segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

Eu tenho direito de desejar mais!

"(...)Nada é tão comum quanto resumirmos a vida de outra pessoa e achar que ela não pode querer mais. Fulana é linda, jovem e tem um corpaço, o que mais ela quer? Sicrana ganha rios de dinheiro, é valorizada no trabalho e vive viajando, o que é que lhe falta?
É quase um pecado confessar: sim, eu quero mais. Quero não ter nenhuma condescendência com o tédio, não ser forçada a aceitá-lo na minha rotina como um inquilino inevitável. A cada manhã, exijo ao menos a expectativa de uma surpresa, quer ela aconteça ou não. Expectativa, por si só, já é um entusiasmo.
Quero que o fato de ter uma vida prática e sensata não me roube o direito ao devaneio. Que eu nunca aceite a idéia de que a maturidade exige um certo conformismo. Que eu não tenha medo nem vergonha de ainda desejar.
Quero uma primeira vez outra vez. Um primeiro beijo em alguém que ainda não conheço, uma primeira caminhada por uma nova cidade, uma primeira estréia em algo que nunca fiz, quero seguir desfazendo as virgindades que ainda carrego, quero ter sensações inéditas até o fim dos meus dias.
Quero ventilação, não morrer um pouquinho a cada dia sufocada em obrigações e em exigências de ser a melhor mãe do mundo, a melhor esposa do mundo, a melhor qualquer coisa. Gostaria de me reconciliar com meus defeitos e fraquezas, arejar minha biografia, deixar que vazem algumas idéias minhas que não são muito abençoáveis.
Queria não me sentir tão responsável sobre o que acontece ao meu redor. Compreender e aceitar que não tenho controle nenhum sobre as emoções dos outros, sobre suas escolhas, sobre as coisas que dão errado e também sobre as que dão certo. Me permitir ser um pouco insignificante.
E na minha insignificância, poder acordar um dia mais tarde sem dar explicação, conversar com estranhos, me divertir fazendo coisas que nunca imaginei, deixar de ser tão misteriosa pra mim mesma, me conectar com as minhas outras possibilidades de existir. O que eu quero mais? Me escutar e obedecer o meu lado mais transgressor, menos comportadinho, menos refém de reuniões familiares, maridos e filhos e bolos de aniversário e despertadores na segunda-feira de manhã.
E quero mais tempo livre. E mais abraços. E receber mais flores.
Pois é, ninguém está satisfeito. Ainda bem."

(O Que Mais Você Quer? - Martha Medeiros)


Vai chegando o final do ano e quem não faz um balanço? Por menor que seja, do que perdemos, do que ganhamos, onde chegamos e onde "morremos na praia"?

Daí sempre vem a vontade de querer mais um pouco, mesmo sabendo que já conquistamos tanto. Que já vencemos batalhas, que já tomamos decisões acertadas. Mesmo assim queremos sempre mais um pouco e geralmente é aquele ponto mais difícil para cada um de nós. Para uns são as dívidas financeiras que não acabam, para outros é a solidão total, para outros a solidão de não ter um amor, para outros a saúde. Cada um tem o seu inferno particular.

Tive que transcrever quase que totalmente o texto acima da Martha Medeiros, porque ele mostra essa mania que as pessoas tem de olharem para a vida das outras e resumirem: Fulano tem isso e aquilo, não deveria ser infeliz! - Toda vez que digo para minha mãe que não estou bem, ela me responde: - Mas você tem uma casa própria, um emprego bom! - Caracaaaa! O ser humano é tão complexo, tão cheio de desejos, tão em busca de muito, e alguém vem te dizer que porque você tem meia dúzia de três ou quatro aspectos positivos em sua vida, não tem o direito de desejar mais...

Sim!!! Eu luto pelo meu direito de querer mais! Eu luto pelo direito de ser feliz em alguns momentos e infeliz em outros, porque quero muitas coisas, eu não quero apenas um relacionamento, ou uma casa própria, ou um bom emprego, ou sáude... Eu quero ter o direito de ter tudo isso e lutar por mais!

Não, gente! Esse definitivamente não é um post de autoajuda! É um post em que venho deixar o meu repúdio a todas as pessoas que querem limitar a vida de outras e dar uma sentença de felicidade ou infelicidade...

Cada um sabe de si...


P.S: Não esqueçam do meu novo blog: UM BLOG PRA RELAXAR, OU NÃO! - Porque quero ter o direito de ter mais um blog pra escrever mais... rs... Às vezes acho que escrever é algo que me retorna o equilíbrio, a sanidade.

40 comentários:

  1. Dama
    Eu não tenho um amor, nem casa própria nem uma família unida, nem um emprego legal. Então, eu tenho muitos motivos de me sentir infeliz. E me sinto. Mas sou uma romântica, então, penso que uma hora, alguma coisa vai surgir e mudar uma dessas situações, pelo menos um homem bacana.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Pois é, isso acontece muito. Mas é do ser humano querer ser mais, conquistar mais coisas, não seria muito chato se todos nós apenas nos conformassemos com o que temos e não lutassemos por mais? Perderiamos o propósito de vida (eu perderia). Além de chato, não teriamos a chance de crescer, tanto no trabalho como na própria vida mesmo.
    Adorei o post, mesmo não sendo de autoajuda pode inspirar muitas pessoas a tentar (pelo menos) conseguir mais.

    ResponderExcluir
  3. Dama,excelente tema!
    Querer mais é proprio do ser humano que nao se satisfaz com pouco,eu acredito que todo mundo quer mais e tem que lutar por isso,pois a estagnacao satisfeita nao leva ninguem mais longe!!!!bjosssss

    ResponderExcluir
  4. Eu sempre vou desejar mais... nunca estou satisfeito, pois seu que posso mais!

    ResponderExcluir
  5. Dama
    Eu sou uma alma inquieta e nunca estou satisfeita com o que tenho, sempre quero mais, sempre acho que mereço mais que poderia ter conseguido mais. Esta atitude, às vezes, me angustia, me põe pra baixo. Em outro momentos, me alavanca a crescer e a evoluir. Penso que saber lidar com esse sentimento e buscar o equilíbrio é o segredo.
    Um beijo pra você

    ResponderExcluir
  6. feliz são as pessoas que sabem respeitar os defeitos e não julgar quem os têm.
    não sou feliz, mas faa tudo para não ficar triste.

    ResponderExcluir
  7. Aprendi com a vida a nunca reclamar do que ganho, mas também a nunca me conformar com algo que não me agrada 100%.
    Eu me sinto com o direito de ser feliz e por isso quero mais! rs
    Muito bom este texto!
    Tem selinho pra ti no meu cantinho!
    Beijos, beijos!

    ResponderExcluir
  8. Eu já cansei de querer, saúde boa já tá mais do que bom, o que posso querer mais além de você.
    beijo

    ResponderExcluir
  9. Oi Dama!
    Em primeiro lugar, preciso dizer que não entendi o post como de auto ajuda não!
    Acho que ele está muito nesta linha q tem permeado os teus pensamentos em geral, aquela coisa de refletir num final de ano, criando um saldo, um balanço em relação a ganhos, perdas e é claro que acaba tendo esta coisa da observação sobre pessoas que olham as demais, julgam, pré-julgam e nossa, acho tão normal a gente querer mais da vida... É claro, sinto que temos momentos em que queremos mais determinadas coisas, em outras menos. Mas é da busca que vive o ser humano né? Eu ando querendo mto mudar, renascer, levantar.. construir enfim. Não tenho idéia de qual caminho seria o ideal... ou mesmo, onde encontro este caminho... coisa minha, né... MAS acho que é super normal isso e mto bacana a sua abordagem!! Eu quero demais encher meu tanque de felicidade e ir em frente, sempre querendo mais!!! =) Amo vc!

    ResponderExcluir
  10. Os textos são excelentes, o seu e o da Martha Medeiros. Sobre as aspirações da vida, antropologicamente falando, qualquer indivíduo de uma sociedade não complexa é mais realizado que nós. O que eles têm em mente como aspirações são poucas coisas, simples e possíveis de alcançar. Assim, embora também agonística, a vida dessas pessoas têm sentido bastante claro e é satisfeita. Já nós não nos contentamos, pois mal alcançamos algo, já almejamos um algo além. É em crescente e incessante.

    ResponderExcluir
  11. Adorei o post Dama. E tenha certeza que ele nao foi nada de autoajuda e sim, falou de um modo geral das pessoas acomodadas e conformadas com tudo. ou melhor com tão pouco. Eu apesar "de tudo" quero sempre mais..mais e mais...Essa história..de vc tem isso e tem aquilo e ainda, nao é feliz. É mais uma das mazelas do povo. Sempre queremos mais....mais e mais.
    Abraços
    Núbia

    ResponderExcluir
  12. É a vontade de querer sempre mais que nos faz progredir. Imagino que seria muito chata uma vida onde não se deseja mais nada. E não falo de só coisas materiais não.
    Muito bom post, como sempre.

    beijo rouge

    Dani

    ResponderExcluir
  13. Realmente, fim-de-ano faz a gente pensar, né?
    Concordo com vc, eu às vezes me sinto culpada por querer mais, sendo que tenho muitas coisas que outras pessoas queriam. Mas nós vivemos de sonhos e objetivos, se não viveríamos estagnados. Viver é renovar os sonhos!
    Bjo!

    ResponderExcluir
  14. En nenhum momento senti que esse post era de auto-ajuda...Martha Medeiros é superior à tudo isso. Hoje eu luto pra ter o que vc tem, um bom emprego e uma casa própria, mas sei que n vou me contentar, quero escrever um livro, ainda n decidi se quero ter filhos, n sei se quero casar, quero parar de roer unhas e quero que as pessoas parem de reclamar de meus posts grandes, kkkkkk, bjos e boa semana. Definitivamente, esse post n foi uma confissão ácida.

    ResponderExcluir
  15. Quando acordei hj estava pensando em tantas coisas ... acordei inquieto.
    Quero mais. Desejo mais... não é possível que a vida seja agora apenas isso. Quero e desejo mais em tudo, sobre tudo!!

    =) Te amo demais minha amiga Dama... hj não sei bem o que comentar pq to assim, sem rumo mas... obrigado sempre pelas palavras do seu blog!

    ResponderExcluir
  16. FANTÁSTICO! Não tenho palavras pra expressar o quanto esse post falou por mim! Nossa! Disse tudo sem deixar nem uma vírgula de fora!
    muitos beijos

    ResponderExcluir
  17. Dama- escritora-poderosa,

    Eu quero é o máximo que a vida puder me dar, ou vou sair atrás buscando sempre mais. Não me acomodo, desacomodo o tempo todo e aí de quem reclamar. rs
    A real é que a nossa cultura caminha de braços dados com a religiosidade judaico-cristã sendo assim somos guiados pela culpa, em qualquer aspecto, e isto acaba por rotular que ser insatisfeito é defeito quando podemos usar isto como combustível ao invés de veneno.
    Bjos meus

    ResponderExcluir
  18. você sempre escrevendo os melhores textos *-*
    Parabéns (:

    ResponderExcluir
  19. Martha Medeiros como sempre é phodástica!! Falou tudo de forma clara e objetiva.
    Obrigada pela socialização do texto não o conhecia.
    Beijos
    M.P.

    ResponderExcluir
  20. É o tipo do estado de espírito criativo!
    Muito legal ela citar as 'outras virgindades', uma realidade desvalorizada.

    ResponderExcluir
  21. Eu acho que o dia qie deixarmos de desejar,é o dia bom para morrer!Nao tem sentido uma vida sem sonhos e desejos.Bjo Dama.

    ResponderExcluir
  22. Parabéns pelo post !
    Ninguém na verdade tem o direito de se meter na vida de ninguém. Cada um , como bem você escreveu, tem o seu inferno particular.
    Somos muito complicados. Por isso imperfeitamente humanos. Quando admitimos que somos imperfeitos, cheios de defeitos, contradições, e etc e tal, relaxamos mais.
    Não nos cobramos tanto .
    Temos o direito de chorar por nada. De ficar triste. De rir e falar quando bem entendermos, sim.
    E claro, escrever ajuda. Sempre ajuda. Escrever é um exercício fantástico de autoconhecimento. De humildade. De verdade.
    Escreva o quanto quiser , Dama.
    Cada um faz o que tem direito e vive como bem quiser, mesmo que esse viver não seja da mesma forma que eu vivo.
    Cada um tem o direito de ser o que é.
    O texto da Martha Medeiros é lindo.
    Ela tem uma capacidade de penetrar no íntimo de cada um de nós.
    Obrigada sempre pelo carinho !
    Beijocas

    ResponderExcluir
  23. Fim de ano é essa droga mesmo, dama cinzenta! O pior é que, com o passar dos anos, parece que o tempo anda mais rápido, ontem mesmo era 2008! Agora, estamos no final de 2009!
    Alguém vem nos consolar. Temos saúde, grana etc e tal. Ou temos isso e aquilo...
    Mas, à nossa frente, temos muito a conquistar, é o que sentimos e, quase sempre, não conseguimos nem a metade! Que droga!
    Bjoooooooooo!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  24. Matha Medeiros sempre sabe o que dizer! E vc não ficou para trás não, completou muito bem com a sua opinião!!

    Espero que vc consiga alcançar sempre o seu mais!

    Beijos

    ResponderExcluir
  25. iiihh... também acho muito desagradável esse tipo de limitação que é muito frequente...

    claro que pra mim a felicidade plena e completa se "resume"[?] em "encontrar" a DEUS... mas bem sei que todos têm seus próprios objetivos e devem todos ser respeitados tanto os grandes quanto os ínfimos...

    digo isso, pq nisso, na minha opinião tbm está a amizade... no ato de compartilhar com o outro a ausência de algo acredito que seria agradável receber uma motivação para mais uma conquista.

    é o que eu acho.

    :-P

    xD

    ResponderExcluir
  26. Martha Medeiros, qual o enderêço dela?
    Bjs!

    ResponderExcluir
  27. Hoje em especial QUERO MAIS. Quero mto mais e sempre mais mas HOJE... quero muito QUERER MAIS!!!

    E hoje devido a umas coisas que aconteceram no final do dia de ontem, eu to naquelas... além de querer mais, tb to querendo distância do que não me acrescenta(ou de quem tb).
    Nem entro em detalhes.... nem compensa, mas acordei assim e to assim... BUSCANDO o fio da meada ehehhe e vou achar! =]
    E... puxa, Martha Medeiros... esqueci de escrever sobre ela!! Adoro tantas coisas que já lí dela!! Acho que ela é uma das raras escritoras que merecem aplausos neste mar de pessoas que escrevem coisas bacanas mas que as vezes soam meio 'formatadas' demais!
    Beeeeijo Dama!

    ResponderExcluir
  28. Amiiiiiiga, tomei vergonha na cara e resolvi comentar!

    Sabe, fazer baçanço é normal. Acho que é uma coisa meio do subconsciente, sabe? Essa necessidade de evolução que temos. E eu sei bem o motivo de te irritar tanto quando as pessoas dizem: Pára de reclamar porque você tem tudo. Imagina as pessoas que não tem nem comida todos os dias.

    Mas sabe, bocejos. Cada um sabe dos seus problemas e daquilo que os machuca. Talvez eu não seja mesmo tão forte quanto uma pessoa que é tetraplégica e sorri para a vida. E talvez estar com 20 anos e não estar na faculdade seja o maior problema que exista pra mim, mas sabe, é o MEU problema. É o que me aflige e me deixa maluca. Por mais que eu seja nova, por mais que eu tenha a vida inteira pela frente. Isso me desanima pra caralho e quase ninguém entende.

    Enfim... Esse post foi mesmo de autoajuda, mas olha, sua autoajuda eu leio com prazer, viu?

    Beijo!

    ResponderExcluir
  29. Dama mainha querida amiga amei sua post precisava ler isso por que acabo de pedir demissão no meu trabalho por ser limitado e eu não quero limites na minha vida ela é uma só
    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  30. Eu adoro a Martha Medeiros,...ja postei um texto dela tb,...mas seu acrécimo foi sui generis,..rsrs
    Bjs

    ResponderExcluir
  31. O fato de querermos sempre mais é que nos impulsiona e torna a vida mais atraente hehehhe
    No dia de deixarmos de buscar as "coisinhas", "banalidades" ou mesmo as chamadas grandes conquistas, na minha opinião, a vida vai ser mais bege que o normal.
    E bege é brega!

    ResponderExcluir
  32. ah, concordo com tudo que dissestes!
    o ser humano tende a achar a grama do vizinho mais verde, natural.

    a propósito, ameei teu blog e já estou a seguir-te!

    ResponderExcluir
  33. Querida Dama, infelizmente a grande maioria das pessoas ou coloca sua própria felicidade nas mãos de alguém ou se contentam com a média... E a média, você sabe o que representa...;o((
    Querer mais não é defeito, é virtude! Desde quando VIVER é demais???!!!!???
    Tô com você: EU, QUERO SEMPRE MAIS!!!!
    Beijo grande

    ResponderExcluir
  34. Também quero mais como a CARLA!

    Na verdade HOJE EM ESPECIAL eu quero, preciso e mereço MAIS!!!!


    Amo vx minha Dama amiga e querida!
    Beijo... e se cuida!

    ResponderExcluir
  35. Dama, de fato a falta de anonimato me impede de escrever posts mais intensos e que revelem de verdade o que sinto.
    Mas quem sabe eu mude o nome do Blog e não avise à muitos. Claro, eu passarei aqui para avisar você.

    Beijos, querida!

    ResponderExcluir
  36. talvez a insatisfaçao cronica seja um mal moderno..
    Mas que se dane! Eu tambem quero muito mais!

    ResponderExcluir
  37. Uma vez fiz uma prova de filosofia em que tínhamos que fazer uma redação cujo tema era: "pq não somos plantas ou animais vivendo na paz da terra?"

    Tirei 10 nessa prova. Meus argumentos foram muito parecidos com esse post. Me baseei no fato de que somos seres sempre insatisfeitos. Que estamos sempre em busca de algo, mesmo que aos olhos dos outros, sejam desnecessários.

    ResponderExcluir
  38. Como diria Clarice..Porque há o direito ao grito,então eu grito!

    Compartilho inteiramente do seu sentimento!

    Beijããão.

    ResponderExcluir
  39. E eu passei aqui pra te dizer que ONTEM, divinamente inspirado.. consegui escrever 03 posts seguidos para a semana que vem!! Huahua.. é tão engraçado isso.. eu tava pensando demais no seu post e vendo que logo iriam se acabar meus posts 'de frente'... que estavam prontos ´já quando me veio uma porção de idéias novas heuheue QUE BELEZA!!
    Bom... é isso, acho q foi alguma amiga mais alta q me fez criar mais ehehe
    Saudade... amo vc amiga Dama!
    Beijos do Baixinho!

    ResponderExcluir

Eu sempre vou respeitar sua opinião, mesmo que não concorde com ela. Então, por favor, respeite a minha!

Comente com civilidade!

Se seu comentário foi recusado, certamente a explicação está aqui:

http://confissoes-femininas.blogspot.com/2011/07/comente-com-educacao.html