domingo, 5 de junho de 2011

Crise existencial, pensamento positivo e outras coisas...


Até tinha um post mais light para publicar hoje, mas estou no meio de uma crise existencial enorme e silenciosa. Daquelas que você rir paras as pessoas, mas parece que uma tsunami passou por dentro de você, arrastando tudo que tinha de bom e de ruim. Por isso não estou com vontade de aparentar, aqui no blog, aquilo que não estou sentindo, já que nos outros lugares tenho que fazer a linha "de bem com a vida". Então aí vai outro desabafo! Quem tiver de saco cheio, pode mudar de canal... rs. Mas eu preferia que tivessem paciência... rs.

Detesto o mês de junho, sempre detestei, sempre foi pesado para mim. Acho mesmo que meu inferno astral é um mês depois do meu aniversário e não antes, como diz a astrologia. Aliás no dia do meu aniversário foi o ápice de toda essa crise, fiquei quase 6 horas no telefone, enchendo a cara e alugando amigas para papos, porque não queria ficar só comigo mesma. Ficando claro que só aguento ficar tanto no tel, quando bebo, pois odeio telefone.

Isso pode parecer antipático da minha parte e é mesmo, mas não tá dando para ser agradável. Não acredito que pensamento positivo mude a vida das pessoas! Acredito em ação! Agir muda a vida das pessoas, pensamento não muda a vida de ninguém! Vejo tanta gente negativa conquistando coisas na vida e vejo tanta gente cheia de pensamentos positivos se dando mal direto! Para mim quando alguém manda outro ter pensamento positivo, é algo que poderia entrar para lista dos conselhos politicamente correto insuportáveis.

Outra coisa que tem me chateado é a solidão. Mas não essa solidão tipicamente feminina, de um homem que venha me salvar de todos os males. Óbvio que sinto falta de um cara legal, sou mulher como qualquer outra, só não dramatizo isso, deixo sempre do tamanho que a coisa tem. Mas a solidão que tenho sentido é de gente para me divertir junto. Não quero gente que venha só me trazer problemas para eu pensar, tentar ajudar. Nem quero ficar levando problemas existenciais e cotidianos para os amigos. Queria uma coisa leve, alguém que me chamasse para tomar um chopp, alguém que viesse me visitar para darmos umas risada, um papo alto astral, alguém para coisas leves. Porque para pensar em problemas não preciso de ninguém, eu mesma já faço isso o tempo todo ultimamente, porque parece que a vida resolveu me presentear com acontecimentos desagradáveis.

É verdade! Estou meio que reclamando do oposto do que as pessoas reclamam, mas é impressionante como tenho amigos com quem eu posso contar nas horas difíceis, mas não tenho essa mesma facilidade com esses mesmos amigos para as horas leves, para a sentar e rir. Devo ser uma mulher muito chata, "pesada", que sirvo para resolver problemas, mas não sirvo para a descontração... Sei que estou falando um monte de besteiras, mas preciso... rs.

Adoro a solidão em muitos momentos. Sou seletiva, e chego a ser antissocial. Preciso ficar um tempo sozinha todos os dias, para recarregar as baterias. Sou capaz de ficar um final de semana inteiro sozinha numa boa. Mas quando a solidão se torna um hábito, mesmo nas horas que a gente busca descontração, aí ela incomoda e muito. Não é uma tragédia, não vou cortar os pulsos por conta disso, mas sinto falta de gente para me divertir junto e não só para falar de coisas sérias.

Cabe ressaltar que até minha família faz isso comigo. Recorre na horas ruins, e some nas horas boas. Deve ser algum tipo de carma, ou estou fazendo algo muito errado que ainda não identifiquei.

Vai ver que é por isso que o ser humano busca tão desesperadamente um par, para poder ter com quem rir e com quem chorar...

Às vezes acho que falta me encaixar um pouco nos padrões de comportamento feminino e até de ser humano. Acho que acabo por assustar as pessoas. Mas de uma coisa tenho certeza, despejei um tanto do que me aborrece nesse post. Talvez um dia relendo esse texto, chegue a alguma conclusão, porque por enquanto foram só indagações e desabafo...

Gostaria que meus dias, finais de semana, enfim, que sentisse diferença e tem me parecido tudo tão igual, isso está me cansando, muito...

P.S: Lendo esse post da Ella, tirei a idéia para fechar o raciocínio de parte desse post.

65 comentários:

  1. É bom desabafar, Dama!
    Ultimamente eu tenho tido dificuldades para desabafar, mesmo escrevendo... Complicado! Ando confusa demais!

    Fazer 'cara bonita' quando por dentro estamos um caco é um saco, mas quem nunca fez isso?

    E eu concordo com vc. O que muda as coisas são as ações e atitudes... Quantas vezes me forcei pensar positivo e quebrei a cara, hein? E quando fui tentar sem esperar absolutamente nada de bom, só tentar, através do meu esforço, consegui!

    Passei o sábado em casa tomando caipirinha hahah #ForeverAlone

    É isso, Dama! Desabafa mesmo... Gostei mto de ler o seu post. Me fez pensar sobre algumas coisas!

    Bjos

    ResponderExcluir
  2. Olá.. bom dia.. estava lendo seu post agorinha e gostaria de te dizer que vc n]ão está sozinha nesse tipo de sentimento.. rss uns dias atrás eu postei algo parecdio sobre o vazio existencial que todos nós descobrimos que temos. mas´assim como vc eu gosto desses momentos comigo mesma, acho que pq quase nunca tenho tempo pra isso. Enfim, gosto muito do seu blog.. ja marquei nos meus favoritos.. e continue escrevendo.. isso alivia e muito a alma. Bjuss

    ResponderExcluir
  3. Pensamento positivo não é solucão, mas pensamento positivo pode gerar acões positivas, mas sem a acão nada acontece realmente, só se for pra alguém com mega poderes ao pensar.
    Já gente negativa negativiza a vida dos outros, mas pensam no positivo pra elas. Elas azedam os nossos dias, nossas vidas, secam nossa sorte, esgotam nossa boa energia, e no final se alimenta de tudo isso, para alguns que negativizam o outro mas se positivizam (nem sei se existe essa palavra) as coisas dão certo.

    Entendo sua solidão, porque os outros são bem assim mesmo como vocë diz, principalmente com quem está aberta a se doar, também aqui rola um vampirismo.

    Espero que o inferno astral passe com o mês de junho.

    Beijo

    ResponderExcluir
  4. Sinceramente...
    Você sintetizou tudo o que venho sentindo a tempos; sirvo prá ser a conselheira, a que dá forças prá todo mundo, a forte, a "isso e aquilo" , mas na hora de se divertir, de me tirarem do meu habitat e da vontade de se libertar um pouco, cadê os amigos, cadê alguém prá te levantar ?...

    Beijo e continue assim, sendo antes de tudo sincera !

    ResponderExcluir
  5. Bom dia Fenix! :-)
    Não sei se você ser uma mulher como as demais, (mais serena, mais doce, mais dama do século que vestiamos longas saias, resolveria)
    Se a mulher é assim, o homem logo enjoa, se é dura, é porque queremos mandar, enfim, acho que devemos ser como somos, certamente há alguem que se agrada do perfil que temos!
    Agora, (licença que vou mexer no espinho): pensamento positivo+ação, você tem a resposta, não aceite aquilo que não a agrada, mas também porque não suavizar um pouco e dizer bem alto? - Parem!! preciso de atenção, de colo... chega de ser dama de ferro, mesmo que por um dia!! Se expor às vezes é dolorido, mas é preciso ter a coragem para isso!!
    Forças revigoradas... volte a ser fenix!!! :-) . Colos para ti e bom final de semana!!

    ResponderExcluir
  6. Oi Dama!

    Nada do que vc disse me pareceu antipático, muito pelo contrario, é fácil se identificar com as suas palavras.

    Também ódeio telefone, mas não corro o risco de ficar sozinha, apenas o risco de surtar no meio desse barulho e desses problemas sem solução.

    Enfim, também eu "gostaria que meus dias, finais de semana, enfim, que sentisse diferença e tem me parecido tudo tão igual, isso está me cansando, muito..."

    ResponderExcluir
  7. Um ótimo post sem dúvida! Bjs

    Catita

    ResponderExcluir
  8. Oi moça,

    Recentemente (ontem) uma blogueira que temos em comum me indicou seu blog.

    E esis que chego aqui e vejo um retrato de mim mesma nesse post. Disse tudo que eu queria dizer, também me sinto assim.
    Ea gente não quer conselhos teóricos, a gente quer ação, mudança...apesar de lutar diariamente comigo mesma para reverter a situação nada acontece...
    Obrigada por compartilhar.

    Beijo

    ResponderExcluir
  9. Minha querida, houve um tempo em que eu passei pela mesmo situação que vc.
    Dizem que os verdadeiros amigos aparecem nas horas difíceis, mas não é bem assim, amigo que é amigo é para todas as horas boas e ruins. Foi assim que eu vi e descobri que as pessoas q e achava q eram meus amigos por só aparecer quando EU precisava, não eram meus amigos de verdade, era tudo aparencia para fazer de conta que eram meus amigos para quando ELES precisassem de mim podessem contar.

    Não me fiz de rogado e dispensei todos e com o tempo fui conhecendo novas pessaos que me mostraram o que era um amigo de verdade. Estam sempre comigo nas horas boas e ruins. me fazem compania sempre e me dão espaço quando preciso ficar só. Acho que isso é amizade.

    Se a vida fosse feita de pensamentos positivos seria facil demais sermos felizes, mas precisamos superar problemas para evoluirmos!

    ResponderExcluir
  10. Eu visito você!! hehehe!!
    Eu sei bem o que você sente, vc sabe disso, e é uma bosta, eu fico me sentindo usada, abusada, e me questionando se vale a pena ter a privacidade da solidão porque não traz a paz interior que eu gostaria...
    Por outro lado eu me pergunto se gostaria de ter o telefone tocando toda hora, gente batendo na minha porta me chamando a toda hora pra sair...
    É tão difícil encontrar o equilíbrio...
    Eu sempre lembro da frase da minha mãe: amigos, poucos e bons...
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  11. Acho super difícil ter uma atitude, uma ação construtiva se o foco não é melhorar e isso me parece ser positividade.


    Bj

    ResponderExcluir
  12. Dama, não sinta´se culpada pelos seus desabafos, acho que nosso blogs são exatamente pra isso, pra abrirmos nossos corações, falarmos tudo aquilo que temos vontade naquele momento, tipo uma terapia, mesmo que daqui algumas horas tudo isso mude... não importa!
    Espero que tudo passe!
    Gd bj.

    ResponderExcluir
  13. Dama,
    Eu estou me curando da minha separação, aos poucos. E há dias que sinto falta apenas da companhia dele, da parceria de qd eu queria olhar pro mar, ele estava comigo, me levava, ficava calado, me deixava chorar, e me trazia pra casa.. eh foda!
    Mas por outro lao, decidi não alugar mais o ouvido das minhas amigas com esse assunto, e não quero mais pq tb me incomoda.
    Eu tb to nessa vibe, quero sair final de semana,pra lugares divertidos e diferentes. to ceia da msm coisas! então se quiser companhia, pode me chamar!!!
    To precisado tb!

    Bjs

    ResponderExcluir
  14. Entao tu fez aniversário e nao falou nada dona Dama???

    Menina, isso foi "transmimento de pensacao" :-) eu tava pensando nisso anteontem, de como eu nao sinto falta de amigos aqui, e fiquei pensando que isso nao deve ser normal, já que todo mundo precisa de amigos pra de vez em qd, só rir mesmo, à toa, de bobagens, enfim.Mas os meus amigos morma longe de onde estou..
    De fato, tu tá indo contra a maré, todo mundo reclama que nas horas difíceis, todo mundo some...
    Nao fica de baixo astral nao, Dama, acho que isso é algo normal, todo mundo tem esses momentos.
    Sabe, aqui o povo é mt distante, os próprios alemaes sofrem com falta de amigos. Dizem que qd a gente fica adulto, é mais difícil fazer novas amizades, que a gente deve fazer de tudo pra manter as amizades do tempo da infância e juventude :-(
    Mas eles tem tbm mts dicas pra se fazer novas amizades, uma que eu já vi,que funciona mt,e acho que pode servir pra qq um, é fazer um curso. Qq coisa que vc tenha vontade de aprender, sei lá, pintura, p. ex. Nada profissional, mas sempre algo ligado a um hobby, pra relaxar mesmo. Vc tem grandes chances de encontrar gente com os mesmos interesses e quem sabe, surgir uma nova e alegre amizade?

    Pensa nisso, acho que algo assim é o que vc tá precisando, vc tá cheia de coisa na cabeca, tem a tua mae doente, enfim, faz algo por ti mesma.
    Boa sorte querida!
    e uma linda semana.

    ResponderExcluir
  15. Pensei que fosse a única a sentir o mesmo:
    "Mas a solidão que tenho sentido é de gente para me divertir junto."

    Nossa, seu texto é impressionate quanto a similaridade do que estou vivendo.

    Ainda moro com meus pais, mesmo assim, sou a filha de levar ao hospital, cuidar. Mas nesse exato momento eles estam se divertindo com meu irmão e os netos.

    ResponderExcluir
  16. Com tantas pessoas podiamos formar um grupo, uma rede de amizades.
    Ai, pensa na ideia, poderiamos marcar encontros de bater papo e jogar conversa fora.

    ResponderExcluir
  17. Oi Dama, a única coisa que posso dizer é que se você não esta satisfeita com algumas coisas na sua vida, mude. Pensamento positivo sem ação com certeza não leva a lugar algum e talvez você assuste mesmo as pessoas.
    Elas devem achar que você se sente bem sozinha e talvez devam ter ouvido isso de você própria um milhão de vezes, então não se esforçam para serem companhias presentes e agradáveis.
    Talvez esteja na hora de dizer a elas o que você quer, exatamente como escreveu aqui no post.
    Convide você alguém para tomar um chopp, cair na esbornia e se divertir.
    Bjs

    ResponderExcluir
  18. Paula Li - Aí que está a questão, eu convido as pessoas, sim, se eu não convidasse, não teria do que reclamar... rs

    ResponderExcluir
  19. Minha querida Dama,

    a vida é cansativa. Repetitiva. Nós precisamos buscar o novo. E o novo fica velho e por aí vai....

    Em alguns momentos, me identifiquei com o seu texto. Principalmente quando escreve sobre pensamento negativo e positivo. Não sei se o " pensamento" faz mudar alguma coisa. Verdade. A ação conta mais. Embora nem sempre tenha o resultado esperado. Eu diria : Ação e pensamento. Bom quando conseguimos os dois.
    O melhor é descobrirmos uma motivação para continuar. Que seja um livro, um estudo, uma viagem, um novo projeto, caminhar por lugares diferentes, enfim, buscando algo novo, trabalho voluntário. Depende de nós, sim.
    Quanto aos pensamentos e não sou politicamente correta, acredito tb que as pessoas negativas podem até conquistar coisas, mas nunca estão satisfeitas,pois não percebem a essência da conquista.
    Perceba em você a " essência". Ela existe. E só você pode encontrá-la.

    Rá ! Encontrar alguém que faça rir ? Tá difícil . As pessoas estão tão mal humoradas...
    Sim, Dama , o humor ajuda. Rir de si mesmo...
    quanto ao resto, não tem jeito, é provação, temos que passar e passar e passar....respirar fundo e seguir em frente.
    Faz bem desabafar....
    bj

    ResponderExcluir
  20. Tenho uma vivência diferente da sua. Primeiro porque nunca tive a oportunidade de morar sozinha e isso já há 45 anos. De amigos ara sair junto lembro apenas da infância e adolescência onde ia as discotecas porque os amigos iam e me reunia em grupos porque eles estavam mas nunca senti um laço de amizade forte como as outras pessoas sentem. Não gostava de ir onde eles iam e me sentia mal mas ia.

    Desse tempo o que marcou foram sentimentos de solidariedade que até hoje guardo comigo.

    Nas escolas onde trabalhei fiz amizade com muita gente, trocamos confidências mas nunca quis uma aproximação no sentido de visitar e sair junto. Poucas foram as vezes em que visitei alguém, mas muitas as vezes em que a pessoa precisou de um apoio em uma ou outra situação eu fui junto para apoiar o que eu achava certo. Durante o período da faculdade fiz amizade com algumas pessoas isoladas mas também não saí junto...uma amiga pensou que depois da faculdade eu ia sair para visitar...viver ao telefone e tudo mais...quando percebeu que não seria assim cortou relações comigo...já outra entendeu perfeitamente meu modo de ser tanto que me manda email e eu também e trocamos confidências por email sem precisar de contato físico.

    Agora uma coisa eu digo a você sou um eremita de tão antissocial, mas quando estou com as pessoas sou simpática e agradável, mas dentro de mim procuro preservar os melhores momentos e guardar no coração apenas os bons sentimentos.

    Se algum dia nos encontrássemos (tanto a você quanto qualquer amigo que conheci através de blog) certamente seria um dia de muita alegria para mim. Ficaria gravado no meu coração, mas evitaria apenas a convivência pois acho que a convivência atrapalha os relacionamentos. E eu prefiro ficar com a melhor parte.

    E porque estou dizendo tudo isso?

    Porque acredito que todos, se fizermos uma análise profunda, estamos sós com tudo aquilo que a gente estima. Mesmos cercados de pessoas. Mesmo cercados de amigos. Mesmo que os amigos gostem muito da gente nunca gostarão das mesmas coisas que a ente gosta. Terão outras prioridades mas não deixarão de ser amigos por isso.

    Você que tem uma vida social e não se nega a sair, visitar e ser visitada e eu tenho esse grande defeito de não gostar de nada disso. Com seu relato fico me colocando no lugar de muitas pessoas as quais eu neguei visitas e tudo o mais...acho que devem pensar como no texto de desabafo da moça que você aponta aqui...pensam que eu os abandonei... mas os meus vejo pelas páginas do orkut e facebook e mandam-me convite para aplicativos e mensagens de corrente... o que vou fazer se não gosto de nada disso?

    Desculpa o tamanho da carta. É que a metade é um desabafo de uma antissocial gentil e carinhosa.

    Beijos minha flor e sinto (intuição não falha)que um dia ainda vou encontrar você. E aí trocamos figuras...só não vale querer me levar para a balada...rs

    ResponderExcluir
  21. Dama
    Por muitas vezes me sinto assim, uma solidão...e a cabeça não para de pensar, pensar. Parece que vejo o que os outros não conseguem enxergar. O que posso te falar é que desabafar faz bem, faço isso no meu blog e me faz sentir melhor. Força aí viu! Um abraço!

    ResponderExcluir
  22. Nossa... tenho que agradecer então ter muitas pessoas que me fazem rir e desligar dos problemas... porque já tem um tempinho que caminhões de estrume decidiram descarregar na minha vida viu, e em todos os aspectos. E não fosse a minha descarga diária de adrenalina (malhação) e os momentos de descontração e de não pensar em nada na cia de gente q me leva a não pensar em nada, acho q eu estaria pirando já.

    Força aí.

    ResponderExcluir
  23. Dama, ao invés de deixar um reles comentário aqui, eu resolvi fazer algo de diferente. O seu texto reflete algo que eu queria há muito dizer. Resolvi dar a minha contribuição e escrevi um também. Dá uma olhada lá no meu canto que eu vou ficar muito feliz.

    http://umgurientregurias.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  24. Dama, o mais provável é que você seja não uma pessoa 'chata,'pesada' e sim que passe uma impressão de pessoa forte,sabe? Daquelas que enfrentam tudo, resolvem tudo, não sofrem, não sentem medo,solidão...
    E as pessoas à sua volta acabam não percebendo que assim como elas, você também precisa de momentos de "colo", de companheirismos.
    Mas sabe? Embora seja uma obviedade, escrever sobre essas coisas ajuda a tirar uma parte desse peso. E como diria Scarlett:
    Tomorrow is another day.
    Sigo você a partir de agora, seus textos têm me feito pensar.

    ResponderExcluir
  25. Dama de Cinzas e Paula Li - A verdade que de tanto a gente procurar pelas pessoas, telefonar e etc e não ter retorno que a gente se sente uma chata e desiste.

    ResponderExcluir
  26. Finalmente achei algum lugar onde as pessoas dizem a verdade , me sinto do mesmo jeito , passei o fim de semana inteiro no meu quarto na net olhando as pessoas colocarem no status do face , orkut que estão super felizes , eu sinceramente acho improvável que elas tenham uma vida tão perfeita assim que sejam tão felizes assim , não posse mentir pra vocês que também coloco isso em minhas paginas talvez pra que todos pensem que por ser extrovertida tenho uma vida boa ou até mesmo para ser aceita com mais facilidade a verdade que se eu externar a solidão que em mim faz moradia não terei ninguém pra conversar

    ResponderExcluir
  27. De tudo que vc disse no post, só não concordo com uma coisa: eu, ao contrário de você, adoro o mês de junho.
    De resto, concordo com suas poderações. Inclusive no que se refere a sua família. Eu sou ótima solucionadora de problemas - dos outros. Nessas horas sou a primeira a ser procurada.
    Ultimamente eu tenho passado os fins de semana em casa, sozinha, por pura opção. Eu quero companhia que goste de ficar embaixo do cobertor, assistindo House (ou um filme bem legal). E, mesmo assim, a companhia só é bem-vinda pelo prazo máximo de 24 horas. Inclusive o namorado.

    ResponderExcluir
  28. eu vivi tanto tempo essa "solidão habitual" que depois que me casei já vão sete meses, eu omecei a amar o que mais me fazia só, minha casa, hoje eu amu minha casa, mas sei o qto almejei um amigo alto astral pra me chamar pra dar um passeio, atualmente não gosto de sair, amo ficar em casa conto os minutos do dia pra chegar a tarde pra tirar os sapatos e ficar numa boa... mas hj tenho companhia, e temos isso em afinidade, ela ama a nossa casa e ficar relax comigo.


    :::FER:::

    ResponderExcluir
  29. Essa coisa do pensamentp/ação fez total sentido pra mim. Mas acredito que uma pessoa só conseguirá agir de maneira positiva, se for impulsionada por pensamentos positivos, não?
    E que tal aproveitar esse momentos de solidão e ir sozinha para um lugar descontraído tomar um chopp? Talvez assim você conheça pessoas descontraídas e mude esse padrão que está te perseguindo! Beijos!!!

    ResponderExcluir
  30. Querida Dama, vc dissse uma coisa ali que é realmente verdade, faça teus finais de semana serem melhor que as coisas talvez melhorem, a cabeça da gente precisa de uma pausa de problemas tb. Ninguém é de ferro...
    Espero que melhore logo! Bjinhos

    ResponderExcluir
  31. Olá, Dama!!

    Entendo o que você diz... Moro numa cidade bem pequena (meu marido, eu e os cachorros)... Às vezes sinto-me sozinha mesmo quando estou acompanhada, não é que ele não seja companheiro, ao contrário estamos sempre juntos em todos os momentos, mas muitas vezes falta essa coisa da aventura, diversão, (dês)compromisso, deixar a vida seguir mais solta, sem tantos planos e seriedade... Acho que você me entende também...

    Beijos!

    ResponderExcluir
  32. Dama, sinto falta das mesmas coisas. Tenho evitado família e amigos pois tenho certeza absoluta que eles irão ficar remoendo todos os meus problemas. Coisa que tenho mais ódio é da tal pergunta " E aí, esta tudo bem com você?". Não, porra! Mas custa mudar de assunto e falarmos sobre outra coisa só pra relaxar?

    Bom, é isso!

    Beijo e dias melhores pra nos duas!!

    ResponderExcluir
  33. Olá!
    Vou tomar a liberdade de linkar vc no meu blog, pq realmente este post tem muito haver comigo tbém (ultimamente). Sinto muito a falta de ter pessoas mais leves e alegres a minha volta.
    =)

    ResponderExcluir
  34. Cada minuto de tua vida é um bem precioso.Não desperdice tentando achar respostas e equilíbrio.Elas vem com o tempo.Solidão demais é ruim,vc acaba ficando anti social, esquiva e mais desconfiada do que já é.Experimente se abrir um pouco mais,e lembre-se,magoar td mundo nos magoa,assim como magoamos tbm,de uma maneira ou outra.O lance da coisa é vc saber perdoar.
    Boa semana,bjka

    ResponderExcluir
  35. Tb tenho esses periodos como oq está agora. Quando isso acontece revisito o passado (por que sempre faço isso). Vpou busvcar as fotografias, as musicas, os textos, e releio...não sei pq, mas isso me da a noção de que evolui.

    Essa evolução constatada me tira da solidão forçada.

    Cada um tem seu tempo eas tecnicas necessarias para escapar dessa cilada.

    Espero que esse inferno astral passe logo...pq vc é muito divertida pra ficar down desse jeito.

    beijão...

    ResponderExcluir
  36. Oi
    Espero que o pior já tenha passado. Não sei dar conselho, pois acho que fica tudo muito falso. Posso dizer o que eu faço quando me sinto triste. Choro, mergulho fundo na dor e vou voltando aos poucos.
    E que tal mudar de ares? Bom, fica a sugestão. Espero que não de todo ruim.
    bjs,

    ResponderExcluir
  37. "Não acredito que pensamento positivo mude a vida das pessoas! Acredito em ação! Agir muda a vida das pessoas, pensamento não muda a vida de ninguém!"

    Disseste tudo nessas frases!!
    Tudo passa, tudo passará... a vida é assim, mas vai passar, podes crer !!

    ResponderExcluir
  38. Dama...

    Eu tento fechar os olhos pra isso, mas, mesmo tendo meu filho, que amo demais, minha mãe que é minha amiga, irmã, na alegria e no arranca rabo rsrs, eu me sintos sozinha, as vezes vazia de mim. Veja, estou aqui há 2:20 da manhã por que só agora encontrei um tempo para "descontrair" e não somente "servir" e dormir. Ler sem vozes e sons em volta, sem solicitações, as vezes me sinto sozinha em meio as pessoas pq é como se não me notassem, apenas me "usassem" (não encontrei palavra melhor).
    Sinto falta de me relacionar, mas, tenho medo, especialmente, do meu jeito implicante, inseguro e desconfiado que sempre leva as pessoas para longe. Por isso acabei me acostumando, embora, as vezes doa.

    Beijos

    ResponderExcluir
  39. Menina, eu já passei por uma fase assim, até que encontrei os amigos mais loucos do mundo que me levavam para a Lapa as 23 horas de sexta e me traziam para casa as 11 horas da manhã de sábado, posso dizer que minha vida ficou bem mais leve!

    O engraçado é que esses amigos loucos estavam bem aqui na ponta do meu nariz, mas devido a imagem que eu passava eles sempre se mantiveram distantes... dá uma olhada ao seu redor... pratique a ação que tanto vc fala, se matricule em uma academia de dança, local onde vc encontra muitas pessoas somente para sair e dançar, convide pessoas para sair, não espere que as pessoas se aproximem, vá ao encontro delas...

    Beijo grande!

    ResponderExcluir
  40. Pena que nada do que eu diga vá melhorar. Nem o fato de já ter vivido e ainda ter momentos em que me sinto assim.
    Vivo nessa incostância: Desejo pelos momentosd e solidão e outros de coletivo.
    Mas olha, ainda assim, eu ainda prefiro o sentir (mesmo que seja algo ruim) do que o não sentir. Mesmo com essa junção de solidão, vazio, silêncio e o tumulto nas sensações e mente, particularmente prefiro isso do que o vazio do não sentir. Foda é querer companhia para dividir tudo isso e não ter.

    ResponderExcluir
  41. Ola Dama,
    É amiga, parece que estamos numa mesma sintonia. Muitas coisas lá dentro para explodirem, mas um desânimo sem fim.
    Eu entendo como se sente!!
    Vamo que vamo...
    Um beijo,

    ResponderExcluir
  42. Vim por indicação de Rossana e gostei muito do que li.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  43. Oi Dama!

    Nem chata nem pesada nem nada disso. Apenas o contrário: está difícil achar gente apenas leve, apenas comum, apenas para papear. Está MUITO difícil!
    Eu sei como é isso, as pessoas acham que a gente tem cara de consultório de psiquiatria, psicologia e afins, já chegam, sentam e desabafam. Falam de seus problemas e esperam respostas sensatas, etc. E eu, no meu santo egoísminho, que me bateu de uns seis meses pra cá, mando-as à merda só com um olhar. Porque é tudo realmente a mesmíssima coisa de sempre. A única pessoa com quem tenho tido paciência tem sido minha filha, Carol, que cada dia inventa uma nova (quase 15 anos, imagina, kkkkkkk, ela tá pouco se fodendo pros meus dramas existenciais, e se quer saber, isso até me ajuda, de uma certa forma).
    Acho que estamos precisando de umas férias, tipo, uns três meses viajando...
    O mais difícil mesmo é achar alguém pra compartilhar risadas, bons momentos, bobagens, aventuras; a solidariedade parece que é só na desgraça.
    (Desculpe os palavrões, escaparam, se você não quiser publicar não tem problema nenhum, rsrsrsrs)

    Beijos!

    Carla

    ResponderExcluir
  44. Mesmo antipática você é bem carismática...rs

    ResponderExcluir
  45. Dama
    Muitas vezes me sinto parecido com o que vc descreveu.
    Não vou te dar conselhos...
    s
    Só quero que saiba que se eu morasse perto, vc teria com quem sair, se divertir, tomar um chopp...
    rsrsrsrsrs
    Tenho uma amiga que é bem parecida com vc, ela mora em outra cidade e quando leio vc é impossível não lembrar dela.
    Bem, só espero que vc fique bem, ou, se quiser conversar: elinhalacerda11@hotmail.com. Manda um e-mail.
    Um xero bem grande.

    ResponderExcluir
  46. Dama. Será que seus amigos não pensam que os assuntos mais leves, bobos e divertidos te aborrecem? talvez, pelo fato de vc conversar com eles assuntos fortes, nada bobos e nem alienados, talvez eles acham que é só o tipo de assunto que te atrái, que a bobajada te aborreceria. talvez seja isso, conversa com eles. é o que eu faria, perguntaria se eles tem essa impressão.

    e não tem jeito. quem se encara, pensa na própria vida e sentimento, sempre vive um terremoto constante. nada fica "firme" internamente, tudo é pensado, repensado, avaliado e valores sobem e caem como em bolsa de valores.

    bjs e bom dia

    ResponderExcluir
  47. É... momento nada fácil esse seu!

    Não sei porque isso acontece, mas já aconteceu comigo. E, fuequentemnete continia acontecendo. tenho amigas que são F... e estão junto para o que der e vier. Mas na hora da diversão, parece que esquecem ou não fazem questão que eu esteja junto.

    Minha terapeuta dizia que existem pessoas cujo o papel delas é simplesmente ajudar os outros, e quando não há isso para fazer, elas não sabem o que fazer!

    Qto a solidão, às vezes necessária, outras vezes um fardo! De repente, o fato das pessoas saberem que vc gosta de estar sozinha, tira de letra e as vezes até prefere, não souberam o limite de se manterem distantes. de repente, vc colocou uma distância entre vc e eles sem nem sentir, foi algo natural, mas que veio e se instalou. Aí, fica aquela coisa meio que não querer invadir o terreno do outro, coisa assim...

    Mas, quem sou eu para falar disso, rs. Apenas foi algo que me pareceu, por td que vc relata, enfim...

    Acredito que tds nós temos fases, e vc tb está sofrendo com uma.

    Concordo, pensamento positivo até agora não me levou a lugar algum. Agir sim, leva alguém a algum lugar. Mas, se há faltas de ações positivas, melhor ficar com o pensamento positivo mesmo!

    melhoras...

    beijokas

    ResponderExcluir
  48. Dama, acredite em vc! Pense positivo! Observe a beleza das coisas! Dias melhores virão! Vc pode, vc conseguirá!

    rs. Gostou? Espero ter ajudado(rs). É brincadeira, viu? rs

    A meu ver, um modo de eliminar coisas desagradáveis em nossa vida, é eliminar as pessoas na nossa vida. Infelizmente, a maioria não consegue viver só.
    Estou só, completamente só. E acho melhor assim q viver acompanhado.
    Creio q o niilismo tomou conta de mim mesmo!

    Tudo de bom pra vc!

    ResponderExcluir
  49. te adoro DAMA como somos parecidas.. bjuss

    ResponderExcluir
  50. Gostei de seu desabafo e sinceridade...
    Nada como um dia após o outro!

    Se sinta seguida por mim...

    http://morganafreire.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  51. Olá Dama, que tudo permaneça sempre bem contigo!
    É minha cara, já dizia meu avô, se conselho fosse bom, não seria dado de graça!
    Creio que todos nós temos nossos “momentos” e penso que você como qualquer ser humano deve estar vivendo o seu, alguns administram de um modo outros de outro, mas somente você pode solucionar este seu problema, se é que seja realmente um problema. Talvez seja apenas um momento de reconhecimento próprio, ou uma maneira que o teu organismo escolheu pra não te prejudicar em outro setor do teu corpo. Somente saiba que nosso corpo é a mais perfeita sincronia, pois o criador sabe o que faz, é isso penso que não deve desesperar. Talvez você tenha publicado a solução, os amigos lendo esta postagem vão se tocar que em horas tranqüilas também precisamos de amigos, ou seja, amigo é pré todas as horas!
    Texto sensível, e de grande expressividade de sentimentos, muito bom mesmo, e continue tendo fé! Desejo a você e todos ao redor intensa felicidade sempre, agradeço pelas visitas e amizade, grande abraço e até mais!

    ResponderExcluir
  52. Adorei teu post! Também não ando na melhor das fases da minha vida e tava pensando em fazer um post como esse teu, meio que um desabafo, mas não sei, não sei se faria alguma diferença pra mim... De qualquer modo, teu post me fez repensar a ideia.

    Eu sou o contrário de ti, tô com o pessoal e me divirto tal; mas quando eu tô mal, prefiro ficar sozinha do que falar, buscar algum ouvinte. Não acho que isso seja muito saudável, até porque às vezes dou poder demais à minha podridão mental e deixo de fazer algo que gostaria e que certamente me faria esquecê-la.

    Ando também numa monotonia desgraçada, não vejo mais diferença nas coisas e, o que deveria ser algo marcante pra mim (minha formatura), me parece algo um tanto banal que eu já nem sei mais porquê farei, provavelmente pra rir da minha própria cara.

    De maneiras diferentes, estamos na mesma: sem enxergar um lado divertido no nosso dia a dia. Eu não encontro a solução pra isso e é bom saber que não sou a única.

    ResponderExcluir
  53. A D O R E I seu bolg. Muito legal. As oopiniões que vc defende são as melhores. Precisamos de pessoas que pensam como vc, compartilho de tudo (até de não finjir o orgasmo! rsrs). Quanto à crise existencial, não se preocupe. Toda grande pessoa só é grande por que alguma(s) vez(es) na vida já passou por uma crise existencial. Precisamos nos perder primeiro para conseguirmos nos achar.
    ;)
    Beijos!

    ResponderExcluir
  54. E eu ia te falar pra sair com "colegas" e não amigos. Eles sempre são super divertidos. Mas como você disse que é uma pessoa bastante seletiva... fiquei sem argumentos! :/

    bjoss

    ResponderExcluir
  55. Relaxa, delícia, toda princesa tem seus dias de bruxa! Tem dias mesmo que a gente não consegue vender sorriso pra Deus e o mundo, isso é o que nos torna humanos. Seria tão fácil gostar de todo mundo se todo mundo fosse legal, mas ia ser um porre, então bota pra fora esses sentimentos e respira fundo. Tenho o (mal ou bom?) hábito de tornar todos os desatinos da minha vida numa grande piada, acho que é isso mesmo que faço com meu blog, mas esse é o meu jeito de suportar certas dores e mágoas que ainda guardo comigo pra não sair metendo bala em ninguém,rs. Enfim... esse inferno astral é normal, mas eu prometo passa! Confia em mim? ;)

    ResponderExcluir
  56. Eu seria capaz de passar muito tempo sozinha, porque devido a maternidade isso se torna impossível, mesmo que o filho nao esteja com vc a presença dele esta sempre ali. não é reclamação, amo ser mãe, do fundo do coração. mas gosto muito de ficar sozinha e nao e anti social, e simples fato de não sentir falta mesmo.
    E uma coisa eu aprendi, com o tempo, sei lá se todos se dão conta disso um dia, mas uma companhia nem sempre alivia a solidão. Quando sinto, escrevo, e não e no blog, tenho um caderno sempre, a anos, que escrevo quando da vontade de contar para alguém, não me sinto confortável mais com a opinião, pitaco, seja la o que for na minha vida. parece que quanto mais contamos para os outros o sentimento aumenta...não sei se faço entender, mas tenho percebido que cada vez que abro minha boca pra contar, as coisas tomam uma dimensão exagerada...a culpa não e dos que me falam, mas sim minha por expor algo meu. Não devemos solucionar o mundo sozinha, mas não sou mais a favor, nem de pilha fraca, nem de pilha alcalina...isso porque me dei conta tambem que o tempo cura tudo mesmo....so o tempo, não existe palavras que nos cure de nada que se compare ao tempo. O que não temos é paciencia pra deixa-lo agir!

    bjão bom finde procê

    ResponderExcluir
  57. Rs... Penso, às vezes, como você!! Mas, ainda bem que tenho alguns amigos (conto apenas em uma mão) que me fazem rir e sempre estão a postos... Em momentos de desabafos e alegrias também!!!
    Acho natural chegarmos em alguma fase da nossa vida e nos depararmos com essa síndrome do vácuo de amigos que te façam rir... Por vezes, estamos namorando e não temos como dar suporte aos outros que estão solteiros (nem sempre estamos disponíveis nessa época), assim como, quando estamos solteiras e, nossos amigos que nos faziam rir, estão comprometidos!!! Argh!!!! Nem tudo temos quando queremos!!!
    Mas, tá precisando de companhia que te faça rir??? Vem para Sampa!!! Sou palhaça ao quadrado e creio que iremos nos divertir bastante!!!! Ou nos odiar, por sermos tão iguais!!! ahahahaha!!! É fácil falar né??? Mas, já vivi muitas vezes esta fase que está passando...
    Positividade??? Acredito que é bom tê-la sim... Porém, nada muda só com a força do pensamento!!!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  58. Olá Dama venho acompanhando seu blog recentemente e devo confessar que muitas de suas postagem fala por mim está ultima se fosse há uns meses atras eu diria que você estava descrevendo a minha vida,afinal eu sou assim como a lua porém com muitas fases.
    Continue assim sempre expondo seus pensamentos.

    ResponderExcluir
  59. Oi Dama, eu sairia com você npara um chopinho! Esa vida de studante profissional está mematando! Mas se minha dica servir...volte a estudar! Faça um curso! Vai encontrar gente para um papo e ainda ampliar seus horizontes! Estou com 41 anos e morando com gente de vinte e poucos. É bom inclusive para ver as vantagens da minha idade, da famosa maturidade que as vezes não valorisamos. E é bom sair e simplesmente "curtir" com as meninas!
    Bjks.

    ResponderExcluir
  60. Dama,eu tô muda de espanto,de choque...pode parecer lugar comum o que direi,mas parece que eu encarnei no teu corpo agora e você psicografou este post. Tá a minha cara,o meu momento. Cara,que raio X!

    Vou pensar umpouco,depois volto.

    bjão

    ResponderExcluir
  61. Olá!

    Eu era do blog Pensaela, mas agora mudei: http://pedacosdela.blogspot.com

    Obrigada!

    ResponderExcluir
  62. Quando foi teu niver???Perdi???
    Aii...Dama, voce tem toda a razao, nao tem coisa melhor nesses momentos escuros que uma boas risadas pra nos aliviar e as vezes por estarmos tristes as pessoas em nossa volta infelizmente nao captam isso ou nos mesmas nao conseguimos passar essa necessidade que temos de espairecer.
    Ainda bem que existe o blog e essa troca de energia com pessoas que te adoram, tenho certeza que ja deve ajudar bastante!!!
    Vou jogar toda a minha energia ai para que um homem fofo e muito bem humorado apareça no seu caminho por esses dias....mas voce tem que abrir esses olhinhos,viu???
    Se eu fosse solteirinha e morasse perto de voce, eu juro que te levaria para tomar uns bons chopps e dar muita risada Dama!!!
    Exatamente como voce falou, nao precisamos falar sobre os problemas, so precisamos de alguem que nos tire daqueles pensamentos e boas risadas ja sao suficientes pra isso.
    Ai..ai...nossa mente as vezes nao é facil mesmo....
    Beijocas minha querida!!!

    ResponderExcluir
  63. Ihhh...olha ai uma otima oportunidade para ver Sex and the City, elas passam por todos esses momentos que passamos e com uma pitada de humor que nos levanta a moral, juro....quem sabe isso te anima um pouco??

    ResponderExcluir
  64. É Dama, também tenho esses dramas aqui dentro. Esse mesmo tipo de solidão q me faz me sentir tão deslocada. Acabo fazendo muitas coisas q quero e gosto, sozinha !!! Só discordo com relação ao pensamento positivo, sabe, acredito na energia q rege o mundo, então acredito q o pensamento tem uma força absurda e vc atrai aquilo q transmite. Aprendi essa filosofia no seicho-no-ie, q frequentei qdo era pequena, com meus pais, mas trago-a comigo sempre. Beijo.

    ResponderExcluir
  65. Sempre passei por essas crises, e nunca me acostumo com elas, quero ficar só, mais não quero me sentir sozinha. é muito complicado, sempre achei qeu desabafar escrevendo é a melhor fuga para esses momentos meio deprê. pra mim escrever foi sempre um escape, adoro vir aqui e ler me identifico muito com vc, porei nunca comento, hoje senti vontade pq desde cedo quero escrever e não sei onde e o quê, ao vir aqui senti que esse era o lugar e o momento.
    bjos

    ResponderExcluir

Eu sempre vou respeitar sua opinião, mesmo que não concorde com ela. Então, por favor, respeite a minha!

Comente com civilidade!

Se seu comentário foi recusado, certamente a explicação está aqui:

http://confissoes-femininas.blogspot.com/2011/07/comente-com-educacao.html