domingo, 19 de junho de 2011

Se nós mulheres erramos, os homens também erram...


É fato! Nas rodinhas de amigas, nos programas de TV, nas matérias de revistas e jornais, na internet, nos blogs, em todo canto mulheres falam mal de homens, de todos os jeitos. Muitos homens se aborrecem e sentem-se injustiçados com essa "perseguição", porque reclamam que quando vão fazer o mesmo são super recriminados. Por outro lado nós mulheres somos perseguidas sexualmente, quando demonstramos nosso desejo sexual somos piriguetes, se saímos com vários homens somos vadias. Já os homens, quando demonstram desejo sexual, são os tais, tudo bom, potentes. Se saem com várias mulheres, são garanhões, interessantes, até mesmo "galinha", mas ser "galinha" para homem não tem o peso infinitamente negativo que tem para a mulher.

Fomos nós mulheres sozinhas que fizemos a sociedade desse jeito? Não, né?! Essa sociedade que está aí há milênios teve uma influência bem maior dos homens. Na verdade somente de uns sessenta anos pra cá é que a mulher tem se libertado, mostrado seus desejos, dito o que pensa, conquistado o mercado de trabalho. Deixou de ser posse para ter vontade própria. Foram séculos de dominação em que o homem tinha direito a tudo e nós a nada, nem de reclamar. Agora que podemos reclamar, é feio reclamar?! Me poupe! Sempre vou exercer meu direito de dizer o que penso, com sensatez, tentando não entrar com as quatro patas no peito de ninguém!

Sou contra radicalizações de todas as espécies, tanto de mulheres que dizem que todos os homens não prestam, quanto de homens que dizem que agora as mulheres perderam a decência e se tornaram piriguetes, no português claro.

Percebo claramentente que a sociedade aceita muito mais mulheres que falam mal de homens do que o contrário. No homem parece que isso fica muito feio! Assim como, nessa mesma sociedade, para o homem é mais aceitável ter uma vida sexual ativa e variada e na mulher, igualmente, isso fica muito feio. Pergunto mais uma vez. Fomos nós mulheres sozinhas que fizemos a sociedade assim? Temos muito pouco tempo influenciando tudo isso que está aí. Deixem nos expressarmos um pouco, foram séculos caladas, subjugadas. Deixem a gente errar um pouco, para que a possamos mais tarde atingir um meio termo.

Parte das mulheres se perderam com tanta liberdade e se tornaram serem vulgares. Mas muitas outras souberam aproveitar todas essas conquistas e são dignas, estão na batalha, sendo a provedora da família, muitas vezes com maridos que estão "na aba" de toda essa transformação feminina e se acomodaram na posição confortável de serem sustentados. Assim como ainda existe a parcela feminina que busca os moldes antigos de um casamento e um marido que resolva tudo na vida dela, que venha salvá-la de todo mal. A maioria das mulheres, ainda meio perdida nessa fase de transição, clama por um posicionamento masculino diante de todas essas transformações. Daí tanta reclamação.

Não podemos esquecer que alguns homens presos a um passado recente, recriminam as mulheres que se libertaram, que anseiam pela sua independência de se expressar, viver, existir. Mas muito pior é ver uma mulher fazendo isso e acho tão, mas tão feio mulher que publicamente diminui outras mulheres! Alguém vê homem fazendo isso com outros homens com a mesma frequência? Não né!

Muitos homens vem se adaptando a essa nova mulher, andando junto, construindo uma vida em que os dois se percebem como seres, apenas diferentes, mas cada um com seus valores. Mas temos a boa parcela masculina que quer de volta o poder, quer de volta a época que ele trancava suas mulheres em casa e faziam o que queriam na rua. Interessante que os homens desejam de volta o poder sobre a mulher, mas a parte que elas entraram dividindo as despesas essa mudança é bem-vinda, é cômoda, pode ficar, porque essa é legal para eles!

Errar todos nós erramos, mulheres e homens. Se uma parcela das mulheres se tornaram vulgares sexualmente. Por outro lado, parte dos homens vem copiando o velho golpe do baú, tão característico das mulheres. Estão pegando o gosto de serem sustentados. Então todos estamos errando nesse período de transição. Vamos parar de dizer que todos os homens não prestam, ou todas as mulheres estão ficando vadias. Isso não é sensato!

P.S.: Perdoem-me se o texto ficou longo, tenho uma grande dificuldade de expor tudo que quero em posts curtinhos...

40 comentários:

  1. Oi Dama, bom dia!!
    Gostei muito desse post, e a lembrança que fez das mulheres que embora algumas se percam com essa transição e outras, por mais liberdade que tenham e que expressam suas vontades, não perderam a dignidade por conta disso.
    Eu também costumo dizer por aqui, que se os homens saem com muitas mulheres, são os garanhões, e as mulheres são os galinhões, uma pena que muitos ainda pensem assim.
    Mulheres também têm desejos, vontades, e os homens deveriam ficar felizes por isso, porque se não tinham em casa uma assim procurava na rua.
    Mas também não acho legal atitudes de certas mulheres, que para ter um homem, descem o nivel, perdem a feminilidade, a doçura da sedução e vulgarizam, como tenho visto atualmente. Enfim, em suma, se hoje há emancipação, é aproveitar para viver os momentos com respeito e muito tesão! Se acabar, acabou! Pena, mas enquanto juntos, foi válido!!
    Beijo! Bom domingo para ti!!

    ResponderExcluir
  2. Post polêmico... rs

    Uma das coisas q apoio na emancipação feminina, é a independência financeira. E se o super machista Schopenhauer pudesse observar o comportamento da mulher atual, ele quebraria a cara, constatando a capacidade, a inteligência, a iniciativa da mulher. Quando adoeço, prefiro ser tratado por uma médica; nas vezes q fui atrás de um profissional de psique, contratei uma psicóloga.

    No entanto, não estou isento do machismo. Não devemos generalizar, mas sexualmente, com as devidas exceções de praxe, a mulher está em pé de igualdade com os homens: vulgar x vulgar. Os palavreados chulos, acho pior ainda. Há uns vinte anos atrás, muitas mulheres ao xingar alguém diziam: "vá pros quinto dos infernos!", hoje é "vá pra pqp!". E algumas q falam muita bobagem, ainda se ofendem, quando falamos nossas bobagens, nos acusando de desrespeito.
    Devido a isso, a mulher perde seu encanto. Falta feminilidade e classe na mulher atual, com as devidas exceções. E as uniões, os relacionamentos, estão cada vez mais fadados ao fracasso!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. Eu nem tenho muito pra comentar, vc disse quase tudo que eu penso!! hehehe!!
    Eu vi ontem, no Canal Viva um programa do Chico Anísio que ele dizia no começo: "Não tinha uma mulher quando fizeram as leis e agora os homens reclamam de pensão, do filho ficar com a mãe..." algo assim, de uma forma bem engraçada!!
    Eu sou daquelas que só teve homens encostados e vc sabe disso, mas não generalizo, pq sei que existem homens que são bons parceiros.
    Eu prezo muito minha liberdade de "dar" pra quem eu quero e não admito ser julgada!!
    Todo mundo erra e a "guerra dos sexos" durará para sempre, mas acho que o ideal seria se todos nós tivéssemos a capacidade de respeitar o outro sempre!
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  4. Bom dia!!Acabei de ver o link no Twitter da atualização do seu blog srsrsr. Bem, sobre esse tema, você sabe que comento um monte. Mas, não vou me estender, porque não estou inspirada kkkkkkkk, então, é fato que a sociedade esta passando por transformações, seja na mudança na família, nas novas relações socais, como também, as mudanças nas relações heterossexuais, o curioso vai ser observar, mais alguns anos à frente, como o homem vai se moldar ou se transformar frente a essa revolução que as mulheres estão fazendo dentro da sociedade. Acho que ainda é muito cedo pra dá um "parecer técnico", mas alguns indícios podem apontar, um deles é que os homens andam muito confusos com tudo isso rsrsrrsrs.

    ResponderExcluir
  5. Para mim a única coisa que diferencia homens e mulheres é o aparelho reprodutor.

    ResponderExcluir
  6. Olha o texto ficou perfeito, ele vem de encontro com aquilo que penso, acho que hoje as coisas estão mudando mesmo um pouco , mas para que isso aconteça tremos que errrar para acertar, agora essa ideia retrograda e ultrapassada que o hpmem pode tudo ja caiu faz tempo ao menos para mim...o motivo do meu rompimento com meu ex foi esse ele acho que podia e fez e eu so nao aceitei pq se ele pode eu tambem posso rsrs bjs

    ResponderExcluir
  7. Não tem nada de grande no seu post, o assunto dá para umas 500 páginas, rs
    Gostei muito de seu posiocionamento todo mundo, homem e mulher, está perdido e enrolado nessa fase de transição, porque mulheres também foram educadas com ideias machistas e rolam dúvidas de todo tipo.
    O sensato é não colocar todo mundo no mesmo saco e falar mal não adianta! Conversar, expor ideias e aceitação do outro é que é sensato!
    bjs
    Jussara

    ResponderExcluir
  8. esqueci...o blog ta lindo bjs

    ResponderExcluir
  9. Isso é secular.. é cultural.. eu tenho uma opinião meio estranha sobre isso.. e com certeza diferente da esmagadora maioria.. eu, como mulher, valorizo as conquistas femininas no mercado de trabalho, na forma como podemos nos expressar.. ter vontades proprias como vc mesma mencionou.. logico q td dentro do respeito q deve nortear nao apenas as relações entre homens e mulheres, mas entre tdosos seres humanos. O problema, na minha opinião, surge quando a mulher passa a querer se igualar com o homem.. isso é fonte de conflito demais dentro dos relacionamentos..não é pq os homens fazem determinadas coisas reprovaveis q nós mulheres tb iremos ter o direito de fazer simplesmente alegando igualdade entre os sexos.. essa igualdade nao existe. a mulher deve sim evoluir, progredir, ser respeitada e honrada por sua inteligencia e capacidade, mas nao deve perder seu lado "mulher", "sexo fragil".. homens e mulheres foram e sempre serão educados e vistos de forma diferentes, não adianta procurar uma igualdade. nunca haverá.

    ResponderExcluir
  10. Pois é... o que a maior parte da sociedade tem visto como uma evolução eu vejo como uma inversão de valores.

    As mulheres estão buscando a igualdade. Mas o que estão conseguindo é trocar de lugar com o homem. (Passaram a ser o chefe da família)

    E isso sem o benefício que os homens tinham de que a sua responsabilidade, o seu trabalho acabasse no final do expediente.

    A mulher hoje conseguiu a sua independência financeira. Isso não tem preço! Não tem mais que se submeter a humilhações para ter onde morar e o que comer (só se quiser).

    Ela divide as contas, ou até mesmo sustenta a casa, mas o homem não divide as tarefas domésticas e o cuidado com os filhos.

    Então... no fim das contas, não há igualdade. Tudo continua como era antes. A mulher cuida da casa e dos filhos, o marido canta de galo mandando em tudo (até no dinheiro dela), e ela ainda paga as contas.

    Não vejo evolução alguma!

    p.s.: claro que sem generalizar. Eu sei que não são todas os casos, blá blá blá... é bom sempre frisar, né?! rsrs

    bjosss

    ResponderExcluir
  11. É uma pena que tantas mulheres pareçam perdidas com a liberdade conquistada após séculos de submissão.

    Não é questão de ser feminista ou machista, é uma questão de direitos iguais, de se tratarem da mesma maneira e na verdade o que vemos não é nada disso. Tanto homens quanto mulheres numa queda de braço onde nunca vai ter ganhadores, apenas pessoas doloridas e magoadas por não ganharem.

    Ótimo post!

    ResponderExcluir
  12. Ju - Muito bem lembrado. Em muitos casos o que a mulher tem conseguido mesmo é fazer o antigo papel de dona de casa a acumular um papel que antes era do homem, de prover a família. Tenho realmente a sensação que a mulher ainda continua perdendo, mesmo assim encaro tudo isso como um período de transição. Acho que vai chegar um momento que vai ficar mais confortável para a mulher.

    Se os homens estão perdidos com essa nova mulher, nós mulheres ainda estamos perdidas com nossa nova posição.

    Beijocas

    ResponderExcluir
  13. Dama! Excelente o post!
    E tbém acho que estamos perdidas com nossa nova posição.
    Bj =)

    ResponderExcluir
  14. Acho que não podemos generalizar. Existe homens e homens, assim como mulheres e mulheres, cada um com seu jeito de ser e pensar. Ao invéz de classificarmos homens e mulheres, devemos ver sim o "indivíduo". Sou um homem que concorda com vc, assim como existe homens que podem achar que seu post é um afronto!

    ResponderExcluir
  15. "Escrever é generalizar", isso foi dito pelo Paulo Ghiraldelli.

    A verdade é essa mesmo, todos nós sabemos: o peso do comportamento sempre recaiu para a mulher, que é punida antes mesmo de ser culpada.

    Muita coisa mudou, mas muitos erros permanecem. Novos erros apareceram tanto da parte dos homens quanto das mulheres, como você abordou muito bem, Dama!

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  16. Sabe dama, acredito que hoje inteligente é o cara que compreende a mulher, que fica satisfeito com as conquistas da parceira e a respeita como um ser pensante (até poucas décadas atrás elas não tinham esse direito), profissional e mãe. Aquele cara que troca a fralda do bebe pra que a esposa descanse um pouco.

    Esse tipo é a evolução do homem. Aquela coisa antiquada que todos nós tivemos dentro de casa, como modelos a serem seguidos, e que os espertos não se deixaram contaminar saberá sim ser feliz hoje. Por que se espelhar em pais machões que judiavam das esposas, fazendo-as escravas, silenciosas do poder masculino é algo que não cabe mais na atualidade.

    Insistir nessa versão é estar totalmente fora dos padrões sociais do futuro. E a gente sabe que existem mulheres que se subjugam a esses tipos. Mas vejo-as como pessoas fracas que preferem ser mandadas desde que não lhes falte o pão de cada dia. Mais ou menos oq ta no seu texto.

    Os babacas de plantão estão soltos por ai arrotando vantagens como estão as frustradas que acham que homem nenhum vale a pena. Acredito ser uma arte a gente se reciclar após um relacionamento frustrado. Não deu certo, beleza. Bola pra frente. Mas se prender em fatos passados e acreditar que se repetirão em seqüência é culpa única e exclusiva da pessoa. Talvez o dedo seja podre na hora de escolher.

    Enfim, mulheres mal amadas falam mal de homem, e caras que se acham Tb o fazem...os normais são mais felizes...como escrevi no meu blog hoje...rs

    Beijão.

    ResponderExcluir
  17. Dama querida!

    Tenho dificuldade em visualizar com amplitude esse assunto mas tomando por base o que vivo: acho que todos tem que ter a liberdade de fazer o que quiserem com o corpo e essa liberdade deve acabar onde começa a liberdade do outro.

    Mesmo que eu seja uma mulher que trabalha fora, que me sustente e tudo o mais sempre admiro os homens cavalheiros, que mandam flores, que puxam a cadeira. Nada impede que as tarefas de casa sejam repartidas.

    Agora entendo o que você quer dizer pois tenho amigas totalmente liberais como você, mas uma coisa que admiro tanto nas minhas amigas quanto em você é a capacidade que vocês têm de respeitar as outras mulheres que não são liberais sexualmente. Para exemplificar o que digo: você não força todas a serem liberais no sexo, assim como eu acho que nem todas precisam enxergar o ato sexual como eu enxergo. E é por isso que eu gosto de você.

    Todas as coisas que incomodam são devido a intolerância, a imaturidade e a falta de respeito com o ser humano, pois todos somos seres humanos e é só isso o que importa, o resto são particularidades de cada um. E cada um deve exercer suas particularidades de forma que não agrida a particularidade do outro, mas isso é um caminho longo em termos de espécie humana.

    Beijos, minha flor!

    ResponderExcluir
  18. Por isso que dizem que as mulheres falam mais que os homens, sempre haverá essa guerra entre os sexos, de um cupar sempre o outro por isso ou aquilo. Cada gênero tem seus defeitos. Falar mal é consequência de alguma má experiência.

    ResponderExcluir
  19. Acho que os homens não querem o poder de volta não...pois seja como era, como está ou como será...o homem sempre consegue este poder...basta de adaptar. Agora por exemplo, o homem não precisa trancar a mulher em casa e fazer o que bem entender na rua. A mulher passa o dia fora de casa e o homem faz o que bem entende dentro da própria casa, nasa casa da mulher independente e também na rua.

    ResponderExcluir
  20. Oi, Dama
    Gostei do post.
    Acho que, antes de ser homem ou mulher, somos pessoas e temos qualidades e defeitos independente do gênero. Então, seja para falar mal ou falar bem, o quesito 'pessoa' deve vir antes do quesito 'sexo'.
    Quanto às discriminações que a mulher ainda sofre, concordo com você que não fizemos sozinhas a sociedade desse jeito. Porém, são as próprias mulheres (sem generalizar) que ajudam a perpetuar muitas dessas discriminações, adotando um discurso fabricado pela visão de mundo masculina!
    Um abraço,
    Lu

    ResponderExcluir
  21. Adorei o post, e tb acho que os papeis estao confusos mesmo. Texto muito bem escrito viu! Bjos

    ResponderExcluir
  22. Oieee!
    Sem muitos comentários pois o post ficou claro.
    A única coisa que vou reforçar é: CHEGA DE GENERALIZAÇÃO, tanto de homens como de mulheres!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  23. Somos tão responsáveis quanto eles, seja por comodismo, medo, omissão...

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  24. Dama,
    não acho que existe erro, mas sim, uma grande tentativa de encontros. Estamos todos nos procurando e quando acontece a sintonia é ótimo !!
    Eu acho que essa coisa de " falar mal" é saudável.
    Não existe receita de bolo. A paixão não escolhe hora. Local. Nem o " ser " perfeito". Acontece.

    Boa semana !

    ResponderExcluir
  25. Olá Dama!
    Que post interessante e que repercussão...
    Acho que ainda falta muito para melhorar, principalmente na visão que as próprias mulheres tem das outras que alcançam destaque em ambientes profissionais. Quanto aos relacionamentos, lembro sempre do que uma tia minha falava: "procure sempre estudar e ter um trabalho que te sustente. Só depois namore ou se case, vai ser melhor para você" Acho que ela tinha razão. é bem mais fácil para mulheres independentes financeiramente acabar com relacionamentos infelizes. No nosso país existem milhares de casos de mulhers infelizes que preferem ficar presas a um casamento quebrado do que sair para a luta e cuidar da própria vida. Sem contar que existem aquelas que jamais aceitariam a idéia de aparecer para a sociedade separadas, já pensou?? que vergonha!! Existem muitos motivos que levam homens e mulheresa abrir mão da felicidade e satisfação: dinheiro, sobrenome, filhos, baixa estima, falta de coragem, medo de não encontrar ninguém, preguiça de pegar no batente, inveja, sei lá, o ser humano é tão complexo e complicado. Falar mal um do outro não é tão ruim assim rsrsrs, é bom para desabafar, o pior mesmo é quando fazem mal um ao outro.
    Beijoca
    Renata

    ResponderExcluir
  26. pois acredita q eu acho tudo muito + machista hj do q quando eu tinha 20 anos? Mais machista e mais conservador! Mais politicamente correto. Mais um monte de coisas q não acho nem um pouco legais...

    Aguardemos o decurso do tempo pra ver onde essa "transição" vai dar...

    ResponderExcluir
  27. Acho q o gde desafio das mulheres hj em dia é entender q feminilidade e classe nao tem nada a ver com fragilidade...nao precisamos ser vulgares pra provar q somos iguais. Bjs e fik c Deus.

    ResponderExcluir
  28. Nao tem que reclamar do tamanho do post, Dama. Mas eu te entendo, tbm nao consigo escrever curtinho :-(

    Acho que tá todo mundo perdido, Dama, nao estamos sabendo que caminhos seguir. Só vejo mulher reclamando de homem e vice-versa. Mas acho que as mulheres estao vulgares demais, perderam a mao. Um absurdo o que a gente vê. Nao se dao mais respeito. Sei lá, acho que to velha, penso diferente, mas me incomoda o qt elas estao cada vez mais se rebaixando.
    Os homens? Ahhh, sinto mt que mts deles ainda nao entenderam que mulher precisa ser tratada com carinho e respeito :-(

    ResponderExcluir
  29. Longo, mas delicioso de ler. Como sempre!
    Então, sou filho de uma mulher independente, que decidiu que meu pai era egoísta demais e resolver abandoná-lo. Ela foi provedora, mãe, amiga e tudo mais. E fez e ainda faz o seu trabalho com maestria.
    Amo ver uma mulher lutando pelo seu espaço e sendo independete. Liberdade para todos. Essa é minha visão.
    beijos

    ResponderExcluir
  30. Sabe Dama, você tem comentáros demais! Não consigo ler todos eles shaushauhsuahsuahsuahsua. Eu admiro muito você!

    PS: naõ achei o post longo naõ...
    vou pensar mais a respeito depois eu volto aqui!

    http://umgurientregurias.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  31. Olá!
    No meu tempo era biscate, agora é piriguete!! hehe
    Esse foi um tema meio que divisor de águas quando marido quis casar, ele disse eu era a primeira mulher que tinha conhecido se auto denominado ´perua` (foi bem essa a expressao que usei rs) e que queria uma mulher e nao uma santa. Acho bacana quando a mulher para de se fazer de coitadinha, santa, e tem postura, sem ser piegas.
    Quanto ao post, pode trazer, vou achar o máximo! Me avisa quando vai postar para eu poder linkar você e Tatiana no post, quem sabe assim nós extirpamos os malas hehehe

    http://sou-da-cris.nets.at/
    (deixo o endereco assim porque acabei de mudar, e porque em alguns blogs do blogger nao dá pra postar com o novo link, nao é porque quero divulgar, igual mala faz hehe (tô brincando).

    ResponderExcluir
  32. Eu costumo falar mal das mulheres e defender os homens. Essa vulgarização acabou meio q generalizando o sexo feminino. É triste e degradante, mas como em tudo na vida, ainda há exceções. Qto a eles, se estão cada vez piores é devido a esse fato. É um círculo vicioso na minha opinião. Beijo.

    ResponderExcluir
  33. Minha querida
    eu concordo com tudo que você disse , todos nos erramos , mas o homem tem mais dificuldade de perdoar, não sei te disser o porque , talvez o orgulho de macho, mas em resumo concordo com tudo que você escreveu , parabéns pelo texto
    bjs

    ResponderExcluir
  34. Já cheguei a conclusão que é inútil reclamar dos homens assim como eles de nós!No fim precisamos uns dos outros e a vida seria bem sem graça sem essas diferenças!
    Já os extremista(machistas) me irritam e não perco meu tempo mantendo relações com tais tipos.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  35. Os homens tiveram muito tempo pra fazer uma sociedade justa e humana e não foi isso que fizeram e sua principal vítima era a mulher. O mínimo que podem fazer é perceber que somente há uns 60 anos, as mulheres puseram as "manguinhas de fora". É natural um certo desequilíbrio que haverá de ser equalizado com um pouco mais de tempo e nossos direitos, deveres e, inclusive, o comportamento se tornaram naturais.
    De resto, viva a diferença!!!! rs
    Saudades de vc.
    Beijokas.

    ResponderExcluir
  36. Oi Dama, muito prazer, eu sou a Angel.
    Achei o seu blog super interessante e por isso mesmo, vou ficar :)
    Querida, sobre o que você escreveu, eu concordo e faço minhas as suas palavras.
    As pessoas não são perfeitas e erros são cometidos por todos nós, independente do sexo.
    Eu sou uma pessoa bem zen, sabe, mas eu também fico abismada com conversa de homem machista, que em pleno século XXI ainda querem mandar nas mulheres, dizer o que podem ou não vestir e até determinar quando podem ou não dar uma boa gargalhada em público. É! Não pense que é exagero porque eu sei do que estou falando, e o pior é que existem mulheres lindas, inteligentes, independentes, que se sujeitam a esse tipo de tratamento em nome do Amor???? Não, me desculpe. Acho que é mais em nome da família, da sociedade, do que os outros vão dizer, porque por mais incrível que pareça, e isso também me deixa passada, é que ainda há mulheres que se preocupam com esse tipo de coisa, e são essas que normalmente criticam as outras. Não apenas as tais piriguetes, ou vadias, mas todas aquelas que vivem a sua vida com liberdade, senhoras do seu nariz, que assumem quem são e gostam, e não fazem nada de errado a não ser contrariar a mentalidade tacanha que ainda persiste em muitas mentes.
    Você tem razão, isso é triste de se ver. Mulheres falando mal de outras mulheres, criticando porque usou uma mini-saia, porque dançou a noite toda, porque pega num copo e bebe um drink, ou dois, ou três na balada, enfim, porque fazem tudo que provavelmente elas gostariam de fazer e não têm coragem ou possibilidades.
    Esse assunto dá muito pano pra manga. Gostei do post. Estou com você e não abro.
    Um beijo na sua alma.
    Angel.

    ResponderExcluir
  37. Olha, nem sei bem o que dizer. Acho que homens e mulheres andam perdidos, sem saber bem para que lado ir (e me incluo nesse grupo).
    Eu sou pelo meio-termo:direitos iguais,respeito-mútuo e, também, respeito às diferenças que existem, claro e que ótimo que existam!
    bjs

    ResponderExcluir
  38. Os homens não têm o menor direito de reclamar que falamos mal deles. Eles são safados, cafajestes, mentirosos e querem que falemos bem? Ah vá né? Cara de pau isso!

    Os homens querem as velhas Amélias pra sair comendo todas por aí e ter uma otária em casa esperando com comida pronta e roupa lavada sem ter que pagar empregada, mas que estas também os sustente ou dividam as contas.

    As mulheres, não sei se mudaram muito em relação aos homens. Continuam sempre em busca do tal príncipe encantada que não existe. Mas pelo menos estão mais conscientes de que ele não existe e estão mais independentes.

    O fato é que a sociedade em si está perdida, incluindo homens e mulheres. Está tudo muito falso e superficial. Ninguém mais dá valor a nada.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  39. Sempre me perguntei, porque só há xingamentos no feminino? Galinha, piranha, vaca, fdp, etc.

    Qdo quero chamar a atenção de um amigo q se comporta feito uma p*** por pegar qqer coisa q tenha um buraco pra se enfiar, não encontro a palavra, pois o máximo é 'galinha', no que ele ri, achando que está abafando, mas em minha opinião homem q 'come qqer coisa' é tão vulgar, qto uma mulher q dá p/qqer um.

    Detesto homem "piranha", me dá nojo e considero como um sujeito q não se valoriza. Não seleciona, se mete em qqer buraco e se acha o maior garanhão. É a mesma coisa q dizem eles, das mulheres. (Se bem q tem cada uma q merece a fama q tem, mas no momento não é disso q estou falando).

    Se encontrar a palavra equivalente ou mais certa para "os piranhas" avisa aí, tá?

    Bj, Ju

    ResponderExcluir
  40. Nossa sociedade está mudando, mas sempre tem os recalcados que ficam para trás e não suportam a transição.

    Mais difícil ainda por sermos mulheres, que tem toda uma carga de culpa e pecado impregnados nos nossos últimos 2 mil anos de vida.

    Um abraço, se tiver tempo passa lá http://diephoenixdie.blogspot.com/ to começando. n-n

    ResponderExcluir

Eu sempre vou respeitar sua opinião, mesmo que não concorde com ela. Então, por favor, respeite a minha!

Comente com civilidade!

Se seu comentário foi recusado, certamente a explicação está aqui:

http://confissoes-femininas.blogspot.com/2011/07/comente-com-educacao.html