sábado, 17 de janeiro de 2009

Tá na hora de mudar o conceito de fidelidade no relacionamento!

Sei que já toquei nesse assunto aqui no blog, mas nunca é demais voltar, porque não é pequeno o número de pessoas postando a respeito de traições, programas na TV,  casais se estressando,  relacionamentos que acabam por causa da tal infidelidade,   um conceito que ao meu ver poderia perfeitamente ser mais flexível...

Desde que comecei a namorar sério, me perguntava o porquê das pessoas se sentirem donas do desejo da outra pessoa dentro do relacionamento, como se isso fosse possível. Todos em algum momento dentro do relacionamento olharam ou olharão para outras pessoas com desejo, assumindo ou não isso, é um fato!! Não ficamos assexuados para o resto do mundo só porque estamos namorando ou casados! E porque não, a partir desse fato incontestável, criar novas regras dentro das nossas relações?

Eu sempre fiz isso, sempre me senti desconfortável em ter que ficar escondendo do parceiro que me sentia atraída por outro cara. E isso ia como uma bola de neve, chegava uma hora que me sentia sufocada como se a traição verdadeira, fosse ser hipócrita com a pessoa que gostava.  A partir daí comecei a tentar estabelecer com meus parceiros que traição de corpo podia, traição de sentimento, não... Com uns caras foi praticamente impossível, porque  o sujeito já chegava se sentindo meu dono e dono eu não tenho, sinto muito! Com esses o relacionamento não passava de algumas semanas, até poucos meses. Eu me sentia cheia de ter que seguir esses padrões pré-estabelecidos de que as duas pessoas tem que mentir uma pra outra que só sentem tesão entre si.

No entanto a vida corre, a fila anda e sempre a gente acaba encontrando alguém que se afine com nosso jeito, seja lá que jeito doido você tenha! E no meu caso encontrei alguns bons namorados de relacionamentos duradouros, que entendiam a vida do mesmo jeito que eu. Tá bom! Alguns aproveitaram isso pra me colocar vários chifres de todas as espécies, fingiam gostar do relacionamento aberto, mas era só uma porta pra sair por aí pegando todas, mas o que ficaram na minha vida souberam a medida exata de que o tesão tem uma necessidade diferente do nosso sentimento!

Não foi difícil encontrar namorados para quem eu podia mostrar um cara e dizer que me sentia atraída por ele, sem que a criatura tivesse um chilique!

Com meu atual namorido teve um estresse dentro do nosso relacionamento quando ele priorizou o sentimento por outra pessoa. Acho que é isso que não suporto, saber que o cara que tá comigo está gostando de outra, mas se ele tem tesão em meio mundo de mulher, que se dane! Que ele foda com todas, de camisinha e volte pra me dizer o que achou... rs... Claro que o mesmo vale pra mim, óbvio! Com meu namorido sempre funcionou bem. Até que a gente nem sai tanto com outras pessoas, na verdade a quantidade é bem pouca. Já que existe a liberdade, a coisa meio que perde o sentido, entende? Mas temos total liberdade de falar sobre nosso tesão sobre os outros e só isso já é muito!

O importante é saber que quando acontece de se "pular a cerca" o outro não vai dramatizar isso como se fosse o fim do mundo. Apenas um momento de tesão que aconteceu e pronto, a vida segue em frente!

Sinceramente creio que esse é o futuro dos relacionamentos! Em 1940 se alguém dissesse que casamento não era pra sempre seria criticado por todos, hoje as pessoas ficam, moram juntas, se separam na hora que querem! Em 1950 se dissesse que mulher não tinha que ser necessariamente virgem pra casar, seria um escândalo, hoje isso quase não existe! Então,estou dizendo que um dia os relacionamentos serão menos possessivos e as pessoas admitirão que sentimento e tesão podem andar separados!

58 comentários:

  1. Eu concordo em parte, mas acho que a maioria da pessoas não tem essa sua naturalidade quando o assunto é desejo fora do relacionamento. Ainda mais os homens que tem a idéia que eles podem tudo e nós mulheres nada. Eu já fui muito encanada com esse assunto, hoje eu sei que não posso impedir que meu par sinta desejo por outra, isso é da natureza humana, mas concordo contigo quando você diz que a traição de sentimento, essa sim dói. Saber que a pessoa que você ama, passou a amar outra e não abriu o jogo com você, isso sim dói. bjos

    ResponderExcluir
  2. Infelizmente vivemos ainda em uma sociedade hipócrita. Mas também temos que admitir que a fidelidade ainda é uma questão cultural. Pois sabemos que existem países, onde poligamia é natural.
    Mas a traição, no meu ponto de vista, é muito mais ampla e não se resume somente em um relacionamento de casal. Traição é mais do que sentir-se atraido por outra pessoa, isso é tesão, e o fato de se estar ou não em um relacionamento, não altera o "sentir tesão". Atração física é natural e não está ligada à sentimentos... é só atração.
    Agora, a traição é muito mais ampla. Ela está ligada à confiança, à cumplicidade, e quando estas são quebradas, é que somos traídos.
    Beijo menina!
    Eu (Elida)

    ResponderExcluir
  3. Eu acho que você é uma mulher além do tempo ou dentro do tempo não sei, mas sei que não quero isso para mim, sou da moda antiga sabe e é complicado para mim pensar assim.
    Acredito que no final o importante mesmo é ser feliz cada um do seu jeito não importa como.

    ResponderExcluir
  4. Gosto desse jeito "diferente" de pensar. Mas sou outra que, tenho que admitir, sou à moda antiga.
    Me preocupo com o sentimento, não com a atração. Porem, acho meio idiota quando as pessoas só não fazem uma coisa por causa da sociedade. Quer ter relacionamentos extraconjugais? Beleza... se o parceiro concordar. Os dois tem liberdade pra explorar o mundo lá fora, todas as possibilidades, mas deixando o coração com o/a namorado(a).

    Não importa no que a pessoa acredite, acho que ela tem que parar de se preocupar com o que os outros vão pensar e falar, e fazer o que lhe der na telha. Ser feliz, do seu jeitinho.



    ='-'=

    ResponderExcluir
  5. Oi Dama...
    Eu acho que poderia escrever um monte sobre isso td, mas convenhamos... não dá pra saber como serão os relacionamentos em dez, 50 anos à frente. Td anda mudando mto depressa. Acredito que uma boa parte das pessoas consiga em breve viver desta forma, numa espécie de desapego. Algo como, passar a gostar mais de sí mesmo, ser menos carente e acreditar que se pode gostar de mais de uma pessoa, sem querer ser dono ou dona de alguma delas. Porém para mta gente isso vai demorar. É mais do que utopia... pq existe justamente a tal carência e o pior de todos os motivos, a consciência de que uma relação pressupõe fidelidade. Este conceito ainda reina na cabeça de mta gente! Além disso o machismo de um lado e as projeções amorosas femininas de outro sufocam esta possibilidade.. sem contar que 'cada cabeça, uma sentença'... o q pra vc é natural, pro teu vizinho pode escandalizar, não servir, etc.
    Mas é interessante isso, pensar... teorizar sobre esta possibilidade.
    Gostei!
    Beijo.. bom sábado querida! ^^

    ResponderExcluir
  6. Bom, eu não concordo inteiramente com isso. Acredito que, se você está em um relacionamente, tem que ser fiel a ele. Senão, melhor nem entrar.
    Mas acho legal que você tenha encontrado alguém que pense como você. No final, é isso que importa, estar com alguém que você gosta e que respeita o que você pensa.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  7. É besteira acreditar que sempre existirá consenso sobre algo. Por mais que novos estilos de vida apareçam firmando-se ou não as pessoas ainda terão conservadas sua maneira única de encontrar satisfação (e convenhamos que o estilo de vida sexo livre não é algo recente, mas algo que já acompanha o humanidade há milênios - seja de forma velada ou assumida - e que apenas teve seu boom na década de 60 em decorrência da famosa contracultura norte-americana).

    O que importa nisso é a honestidade no relacionamento. O mal é quando alguém vive falando em fidelidade e dps sai gozando até em poste ou boeiro de esgoto (dependendo do instrumento sexual). Se pessoas com pensamentos afins optam por determinado relacionamento aberto por acreditarem que assim estarão conservando suas necessidades, não vejo problema nenhum.

    Embora devo reconhecer que quando estou num relacionamento sério, acredito que mais vale a cumplicidade e o sexo com sentimento do que me aventurar com qualquer pessoa que por uma ou outra razão me chamou a atenção. Nesse ponto acho que independente de algo ter chamado a atenção, prefiro optar pelo sentimento, senão pra mim não tem sentido continuar o relacionamento.

    Mas cada com seus valores Dama.

    Abração.

    ResponderExcluir
  8. eu concordo com vc
    se não está se envolvendo está de boua
    eu ainda não tentei um namoro assim
    mas acho q daria muuito certo
    :)


    bjinhos docinhos

    ResponderExcluir
  9. Eu acho que só me envolveria com uma pessoa que pensasse dessa maneira se eu não gostasse dela e quisesse ter a liberdade de enche-la de chifres!

    Não acho que seja uma questão de posse sobre a parceira, mas sim de preferencia. Tudo na vida é uma questão de escolha, e nada é 100% do jeito que agente quer... isso é fato!

    É logico que durante a vida vamos nos sentir atraidos por outras mulheres/homens. Mas quando você esta com alguem, você leva todo um pacote de qualidades e defeitos que você vai ter aguentar pro resto da vida, se a soma delas lhe parecer satisfatorio.

    Seguindo esse seu pensamento, poderia estar com uma garota ideal em tds os sentidos. Que me entende, me apoia, boa mãe, boa esposa... mas que não é tão gostosa e nova quanto a minha vizinha, que alias é uma mala e jamais teria um envolvimento emocional com ela.

    Ai simplesmente por um tesão, eu esqueco tdo o que minha mulher representa na minha vida e transo com minha vizinha novinha, esquecendo tdos os fatores e dando prioridade ao tesão que sinto pela outra?

    E assim se estabelece uma segunda relação, onde eu transaria com a vizinha que eh mais gostosa, o melhor na cama que minha esposa... e minha esposa ia achar isso normal, afinal eh so tesão... e eu jamais teria um envolvimento emocional com a outra...

    Se consigo e tenho uma certa permissão para sair por ai e transar com kem eu quiser, desde que não haja envolvimento emocional, poderia estar transando com minha mulher por obrigação! Porque quem iria dirigir um gol se pudesse andar numa Ferrari por ai... e queira ou não a idade vem, rs novos modelos vão surgindo e mesmo você sendo top dos desejos masculinos hoje amanha não será mais! E ai seu homem terá permissão de transar com quem der tesão nele!?! E com o tempo ele vai formando a sua "geladeira" cheia de lanchinhos saborosos (mas enfatizando: que ele jamais teria um envolvimento emocional) que ele transa sempre que der vontade... e ai ele pode estar transando ctgo pra cumprir tabela pensando na "lasanha" que ele vai comer amanhã no almoço!?

    Isso é a idéia mais estranha que existe.. é algo que não me entra na cabeça! Impossivel... se isso que vc diz for verdade daqui a pouco o relacionamento sera que nem jogador de futebol.. cada um tem uma parte do passe:

    Vou me casar com a Maria pq adoro conviver com ela, mas tesão mesmo eu tenho pela Renata... já filhos acho que vou ter com a Rosana ela tem mais posses e sera uma melhor mãe... q mundo que estamos caminhando hein!?

    ResponderExcluir
  10. Concordo contigo qd diz"O importante é saber que quando acontece de se "pular a cerca" o outro não vai dramatizar isso como se fosse o fim do mundo. Apenas um momento de tesão que aconteceu e pronto, a vida segue em frente!".
    Por vezes dramatizamos além da conta mas cada um sabe onde dói o calo...eu não sou assim fiel,e por isso não posso cobrar o mesmo dos outros!Tomara que um dia as pessoas façam como vc diz:saibam separar o amor do tesão,do sexo!
    Ah!!! Depois passe lá que tem um selo pra vc,ok?
    beijo!

    ResponderExcluir
  11. É claro que mesmo namorando alguém sentimos atração por outras pessoas. É natural, pois não ficamos cegas. Mas traição, mesmo que sóde corpo, é uma coisa que não aceito nem um pouco bem. Não aceito, na verdade. Nessa de trair só de corpo, você pode acabar se apaixonando pela outra pessoa e traindo sentimentalmente também. Fora que muitas vezes os homens traem as mulheres com putas por aí sem camisinha, aí pegam doenças e passam pra elas. Nem esse cuidado eles têm! Ele pode se sentir atraído por outras mulheres, mas traia apenas em pensamento no banheiro que é mais seguro pros dois! Por isso e por outrs motivos, acho que traição é algo muito complicado. Uma boa saída seria o casal ficar 1 mês separado a cada 6 meses mais ou menos, pra poder sentir saudade um do outro e pegar quem quisessem nesse meio tempo. Assim, não haveria traição nem tesão reprimido.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Entendo seu raciocínio e concordo com suas palavras... algumas pessoas estão à frente do seu tempo - você é uma, pois vive intensamente.
    Essa falta de compreensão e o excesso de possessividade [insegurança] faz com que a sociedade condene essas atitudes...
    Quero poder estar vivo para ver essa mudança, essa abertura.

    Encontrar uma pessoa que pense o mesmo? Muito difícil, mas não impossível.

    []'s
    .
    .
    .

    ResponderExcluir
  13. Oi Dama, você tocou num ponto muito sensivel dos relacionamentos.

    Sei que isso de relacionar-se com alguém e ser unico e exclusivo desse parceiro(a) é histórico, veio acontecendo com o tempo e coisa-e-tal.

    Mas não dá para garantir que esse é o futuro dos relacionamentos, pois nem todas as pessoas se sentem a vontade dessa forma. Para mim, relacionamento bom e saudável é respeito, carinho e mais um monte de coisa.

    Se, para você, a falta de respeito é 'guardar' para si o tesão em outro cara, para outras pessoas (e para mim tb) falta de respeito é não guardar.

    Me entende?

    Acho que tudo isso vai de história de vida de cada um, como cada um enfrenta e avalia determinadas situações.

    bjs

    ResponderExcluir
  14. Oi Dama, para mim este tema é facil facil nos meus 44 anos, sempre fui desta forma e agora ehehehe
    Tenho cá para mim que cabe a cada casal fazer as suas próprias regras
    Cada relacionamente cresce basiado em estruturas diferentes
    Se os dois, desde o inicio, optarem pela chamada fidelidade...pois cumpram os dois
    Se escolherem uma liberdade sexual...pois que seja em igualdade de aceitação
    Se escolherem pelo sexo em grupo ...pois que lancem regras para ambos cumprirem e não se ferirem desnecessáriamente
    Sinceramente não vejo problemática alguma, o problema é que na maioria dos casais jovens ou nem tanto, fazem desse dialogo tabu...fica por ficar exclarecido e a coisa volta e meia entorna
    São regras bem simples que tem que ser construidas pelos dois...cada um sabe com o que pode contar do outro e depois...é só cumprir carambas é simples simples
    Abraço até esse lado do mundo

    ResponderExcluir
  15. Oi! Concordo em parte, que atração não tem dono. Mas não sei se saberia dividir corpo. Meu acordo com o meu namorado é que se ele quiser ficar com outra, eu vou entender numa boa se ele me contar isso antes de fazer qualquer coisa. Aí, a gente termina numa boa. Mas dividir, eu não consigo.
    Mas acho que a teoria é isso aí, vc sente tesão ou atração por outro, o que não significa que não ame o companheiro. Que homem não se sente atraído por uma mulher bonita? Que mulher não solta a imaginação quando vê um cara daqueles por aí? Isso não é traição, infidelidade. É ser exatamente humano.
    Bjo

    ResponderExcluir
  16. Dama!
    Concordo plenamente contigo.

    Eu e meu amor sempre falamos disso.
    Que, se um esté com tesão por outra pessoa, vá lá,s aia com ela mas, que conte como foi e, pronto.

    E acho que é isso que nos faz amarmos cada dia mais.

    Sem essa de possessividade.

    Bjão!

    ResponderExcluir
  17. huhu que polêmico! Creio que seja o futuro dos relacionamentos para uma certa parcela da população, mas para a cultura em geral que tem muitas influências religiosas, por exemplo, não saberia dizer realmente.

    O fato é que sou muito novato nisso pra dizer muita coisa.. seria interessante ter um relacionamento aberto assim pra eu ver como é. ^^

    bjo!

    ResponderExcluir
  18. Fico feliz de saber que ao menos com seus filhos tu não vai agir como a Maysa, haha.
    Fora isso, meus parabéns, afinal, se tu parece com ela, realmente você é uma mulher exótica, mas incrível :D

    Concordo plenamente contigo, para mim traição é apenas se tem sentimento, se for só por desejo, nem me estresso, mas nunca consegui conhecer alguém que pensasse assim, o único que pensava assim, quando eu o trai por DESEJO, se fez de indignado, e terminou comigo, haha.
    Se tiver um homem por aí, que pense assim, me apresenta tá? Por aqui não tem, kkkkk ;x
    esse assunto realmente está sendo discutido sempre ultimamente :D

    ResponderExcluir
  19. Sabe que olhando desse ponto de vista você tem razão. Os relacionamentos evoluem com a evolução da sociedade, e isso sempre significa mais liberdade.
    Acho sim que chegará um dia em que traição terá outro conceito.
    É tão bom saber que eu pude ficar com caras e namorar outros antes de decidir que vou me casar. E nem posso imaginar se tivesse casado com meu 1º namorado (aff! dá até medo!
    Mas traição pra mim sempre teve a ver com sentimento. Claro que não admito galinhagem, mas é muito pior amar outra pessoa e estar comigo.
    Vou te contar uma coisa: Se meu namorado disser "aquela guria é a mais gostosa da cidade", eu nem ligo. Mas se ele disser: "aquela guria é a mais legal que eu já conheci", eu sinto uma facada no peito. rs! Cada um com seu ciúme!
    Já escrevi demais! Bjos.

    ResponderExcluir
  20. rs rs rs.... vim aqui ler o que andam comentando nesse post polemicoooo kkkkk e estou besta de saber que mtas pessoas concordam com isso!!! Juro, eu tento imaginar a cena... mas naum rola... uma mulher chegando e conversando com seu namorado algo do tipo:

    - Amor, sabe aquele estagiario malhado e gostoso que comentei com vc esses dias? Hoje não teve jeito, ele me ofereceu uma carona... ai paramos num barzinho pra tomar uma cerveja... conversa vai, conversa vem.. qdo vi já tava com ele num motel!

    - Sério amor, e me conta como foi...

    - O cara só fala besteira... mas tem uma barriguinha de tanquinho... e beija bem hein... sabe usar muito bem a lingua... e bem dotado e tem aquela pegada do jeito que vc sabe que eu gosto... transamos 3 vezes depois ele me deixou aqui em casa...

    - Que legal... você vai ver ele amanhã?

    - Sim né amor, ele trabalha junto comigo esqueceu?

    - Voce vai sair com ele denovo?

    - Só se rolar tesão... o cara eh meio infantil, só fala de musica e da banda dele... você sabe que odeio esse papo, só sai com ele porque o cara é um deus, e o jeito que ele me come com os olhos qdo passo pelo departamento me dah um puta de um tesao... só isso...

    - Entendi... ah, se rolar denovo não esquece a camisinha hein...

    - Pode deixar amor, se rolar eu te conto como foi... agora vamos dormir que hoje já "dei" tudo o que tinha pra dar hoje, tô exausta!


    Ah mas isso naum rolaaaaa mesmo! NEVER!!! Uma coisa que nos homens sempre zoamos... é se eu tivesse Sheila Carvalho ela poderia ateh me trair que naum largava... Ia ser corno.. mas um corno feliz... mas obvio que só falamos isso porque não amamos a Sheila e estariamos com ela soh pra tirar umas casquinhas, e qdo naum ha amor a traicao naum significa nada... mas uma coisa dessas com o amor da sua vida.... nossa... eu mato o 2 kkkkkkkkk

    Não aceito traição de jeito nenhum... e se me trair por mais que doa... eu sou obrigado a separar e esquecer a pessoa...

    Pq tem certas coisas na vida que agente naum faz, por medo e indole... como roubar, matar e trair... uma vez que vc faz algo do tipo e nada acontece... voce naum eh preso... sua esposa te perdoa... ahhhh ai sempre que surgir a oportunidade/necessidade vc naum vai pensar 2 vezes em fazer...

    Pq vou trabalhar se posso ir no mercadinho da esquina com uma arma e levar todo dinheiro do cara se não vou morrer ou ser preso?!? Por que não vou trair, se sei que minha parceira vai me perdoar se descobrir?!? Hmmm aquele cara eh meu concorrente... como nda vai me acontecer, posso ir lá e meter uma bala na testa dele e me livrar desses problemas q ele me tras!

    Excesso de liberdade e poder faz o mundo virar um caos! Em todos os sentidos... acho ateh q inventaram a religiao por isso... pq as pessoas ficam com medo de pecarem e irem pro inferno e isso acaba que controlando varios impulsos... e lembre-se o adulterio desde lah jah foi proibido... pq todo mundo sabe o caos que isso gera!

    E acho que as mulheres vacilam mto nisso... elas vivem perdoando traição... depois reclamam que são umas chifrudas de mão cheia! Pow o cara trai uma vez, a garota descobre... chora, chora, chora... e volta com o cara... o que o cara vai fazer qdo aparecer outra gostosa querendo dar pra ele? Vai trair de novo...

    Agora se na primeira traicao ele perdesse a mulher bacana que ele tanto amava... ele ia aprender a parar de pensar com a cabeca de baixo qdo tivesse num outro relacionamento, por tudo numa balança e ver que realmente naum vale a pena arriscar um relacionamento serio por uma noite de sexo com uma vagaba qualquer... por isso nunca perdoem a traição!!

    Por mais que largar a pessoa doa...

    ResponderExcluir
  21. Eu te confesso que sou meio conservadora nessa questão de relacionamentos e traição. Não dá mesmo pra esperar que o parceiro pegue o tesão e guarde no bolso, mas não tenho estrutura pra essas pequenas puladas de cerca...

    ResponderExcluir
  22. Namorido da Dama18/01/2009 11:00

    É, "minha" (hehe) Dama.
    Como esperado seu post agitou os leitores :)

    Gente, acho que um mundo em que as pessoas se dão a liberdade de conversar e chegar a entendimentos sobre qualquer assunto, inclusive sobre se e como pode deitar com outras pessoas, é melhor que este em que vivemos em que nada se fala e as pessoas fazem o que a sociedade espera, a "fidelidade de fachada" onde na verdade a mulher fica em casa enquanto o cara transa com quem quer (com ou sem preservativo) e fica indignado se a mulher resolver fazer o mesmo.

    Conversa franca e direitos iguais, caso a caso são "Mara"!

    ResponderExcluir
  23. Concordo com algumas coisas, discordo com outras. mas creio que o que vc escreveu tem muito mais a ver com LEALDADE do que com fidelidade.

    bjs

    ResponderExcluir
  24. Se esse é o futuro dos relacionamentos, sinceramente não sei. O que sei é que reconheço que estou completamente despreparado para viver um relacionamento assim. Não acho que a questão seja de posse, mas parece-me um sentimento natural que surge no casal de querer a exlusividade... e é um sentimento de todos, homens e mulheres...
    De qualquer forma, se estivermos todos errados, o tempo certamente se encarregará de concertar isso também. Até lá, mais importante que a fidelidade é mesmo a lealdade... ou seja, nada de apunhalar ninguém pelas costas. Se o casal concorda que é melhor e mais saudável conviver nesse estilo de relacionamento que você defende, ótimo para eles.

    Valeu.

    ResponderExcluir
  25. Dama,
    Pra mim seria difícil ter um relacionamento com tanta liberdade, embora não me veja como uma mulher possessiva. Mas é complicado dissociar fidelidade de sentimento de traição de corpo. Prefiro assim: se rolar tesão por outra, fique à vontade: vá, mas não volte...hehehe
    Um beijo

    ResponderExcluir
  26. Independentemente da convergência ou divergência das opiniões causadas pelo texto, quero aqui manifestar o meu máximo respeito pelo teu blog - não há muitos na blogosfera como este - de elevada qualidade e de extraordinária riqueza interior!!

    - ou me descubro ou me redescubro nos teus TEMAS, leio, assimilo e aprendo!


    um imenso beijão amiga!

    ResponderExcluir
  27. Independentemente da convergência ou divergência das opiniões causadas pelo texto, quero aqui manifestar o meu máximo respeito pelo teu blog - não há muitos na blogosfera como este - de elevada qualidade e de extraordinária riqueza interior!!

    - ou me descubro ou me redescubro nos teus TEMAS, leio, assimilo e aprendo!


    um imenso beijão amiga!

    ResponderExcluir
  28. Me desculpe. Não concordo contigo. Quando existe amor de verdade não acontece isso. Amor não é sentimento de posse nem de prisão. Amor é natural e a gente se sente bem com a pessoa e deseja estar só com ela.
    Achamos outras bonitas, sim. Mas nada além de um apreço.
    Isso, pra mim, é libertinagem, é pensar num relacionamento com base somente no sexo e uma falta de respeito. Desculpe, ainda sou das antigas, mas acho um absurdo isso!

    E você sabe que essa é a minha opinião, né? Respeito a sua e exponho a minha com todo respeito!

    Outra coisa: percebi que fui muuuuito mal interpretado em certo post e muita gente deixou de comentar no meu blog e passou a me metralhar. Fiquei profundamente triste e irritado com isso porque eu nunca desejei mal pra ninguém e, enfim. Não vou ficar me explicando. Mas sinto falta da sua presença lá no Andarilho. Foi alguma coisa?
    Enfim... só a saber. Eu também não concordo (como esse post) com muita coisa que você diz, nem por isso deixei de passar aqui e tirei seu link de lá.
    Se foi, dessa vez, mal entendido meu, desculpe. Só por preocupação mesmo!

    ResponderExcluir
  29. Racionalmente, isso é fácil de se entender e até de se imaginar viver, mas na prática, acho q n deve ser fácil assim nao.
    Admiro vc por conseguir lidar com isso tao bem. Parabéns!

    beijao

    ResponderExcluir
  30. Você é uma pessoa além de seu tempo, dama cinzenta! Por isso, algumas pessoas podem te entender, mas a grande maioria...
    Bjooooooooo!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  31. Ow, se vc soubesse o quanto fiquei com medo de que as pessoas me achassem uma boba... Acho que foi porque convivi muito tempo com gente superficial como essa praga que citei no post!

    Dama, meu bebezinho era a alegria da minha casa sabe, a minha mãe tratava ele como uma criança mesmo, ele não era normal de esperto sabe, fico lembrando de tudo o dia inteiro e não paro de chorar... cada cantinho da casa me lembra meu filhinho... é uma dor devastadora, juro ='(

    Sempre me senti muito solitaria e ele foi quem me distraiu todas as vezes que me senti sozinha e triste... Ele sentia e me fazia ficar melhor!

    Desculpa por desabafar com vc mas é porque realmente não tenho mais com quem conversar, as vezes fico me perguntando o que ainda faço viva sabe?!!

    É dificil viver assim, tento viver com um sorriso no rosto e falando coisas alegres, mas tem hora que a vida parece que se revolta contra minha felicidade, me arranca um soriso e fico aqui, desse jeito, destruida...
    e cada vez mais vou me desiludindo da vida e principalmente das pessoas ...

    Obrigada mesmo pela força, vc não sabe o quanto me faz bem!!

    ...

    O que me conforta é saber que ele já não está mais sofrendo...

    =D

    Um beijão!

    ResponderExcluir
  32. Concordo mas não concordo. Não acho que pode ser uma coisa prevista, combinada, mas não acho que se acontecer de pular a cerca é motivo para um término. Sei lá. É muito complicado.

    :*

    ResponderExcluir
  33. Oi Linda,
    Pois, eu compreendo o que dizes aqui, e realmente é um assunto muito delicado...mas não sei se será tao linear como o dizes... pq uma coisa é nós desculpar-mos uma situação pontual, agora fazer disso uma combinação logo de inicio de relação, estilo as relações abertas, nao sei, nao sei mesmo até que ponto isso funcionaria na nossa sociedade, com os nossos homens, com nos nossos valores, eu acho que sao muitas as variaveis e a longo prazo isso tratá outros problemas... sei lá, assunto sensivel este, acho.

    beijos

    ResponderExcluir
  34. Genial, daqui uns anos o que escrevestes será assim.
    E já é um pouco assim em grupos sociais minoritários, tens de guardar como prova de tua cabeça vanguardista.
    beijo

    ResponderExcluir
  35. A sensação que eu sinto quando descubro que minha parceira saiu com outra pessoa é indescritível nas palavras. Na minha mente, formam-se questionamentos que vão desde querer comparar o “tamanho” do bilau dele até sua desenvoltura geral na transa.
    Ainda não consegui desenvolver esse desprendimento que você e seu homem citam na crônica. Quem sabe os mil passos que você se encontra à frente da sua época chocam até mesmo pessoas como eu que já participou de ménage a tróis.
    Nem por isso deixo de admirá-la, mesmo não concordando com alguns trechos da cartilha que você professa.

    ResponderExcluir
  36. É...hoje dia exsitem várias fomras de relacionamente e a escolha vai da cabeça de cada um.
    o importante é sempre se sentir bem numa relação, não importa a forma!
    amei o texto.
    grande beijo

    ResponderExcluir
  37. Querida "Dama", eu gostei muito de seu posicionamento no seu último post, e concordo em parte com muitos trechos dele.
    Mas vim aqui mesmo para elogiar seu texto sobre a minissérie "Maysa" (que eu também amei e fiquei fanática). Achei incrível tudo o que você escreveu, de verdade!
    Achei-a uma mulher incrível também ,admirável, apesar de suas loucuras.

    Eu escrevi um texto no meu blog (hoje) falando sobre a minissérie também ,mas peguei a outra ponta da corda: falei sobre o descobrimento de novos talentos e como me impressionei com tudo da minissérie,e, sinceramente, não me identifico muito com a cantora, não.
    Somente num ponto, como você descreveu "Aquela alma angustiada, que ama e odeia a vida na mesma intensidade..", eu sou assim, muitas vezes, e também tenho vontade de chocar, de fazer doideras vida afora, mas sou uma covarde em relação a isso.
    Portanto, só tenho que dar parabéns a vocês, Maysa e Dama das Cinzas, por conseguirem expelir o que sentem por dentro.

    Adoro aqui!
    beijõões

    ResponderExcluir
  38. Eu acredito que todos os tipos de relacionamento podem dar certo, dependendo da peronalidade do casal. Já vivi relacionamentos tradicionais que deram certo e tentei viver um aberto, mas a pessoa não topou... Acho que cada casal deve definir quais as melhores regras de convívio em seu caso. Acho forte dizer que relacionamento tradicional não funciona pq conheço uns que funcionam. E tb discordo completamente de pessoas que dizem que relacionamento aberto é uma "bagunça". Eu só colocaria uma pimentinha a mais no seu post pra te fazer refletir: se vc diz que não acha justo querer controlar o desejo do outro, pq vc acha justo querer controlar os sentimentos do outro tb? A minha impressão é que o problema do mundo é que o ser humano quer controlar, independente do que seja. Relacionamento livre, na minha opinião, vai além da liberdade corporal. É vc saber conviver com o fato de que o ser humano é mutante e aceitar que ele pode sim, deixar de gostar de vc, se apaixonar por vc e por outra, amar vc e outra... Enfim, tdo é possível. Libertar o corpo, mas encarcerar um coração tb não tem lógica... Mas amor livre total é foda... Mesmo achando a idéia interessantíssima, eu ainda não tenho cacife pra encarar um não... Bjs

    ResponderExcluir
  39. Sou totalmente a favor da lealdade.
    Fidelidade é quase sempre hipocrisia.
    Tem gente que pensa eu posso e o outro não. Ridículo.
    Estou contigo e não abro.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  40. Adorei tudo aqui!!!

    Massa mesmo!!

    Depois confere o Blog Na Veia.

    www.naveiaprograma.blogspot.com

    Já estou te acompanhando.

    Super bjo!

    ;-)

    ResponderExcluir
  41. Oi Dama queridíssima!

    Passei hj apenas pra te agradecer pela presença, pelo prestígio e pela amizade... obrigado de coração pelos comentários e simpatia!!
    Te quero bem demais! =) Beijoca

    ResponderExcluir
  42. Acho que até comentei nesse seu outro post sobre traição. Gosto da maneira como você aborda o tema; gosto dessa ousadia expressa em textos e comportamentos. Já pensei bem diferente do que penso hoje. Já achei - e acho que muitos também já acharam - que seria impossível olhar para alguém com desejo, além do próprio namorado, marido ou afins. Vida que segue e a cabeça da gente - amém, mil vezes - muda. E muda, não raras vezes, tão diametralmente, que é impossível não reconhecer que somos seres latentes em todo o tempo em que nos é dado o direito de sê-lo. Assim, nada mais natural do que o desejo...e, por escolha também, a traição.
    Já não te leio há tempos. Gostei muito do post da Maysa. É curioso quanto é atemporal falar de Maysa.

    bjs. Veronica

    ResponderExcluir
  43. Vocês estão esquecendo uma coisa. Ainda que isso possa se tornar comum, sempre haverá quem prefira do jeito antigo. Do mesmo jeito que ainda hoje há quem se case para a vida toda (poucos) ou case virgem (menos ainda).

    Convém não esquecer tb que sentir tesão por outra pessoa, em alguma medida, é normal. Mas se acontece sempre, é sinal de problema.

    ResponderExcluir
  44. Em parte concordo, a sinceridade é sempre o melhor caminho em uma relação profunda. Mas me sentiria mal em uma situação assim...não costumo ter tesão fora do relacionamento, então, não tem muito sentido para mim abrir ao outro um espaço que não me interessa. Mas, para alguns este espaço é fundamental e isso tem que ser respeitado, sem dúvida. Cinismo né que não vale a pena.

    Em Algum Lugar do Tempo.

    ResponderExcluir
  45. Oi, Dama.

    Nossa, estou adimirada! Vc conseguiu me superar, bem mais "pra frente" que eu. Infelizmente sou ciumenta e não conseguiria ter um relacionamento aberto com alguém com quem eu gostasse. Já tive um namoro aberto uma vez, mas não sentia amar o cara que eu tava, gostava da companhia e gostava de conversar, mas nunca senti que eu o amava. Por isso pra mim foi muito fácil manter um namoro de um ano com ele, com ambos "pulando a cerca" sem ter que esconder do outro.
    Juro que quando eu crescer vou querer ser que nem você, segura, confiante e que realmente preza a liberdade. Isso é muito bonito!

    Beijos

    ResponderExcluir
  46. a grande verdade é que sentimento e tesão sempre andaram separados.
    Só que agora, escancarou....
    Maurizio

    ResponderExcluir
  47. Eu trair até que nem me importo mas não sou democrata nesse aspecto:))
    Polémica...é o que se quer em alguns espaços e a "discussão" estimula a mente à tolerancia.
    Fica bem!

    ResponderExcluir
  48. Querida, simplesmente agradeça por ter a seu lado alguém que banca tudo isso!!! Só isso já é um prêmio!!! Quantas(os) andam pela vida cumprindo tabelas????
    Beijo grande! Obrigada pelo carinho! Embora não te conheça, algo dentro de mim gosta muito de você!

    ResponderExcluir
  49. Comecei hj a ler seu blog,não me lembro onde encontrei só sei q estou adorando suas histórias...
    Vou terminar de ler todas (desse ano) e depois comento...

    BEijos

    Boa sorte,espero q vc consiga tudo q pediu para 2009!!!

    ResponderExcluir
  50. Eu até que concordo... mas acho que em algumas ocasiões isso não é o mais indicado, pois algumas pessoas não encaram do jeito certo, não sabem separar o emocional do fisico...
    Mas é claro que se algum dia eu achar alguém que tenha cabeça pra conseguir um relacionamento baseado na confiança nesse aspecto, não é coisa pra se desperdiçar...
    No entanto de certa forma isso não é muito importante pra mim... Acho que sou uma das poucas adolecentes que não encaram certas coisas como "essencial" n vida... sinto curiosidades extremas, mas depois de sacia-las não tenho mais vontade...Entende?
    Eu encaro a vida de uma forma diferente por enquanto...xD... cultivo o prazer pelas coisas extremamentes simples...
    Mas nunca se sabe o que pode acontecer....Tenho muita vida pela frente ainda...
    xD

    Super beijos...

    ResponderExcluir
  51. Pensar desse modo requer uma maturidade única, além de muita personalidade para colocar assim abertamente. Mas isso nao é novidade, uma vez que frequento seu espaço há algum tempo e sei que esse é teu jeito mesmo.
    Nunca tive relacionamentos abertos a esse ponto, mas concordo contigo que se for para "trair" alguem que seja de forma sincera em uma relação aberta, do que fazer pelas costas. Se tem vontade, que seja uma relação aberta de ambos os lados... isso é sinal de amadurecimento e crescimento.
    Isso se chama respeito... muitos chamam de respeito o ato de nao trair, mas respeito é o ato de nao enganar o parceiro, e nao enganar a si mesmo ao omitir uma vontade.
    Respeito pelo outro e por si mesmo é fundamental!

    Beijoooo!

    ResponderExcluir
  52. Dama
    Muito bom seu post !
    Sentimento e tesão podem andar separados, sim e como !! Ótimo mesmo, é conseguir juntar os dois.
    Bom é estar com alguém e não sentir necessidade de " transar" com outra pessoa.
    Tesão é coisa que dá e passa.
    Pode acontecer quando se está comprometido? Pode. Normal. De vez em quando.
    Agora, sempre ?
    Se acontece SEMPRE , é bom avaliar os sentimentos. Seria mais honesto ficar livre para VOAR com todos os outros ( a ).
    O problema é que estão usando o " relacionamento aberto" para o não comprometimento. Para o não amor. Para se ficar com quatro, cinco ao mesmo tempo. Aí não é relacionamento aberto, não é relacionamento, não é porra nenhuma.
    É um puta medo de AMAR. De se envolver. De conhecer o outro. De investir no outro. E com o medo vem uma porrada de coisa junta..
    Traição, fidelidade, infidelidade e outras coisitas mais são assuntos que serão discutidos sempre. Nos anos 40, 60, 90, 2 e tal...As relações mudam, mas os sentimentos são os mesmos.
    Relação e posse não são coisas que andam juntas. As pessoas é que andam umas com medo das outras.

    Adorei seu comentário. Aliás, sempre.
    Beijão

    ResponderExcluir
  53. Concordo contigo.
    Mas, como já disseram acima, requer SIM muita maturidade, mas não aquela maturidade que nossas mães e avós tanto pregam. É também uma questão de escolha...maturidade dentro da opção escolhida pelo casal.
    Se um lado não consegue, não há a mínima possibilidade disso existir.
    Eu(meu companheiro também) optei pelo relacionamento monogâmico mesmo, e sem nenhuma/qualquer possibilidade de encontro com outros corpos.
    Aqui, pelo menos no meu, é com lealdade e fidelidade também.

    Bjos doce, dama

    ResponderExcluir
  54. Adoreeeeeeei *-*!
    Realmente o futuro dos realacionamentos eh esse.
    A sinceridade de ambas as partes.
    Virei sua fã *-*

    ResponderExcluir
  55. bom, vc mesma já disse que somos almas gêmeas virtuais, então nem preciso dizer nada...

    deixo prá comentar mais no próximo!!!

    beijos

    ResponderExcluir
  56. Bem, soh posso dizer que enquanto a namoros naum concordaria com a idéia. Mas acho que em casamentos poderia dar mais certo, visto que eu naum me vejo fiel por toda a vida.

    ResponderExcluir
  57. Finlmente encontro alguém que pensa e exterioriza, como eu, essa opinião. Com toda esta bagagem que tenho, mesmo já tendo sofrido tudo quanto é tipo de dor de chifre, cheguei à conclusão que a fidelidade (ou aquilo que chamam de fidelidade), foi inventada por alguém (alguém humano, claro). E óbvio que para se tornar uma lei social, inventaram também que "deus quer assim". Porém, se deixarmos qualquer dogma de lado e analisarmos friamente, fidelidade (ou o que chamam de fidelidade) não faz sentido algum. Seria apenas admitir a "posse", mesmo sabendo-se que ninguém é de ninguém. Basta raciocinar. Abração!... Bia

    ResponderExcluir

Eu sempre vou respeitar sua opinião, mesmo que não concorde com ela. Então, por favor, respeite a minha!

Comente com civilidade!

Se seu comentário foi recusado, certamente a explicação está aqui:

http://confissoes-femininas.blogspot.com/2011/07/comente-com-educacao.html