemos na rua/balada/saída/viagem, acabamos com fama de infelizes e perdedores.

    Bom, cada um sabe de si, certo ? Eu não me deixo impressionar por fotos e declarações em redes sociais não... houve um época em que eu me sentia uó, uma perdedora, mas hoje sei que tem muita gente mentirosa.

    Um abraço forte !

    ResponderExcluir
  28. Esqueci de dizer uma coisa, eu dou bom dia sim para qualquer um, seja no prédio, ônibus, cobrador,lixeiro, porteiro, leiteiro, vizinho (mesmo quando não gosto), se conversam comigo em fila, mercado, eu converso...e olha que tenho sorte pra isso.

    Eu gosto mesmo. Me sinto bem cumprimentando por que isso eleva a auto-estima da pessoa e coloca um sorriso em seu rosto, principalmente, quando esta exerce uma profissão que não é muito respeitada.E outra, eu penso assim, que se uma pessoa estranha está puxando conversa comigo na rua é porque ele está muito angustiado e precisa desabafar. Não custa nada !

    ResponderExcluir
  29. Me considero antissocial por nunca andar em grupos mas sou gentil para com quem é gentil comigo.

    Nasci com o rosto que inspira simpatia e mesmo quando estou destruída por dentro meu rosto dificilmente demonstra. Acho que isso é uma característica dos gordos.

    Dificilmente dou bom dia mas, quando não quero falar deixo as pessoas falando sozinhas. Não resisto a gentilezas e quando são gentis comigo na rua procuro corresponder. Só não aguento a grosseria e reajo a isso.

    No geral sou muito reservada e falo com poucas pessoas, tanto no cotidiano quanto nos blogs.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  30. Oi Dama, estou voltando, mas até colocar tudo em dia demora...
    Não vou comentar o texto agora, fica pra noite, agora passando só pra dizer um "oi" rsss, ainda bem que já nos conhecemos kkkkkk
    Volto aqui depois...
    Beijos pra ti e ótimo dia!

    ResponderExcluir
  31. Bom, deixa me ver como eu falo!
    Eu sou jornalista entao nao tem como ser antisocial, eh assim que escreve? rs
    Entao mais eu confesso que curto fica sozinha e nao convresar muito quando to em casa e tudo mais... isso nao classificia no antisocial ne?
    beeeijos e ate mais... Boa sorte nas filaa e etc... rs

    ResponderExcluir
  32. Pois é dama...eu sou antisocial para grupos, nao gosto de andar com um monte de gente e colecionar mil amigos..mas o periodo que morei em uma pequena cidade me ensinou o bom dia por simples costume, tipo, passava todo dia na frente da casa de uma senhora de tipo uns 90 anos, e todos dias com sol, la pelas 7 hs ela estava varrendo a sua calçada, cidade de imigrantes alemàes, ela dava um bom dia tao simpatico e tao cheio de coisa boa...e por la vi q era assim, todos se davam bom dia...sem interesse, daí eu curti a historia, e ate senti simpatia pelo bom dia sem conversa, sem amizade, pelo simples fato de sentir vontade de desejar um bom dia...
    bjs dama

    ResponderExcluir
  33. FAZ TEMPO QUE ACOMPANHO ALGUNS COMENTÁRIOS QUE VOCÊ FAZ NO BLOG DE UMA GRANDE AMIGA, A CARLA, E CONFESSO QUE ADORO. RESOVI FAZER UMA VISITA AQUI E ADOREI. LENDO E IMAGINANDO TODAS AS SITUAÇÕES QUE CITOU. VOCÊ É ÓTIMA!!

    ResponderExcluir
  34. Se você se acha chata, eu sou igual a você...
    Quando dei de cara com o tópico, fui sedenta para ler... e, confesso, ri muito... Parece eu escrevendo!!!
    Beijos!!

    Peregrine: http://turismologasuzi.blogspot.com

    ResponderExcluir
  35. Meu marido acorda com um sorrisão estampado no rosto, com beijinhos, abraços, bom dia.. as vezes sinto vontade de jogá-lo na parede. kkkk
    Se tem uma coisa q não suporto eh sair dando bom dia pra todo mundo, aliás odeio falar durante as primeiras três horas depois que acordo. Sim, sou mau-humorada e antissocial. É a minha essência e gosto de ser assim. Fazer o quê?

    ResponderExcluir
  36. Mais uma vez, você disse tudo, Dama! Logo que vi o nome do novo post no meu blog, vim ler. Comecei a ler e já me identifiquei na hora. Sou exatamente assim! As pessoas não entendem a minha antissociabilidade, tanto que muitas vezes sou "a chata".

    "Preciso de poucas pessoas bem selecionadas. Não gosto de grandes grupos para sair, nunca gostei."
    Essa frase eu uso constantemente pra tentar explicar pras pessoas o meu jeito. Parece que fui em que escrevi!

    "Não quero saber o que um estranho acha de tal marca de feijão, ou do porquê da fila está demorando, ou o motivo do trânsito ter parado. Não me interesso pelos palpites de gente que não conheço."
    Queria MUITO que as pessoas na rua se tocassem disso... E, realmente, são sempre os seres bizarros que vêm puxar papo com você. Quando são velhinhas dá no saco, porque elas não param nunca de falar, e coisas inúteis que não me interessam!

    Caralho! Eu também odeio dar "bom dia", acho um saco! hahaha
    A minha vontade é olhar pra criatura e falar "o que é que tem de bom? Eu acordei cedo, isso nunca é bom!"

    Dama, você é praticamente minha alma gêmea! Você tinha que ser homem! hahaha

    Confesso que tenho tentado ser mais sociável, até porque faço faculdade de Comunicação Social e preciso apresentar trabalhos lá na frente e futuramente precisarei falar em público. #inferno
    Mas eu realmente não gosto de ficar falando qualquer coisa com qualquer pessoa, e não entendo quem gosta.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  37. Uau! Bota sinceridade nisso.

    Este estranho que vos escreve é mais sociável, aliás é possível ser menos que sociável que você?

    Mas concordo contigo quando diz que as pessoas que puxam papo em geral, não sejam as mais belas. Será que os feios são mais carentes? Deve ser, gente bonita sempre tem que os procure. Dever ser teu caso, se fosses uma baranga, duvido que te interpelariam na rua.Então problema resolvido: não quer papo saia feia as ruas. é o preço.
    Abraços

    ResponderExcluir
  38. Voltei pra responder a pergunta do texto
    Eu sou mais para o sociável, afinal qdo nos fechamos para a vida, as coisas ou as pessoas é como se estivéssemos expressando algum tipo de revolta ou protesto contra tudo.
    Eu procuro fluir junto com tudo, aceitar aquilo que me vem com naturalidade e se me vem algo que não gosto aí descarto logo
    Mas... tudo é atração e afinidade, então o que vem a nós não é pelo expressão que fazemos e sim pela nossa energia que atrai
    Qdo começa vir a mim algo que não gosto, já começo a me perguntar o que estou fazendo pra atrair áquilo e aí corro atrás pra analisar e solucionar
    Amiga, eu poderia ficar aqui escrevendo um monte, mas tenho certeza de que vc já entendeu o que eu quis expressar
    Sempre lembro á todos que essa é a "minha" opinião, então não acredite no que eu digo e sim naquilo que é coerente pra você!
    Beijos pra ti!

    ResponderExcluir
  39. Oi Dama!

    Eu tenho dias antissociais. Completamente. Dias em que não suporto ver ninguém, falar com ninguém, conversar com ninguém e nem interagir com coisa nenhuma. E esses dias vêm se tornando cada vez mais frequentes...
    Não sei onde vai dar isso, mas enfim, é assim.

    Beijo

    Carla

    ResponderExcluir
  40. Super me identifiquei!!!
    Assino embaixo de cada linha que você escreveu.
    Eu tenho muitas amizades, mas que foram sendo construídas com o tempo.
    Amizade para mim é assim: devagar e sempre.
    E quanto aos estranhos: mal humor total de gente que puxa conversa comigo na rua! rsrs

    ResponderExcluir
  41. Ahahahahah, essa mulher é demais, ahahahah, nunca vi ninguém tao direta, Dama vc nao existe! Poderia morar na Alemanha, tem um monte de gente direta como vc...

    Olha eu sou o ser mais sociável que já conheci, nao sou de puxar conversa nao, mas estou sempre pronta pra ouvir, nao vejo problema algum nisso, mas eu tbm nao existo sabe? as pessoas que me conhecem tbm se surpreendem com meu estado de ânimo, geralmente, mt bom, gracas a Deus, mesmo nas dificuldades que já passei na vida, consegui sempre ver uma luz no fim do túnel. Agora, nao gostar de dar bom dia, ahahaha, Dama, poxa, isso faz parte do manual básico de etiqueta, mulher... Mas olha Daminha se vc morasse na cidadezinha que morei no Amazonas, vc ia achar que era o paraiso, o povo era tao mal educado bichinha, eu lembro de um dia entrar numa padaria de manha cedinho, toda feliz e dei um bom dia todo contente, e nenhuma das 8 criaturas que estavam lá respondeu, socorro, achei uuuuoóóóóóó do borogodó. Sou amazonense mas nao sou mal educada... putz, credo! Se bem que eu acho que ser antissocial nao significa ser mal educado, nao é mesmo???

    Quer saber? Acho que vc tem uma carinha mt bacana sim, porque ninguém se aproxima de gente de cara feia e amarradona :-)

    Mas tu escreve mt divertido eu fico lendo e rindo. E sabe? acho que vc nao é bem assim como se descreve... tenho a impressao de que é lindinha e boazinha e se vacilar, já tem até um gatao lindao do lado

    :-)

    ResponderExcluir
  42. Em geral converso somente com pessoas conhecidas e não puxo conversa com quem não sou apresentada. Dificilmente dou meu telefone para pessoas recém conhecidas e para chamar em casa, somente os mais próximos. Evito festas em que sei terão pessoas apenas fazendo fita sem nada em comum comigo e eventos profissionais só vou se for mesmo necessário. Em geral sou simpática com as pessoas, respondo cumprimentos e tals, mas não sou saliente ao ponto de sorrir por onde passo. Tem dias que por mais que você seja sociável, não quer ver a cara de ninguém, nesses dias, melhor não sair de casa! Beijus,

    ResponderExcluir
  43. Sou bem fácil adaptação mas tem hrs q preciso ser antissocial.

    Bjoo

    ResponderExcluir
  44. Olha eu aqui de volta! Bom, também me canso de locais coalhados de pessoas. Quando vou ao salão, escolho concentrar quase todos os serviços no mesmo dia para não precisar voltar tão cedo.
    E também já me surpreendi com pessoas estranhas que começavam a me contar suas vidas para mim como se eu fosse uma terapeuta!
    Mas gosto de cumprimentar, de ser educada com os demais - cumprimentando em elevadores, por exemplo. Por quê? Bom, acho que delicadeza é importante e ajuda o mundo a correr girar melhor. E também gosto de observar as pessoas, pois podem me dar ótimo material para textos.
    Desculpe a demora. A vida começa a entrar nos eixos para mim. Viva!

    ResponderExcluir
  45. Oi, Dama

    Sou o inverso de vc nesse aspecto (com exceção de uma coisa em comum: detesto salão de cabeleireiro cheio).
    Mas adoro conversar com as pessoas no supermecado, dar bom dia, sorrir, cumprimentar porteiros, estranhos, semiestranhos, qualquer um. Meu filho morre de vergonha de mim. hahahah Mas, atenção, não gosto de malas nem velhos babões.
    Já fui taxada de "mal humorada" e percebi que passava a mensagem errada, pois eu estava bem mas minha cara fechada parecia dize ro inverso. Então, mudei.
    Um beijo e um ótimo domingão nubladinho e gostoso

    ResponderExcluir
  46. Dama...to ate com vergonha de comentar,porque sou tudo isso que voce detesta..rs.
    Bom...mais ou menos.
    Me abri ainda mais depois que vim morar aqui nos EUA, aqui e super comum cumprimentar desconhecidos..rs...voce ia odiar!!
    Mas,apesar de ser aberta, seleciono muito as minhas amizades mais chegadas, principalmente as que entram em casa.
    Muito dificil eu me abrir com alguem.
    Vai entender essa contradição..rs.
    Nunca mais esqueci de um fora que levei de uma amiga quando a recem conheci. Ela era fechadona e eu a sociavel, levei o maior fora(tinhamos 14 anos) e viramos melhores amigas depois..hahaha...cada uma,ne?
    Adorei esse teu post,minha Dama antissocial(estranha mesmo essa maneira de escrever)!!!
    Beijocas!!

    ResponderExcluir
  47. Está aí, algo que tenho certeza quanto a mim: sou antissocial. rsrs
    Mas sinceramente, as vezes isso me faz mal, pois acabo perdendo bons momentos com os amigos por preferir ficar em casa.
    Um bom exemplo foi este feriado: fiquei em casa, sem arredar o pé pra fora. Quando dei por mim estava cansada - de não fazer nada. Então, resolvi dar uma volta - sai pra dançar e foi perfeito. Sendo assim, percebo que há momentos que precisamos enfrentar o ser antissocial que habita em nós...mas somente uma vez ou outra...rsrs
    Bjin,
    K.

    ResponderExcluir
  48. Impressionante, eu me "ví" em você! E tem aquela que pára do teu lado na prateleira do super e fica "rezando"..."ai será que é bom? será que eu levo?", pra ver se você responde, ô gente chata!

    ResponderExcluir
  49. Eu sempre fui a tida como a "esquesita"da família, ou melhor me chamavam de bicho do mato qdo jovem e agora com 43 é que eu embrutecie mesmo kkkkkkkkk tenho minhas opinioes e não vou mudar pra agradar seu ninguém!
    Adorei o teu texto, ri em algumas citaç~çoes e concordei com tudo pq faço igual ou pior.
    Débora Lúcia/Recife-PE.
    dlnogueira@hotmail.com

    ResponderExcluir
  50. Nossa, Curitiba seria o paraíso pra vc! rs Local com mais antisociais por metro quadrado. Muita gente com fones de ouvidos pra não dar chance de outra pessoa conversar. Nos ônibus a maior concentração de rostos sérios. Muita gente não responde aos bons dias. E elevadores?? silêncio...todos autistas...
    É bom não ser incomodada, mas as vezes é solitário demais também um ambiente assim.

    ResponderExcluir
  51. Gente que é muito comunicativa as vezes enche o saco, dá vontade de ir lá e dizer :- mulhé se cala ai um instantinho!!!
    Mas, tb tem muito homem que adora uma conversa...bem eu sempre fui antissocial, desde a infância, minha mãe reclamava pq eu só tinha uma amiga na escola, que era tipo excluida tb, todos tinham o seu grupinho e a gente meio que sobrava, eramos tipo esquizofrenicas, rsrsrs, tinhamos construido um mundo que só pertencia a gente,nós riamos até chorar e faziamos coisas insanas literalmente, bem o tempo passou e ela agora é praticamente um idolo teen e eu continuo sendo "a esquisita" e mega antissocial...com amigos antissociais que procuram interagir com o mundo,enquanto eu me escondo dele.
    rsrsrs, é verdade, a parte dos caras fofos que nunca vem falar com a gente, ai que raiva, as vezes a gente espera ao menos que nos notem... ¬¬'
    E essa parada de bom dia, as pessoas perguntam e respondem maquinalmente, sem nem querer saber como realmente está o dia do outro e sem tempo pra ouvi-lá se o dia não está bom...mais hipocrisia no nosso mundinho.
    bj.

    ResponderExcluir
  52. Nossa, que que escrevi esse texto. Só pode! Sou igualzinha, inclusive com o Bom dia. Tb odeio dar bom dia, como uma coisa forçada de se ter q falar com todo mundo de manhã.

    ResponderExcluir
  53. bom... eu sou EXATAMENTE assim!

    inclusive, acabei de achar este blog pesquisando no google se isso é mesmo normal ou se eu sofro de algum tipo de fobia social.

    enfim, concordo, viu?
    com TUDO!

    é um sofrimento ser coagido a enfrentar essas situações!

    ResponderExcluir
  54. É bom ver que tem mais gente como eu no mundo... hehehe

    Onde moro todas as pessoas da minha idade saem em grupos de "amigos", já eu não gosto de tanta mistura fico fora dessas... acho que é impossível um grupo tão grande de pessoas ser puramente honesto entre si. Volta e meia gera uma fofoca aqui, outra ali. Acho que antissociabilidade muitas vezes nos deixa mais espertos, prestamos mais a atenção nas coisas que acontecem à nossa volta. Mas confesso que ainda assim o bom humor anda lado a lado com meu perfil antissocial hehehe...

    Ótima postagem' estou conhecendo melhor seu blog e estou gostando cada vez mais. (:

    Beijos, Bye bye

    ResponderExcluir
  55. olha! caaara! tipo, eu nao tenho nem palavras pra dizer como fiquei feliz em ler este texto . eu sou IDENTICO, em cada fato que voce descreve, cada situação.. ideias semelhantes! ANTISSOCIAL! achei que era o unico do planeta. rsrs

    ResponderExcluir
  56. Gentee,encontrei minha família Rss.Eu sou misantropa desde sempre,mas sempre me senti esquisita porque todos dizem que sou,agora vendo o seu texto e todos os comentários eu me sinto em casa.Além das situações descritas acima,eu também detesto que toquem em mim para me cumprimentar,e mesmo eu deixando isso bem claro antes da pessoa se aproximar,nem sempre consigo me livrar disso.Eu tenho muita dificuldade em encontrar emprego,pois além de não gostar das pessoas eu falo isso a elas,por isso sou tachada de arrogante.Enfim,eu também tenho um blog.se alguém quiser dar uma olhadinha...
    sillennystos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  57. Eu sou quase assim antissocial
    Não gosto de está sempre em grupo prefiro
    Conhecer uma pessoa e sair só eu e ela em vez de sair em grupo
    Se eu estiver no mercado e ver alguém convencido que não é muito meu amigo ou amiga eu fujo dessa pessoa
    Se eu for em uma festa e de repente encontrar alguém que eu não tenho muita intimidade
    Fico entrando e termina eu indo embora antes da festa terminar
    Não consigo conversar em um grupo que eu mal conheço
    Não sei fazer ninguém ri
    Sou chata se vou em um restaurantes com um pequeno grupo geralmente eu peço prato diferente da maioria do meu grupo . e por essas coisas as pessoas me acham chato

    ResponderExcluir
  58. Eu acho que nós deveríamos. Marcar um encontro real para um bom papo com todas as chatisse de cada um sem esconder nada
    Se sentindo em casa
    Seria muito bom para cada um relatar os seus sentimentos
    Do dia a dia de cada um

    ResponderExcluir
  59. Bom diaaa estranha rsrs
    Nossa ri mto aqui lendo o q vc escreveu. Parece q era eu quem estava falando. Sou exatamente assim....sem tirar nem pôr.
    Mto bacana...bom saber q não sou a única.

    ResponderExcluir
  60. Carambaaa... esse post era tudo o que eu precisava agora. Me identifiquei 100%. Será que sou uma sonâmbula e escrevi isso dormindo! 😂 Pq parece que fui eu que escrevi isso tudo ai!!!

    ResponderExcluir
  61. De certa forma, vc me descreveu. Detesto esses tipos de cumprimento, bom dia, boa tarde, boa noite. Ainda mais de vizinho chato q vive perturbando com som alto e todo barulho possível. Vem gente falar q não cumprimentar é falta de educação. Pra mim, falta de educação é perturbar os outros, encher o saco, incomodar, ser intruso e por aí vai...Detesto gente q puxa assunto tbm, ou q fica querendo saber coisas da minha vida particular, isso é só pra fazer fofoca. Eu não converso com vizinho nenhum, não gosto de criar "vínculos" com certas pessoas. Eu gosto de conversar mas se eu percebo q a pessoa começa a "invadir" meu pessoal, saber demais sobre minha privacidade, eu corto de vez. Não gosto de ir na casa de ninguém tbm, pq não gosto de incomodar, tenho a sensação q estou sendo inconveniente, não faço com os outros, o q não quero pra mim. Eu sou muito na minha, mas procuro ajudar alguém se for preciso só q cada um no seu quadrado, sem muito envolvimento, amizade. Na minha casa eu não aceito "diz que me disse", nem faço questão de amigos, pra mim, amigo é Deus no céu e dinheiro no bolso. Eu procuro ser legal com as pessoas, não ser antipática, só q não tente se intrometer onde não é chamado q eu me afasto de vez. Outra coisa, não gosto de pedir nada emprestado, eu tento dar um jeito pra tudo. Se eu quiser fazer uma receita e tiver faltando ingrediente, eu deixo de fazer à ter q ficar pedindo pros outros. Gosto da companhia do meu marido q é um pouco assim como eu, damos muita risada, nos divertimos muito juntos, e já é o bastante. Meu lema é não incomodar pra não ser incomodada. Amo o barulho da minha privacidade.

    ResponderExcluir
  62. A eu tento melhorar toda minha vida mas a verdade é que eu não tenho saco pra quase ninguém, não sei se isso é um defeito meu ou se é minha personalidade mesmo, uma coisa que me irrita profundamente e trabalhar com gente pau no cu e puxa saco que fica querendo se mostrar pra todo mundo, aí pimba cai um desses bem do meu lado no trabalho e ainda alem de tudo é fofoqueiro da vontade de matar,sou calado não gasto energia rindo de piadas ogras, que só tem graca na cabeça desses animais, e ainda se vc não ri disso vc é sem graça vc é sério e por aí vai, hoo.. cambada de lixo fdp,tô me lixando pra essa corja de zumbis, já tentei ser iguaizinho pra ser aceito mas durou pouco, não tenho paciência pra fingir ser quem não sou ae o mundo não me aceita o jeito é procurar os iguais a mim sei lá que bom que achei este blog, acho que tem mais pessoas que tem algo em comum comigo

    ResponderExcluir
  63. Olha, eu tento melhorar esse meu jeito antsocial toda a minha vida, não gosto muito de conversar com gente estranha também como muitos que disseram também não gostar aqui nos comentários, e eu não sei se é minha cara ou meu jeito fechado na expressão facial, mas mas o fato é que as pessoas me evitam também talvez por que eu não puxe assunto aí elas preferem os puxas saco que cumprimentam até as moscas, desculpem o termo mas o que mais me desagrada e ficar perto de gente puxa saco bajuladora fofoqueira e pau no cu, e no meu trabalho e o que mais se tem, aí o fato de vc não gostar de ficar na rodinha deles vc é taixado de sério sem graca e por aí vai, eu não sou obrigado a gostar de piadas subdesenvolvidas e pouco inteligentes, onde o foco principal é uma outra pessoa que é vítimas das piadinhas deles, isto é muito desgastante e me faz até mau ficar perto dessas energias novivas e poluídas eu fico impreecionado em olhar eles rirem de coisas tão infantis e idiotas mas fazer o que,eu acho que pessoas assim como eu tem dificuldade em se adaptar nessa sociedade que venera o estrovertido, e regeita os introvertidos. Acho que loucos são aqueles que acham que esse mundo na terra e feliz e correto e não vê que ele é um robozinho adestrado do sistema em que vivemos, e os despertos são os considerados estranhos e que não se adaptam e nem aceitam tudo isso que tentam fazer com que agente engula de goela abaixo. Desculpem gente mas além de falar do antsocial acabei desabafando também kkkk

    ResponderExcluir

Eu sempre vou respeitar sua opinião, mesmo que não concorde com ela. Então, por favor, respeite a minha!

Comente com civilidade!

Se seu comentário foi recusado, certamente a explicação está aqui:

http://confissoes-femininas.blogspot.com/2011/07/comente-com-educacao.html