quarta-feira, 11 de junho de 2008

Máscaras...

Possuímos coleções de caras
São tantas que às vezes
Não sabemos qual a que nos representa
Se até a da carteira de identidade
É ensaiada para convencer
O sistema que a nossa cara
É aquela colhida pela fotografia
A cara da rua protege a nudez
Da personalidade diante da caretice
Cotidiana
A cara da casa é descarada
Não há cara
Apenas um rosto em busca
De sua expressão verdadeira

(BAILE DE MÁSCARAS - do talentoso e querido ANGELO ALFONSIN)

Esse post fala de máscaras, mas não aquelas que utilizamos no carnaval, mas as máscaras que usamos no dia-a-dia. Invisíveis aos olhos, mas percebidas pelo sentimento. Necessárias para que possamos interagir sem tantos atritos.

Quantas máscaras nós temos? Alguns podem dizer que têm muitas, outros poucas e alguns somente uma. Eu diria que quanto mais máscaras um ser humano tem, mais rico de possibilidades ele pode ser. Pessoas com poucas ou uma máscara geralmente são rígidas na sua forma de pensar e agir!

Eu posso dizer que tenho várias. Aquela que utilizo no meu trabalho, para que meu modo de pensar um tanto diferente não choque aquelas pessoas bastante conservadoras. Tenho a máscara das reuniões sociais, geralmente ela é tão mais pesada quanto mais chato é o encontro. Diria mesmo que desenvolvi uma personagem através da qual me expresso de maneira que as pessoas não percebam meu tédio por estar naquele lugar. Enfim, tenho minhas máscaras para serem utilizadas sempre que o meu íntimo esteja sem sintonia com o exterior.

É importante ressaltar que as máscaras não devem ser usadas para esconder você do mundo. O ideal é que elas ajam como um filtro em que possa mostrar alguns nuances da sua personalidade e suprimir outros. No entanto, a maior utilização das máscaras é realmente para camuflar totalmente o que você acha que é ruim e mostrar apenas o que você acredita ser o correto, o aceitável, o "normal".

No nosso cotidiano encontramos várias pessoas, não filtrando, mas absolutamente escondidas atrás de suas máscaras. E essas pessoas geralmente provocam tédio e repulsa, porque se tornam seres absolutamente hipócritas e medrosos, aprisionados em seu mundo interior.

Na internet a utilização dessas máscaras fica extremamente fácil, tão fácil que normalmente os hipócritas, com problemas de auto aceitação, recorrem a apelidos e personalidades criadas, para expor um ser humano que absolutamente só existe em suas fantasias. Eu morro de medo que isso aconteça comigo, já que uso o apelido/máscara de Dama de Cinzas. Meu namorado está sempre lendo meus posts e frequentemente estou perguntando a ele se o que escrevo está distante do que sou. Essa é uma neura que tenho ao escrever. Ainda bem que a resposta dele me acalma, sou muito crítica para não deixar a Dama de Cinzas virar um ser com vida e pensamentos próprios, quero que ela seja apenas um canal por onde expresso minhas opiniões.

Interessante é que quando a gente lê um texto que tem verdade em suas linhas, em que a pessoa não fantasiou, "viajou", se escondeu, a gente percebe rapidamente e causa empatia. Nos blogs que leio e nas pessoas que me comentam, sinto isso claramente. Tanto que algumas pessoas vão se tornando íntimas da noite para o dia, sem você nunca ter tido um contato visual ou auditivo com aquela pessoa. São sutilezas que só o sentimento consegue captar. Eu poderia citar essas pessoas aqui mas tenho certeza que elas irão se reconhecer nesse parágrafo.

Tristeza é você deixar suas máscaras ficarem tão pesadas e tão grudadas na sua face que já não consiga mais tirá-las ou diferenciá-las do seu rosto.

Como estão suas máscaras? Você tem cuidado para que elas tenham aberturas o suficiente para que as pessoas te vejam?


OBS: Gente, eu tenho recebido vários selos/homenagem para meu blog. O último foi da Nathália, que por sinal já é o segundo que ela me presenteia, e tantos outros leitores do meu blog já me deram e eu fico verdadeiramente agradecida a todos vcs que me oferecem esse símbolo com tanto carinho! Só peço desculpa porque tenho um certo bloqueio para fazer posts desse tipo, fico com medo de esquecer alguém importante. Então prefiro dar em retribuição a minha atenção e carinho, visitando e comentando seus posts.

57 comentários:

  1. É campeão ! a minha máscara predileta é a do Zorro, porque encobre os pés-de-galinha, também gosto da língua pra fora diante dessa realidade estúpida e careta.
    Aqui oh!
    Por favor, estou adoentaaaaaado, vai lá e põe 50 comentários de sua auuuuuuuuutooooooriaaaaa.
    bom dia minha Dama querida, disponha desse seu servo.
    beijão

    ResponderExcluir
  2. Olá! Antes eu tinha criado um apelido para usar na net, me apelidei de Dita e com um tempo a Dita viveu em mim ao invés de eu viver nela... rsrs

    hj eu tento usar menas mascaras possiveis.. tento demonstrar a minha opinião para todos independente de quem for só q eu doso os argumentos para não chocar uns mais do q os outros...rs

    ResponderExcluir
  3. Não adianta máscara para quem tem uma gota de sentimento, uma gotícula de sensibilidade, naquinho de coração descobre o tamanho da cara de pau sob a máscara de carne.
    E pior engana-se a si próprio, a cara de jacarandá, tem de dizer o que sente por pior que seja o resultado como sou completamente louco digo nem que me prejudique.
    Não tenho paciência para tapinha nas costas e sorrisos para quem sequer sei de quem se trata ou joga limpo ou jogo na lata de lixo.
    Não suporto sorriso de vendedor ou negocista, digo de saída sofrer de uma esquizo desconhecida e sou perigoso, uma arma letal para quem convive comigo.
    Hipocrisia, cinismo não !, a vida é efêmera, uma passagem que às vezes se tem de descer antes do fim da linha , por isso ou estenda a mão, os braços e o corpo ou vire as costas.
    beijo

    ResponderExcluir
  4. acho que as mascaras são inevitaveis, na adolescencia criei tantas que me perdi no meio delas e no fim percebi que sendo eu mesma ainda teria muitas facetas!
    No fim a vida e assim ela pede que vc tenha mais de uma mascara para conseguir lidar com as circunstancias inusitadas que nos encontramos diariamente!
    adorei o post! té mais!

    ResponderExcluir
  5. È,acho que entendo o que diz,...as vezes me condundo se sou eu interpretando o "Maldito" , ou se é ele que controla os fios,...
    sr5rsrs
    Inté!

    ResponderExcluir
  6. MAs do que uma faceta pra nossa vida as mascaras servem de apoio para decisões ousadas, que não temos coragem de assumir de alguma forma.


    Eu tenho a minha e qdo a uso, acho que nem eu me reconheço!
    Beijuuu Dama!

    ResponderExcluir
  7. Estou passando por uma fase de reconhecimento que é muito condizente com esse post seu. Durante toda a minha vida eu formei conceitos (máscaras) sobre mim, virei um ser mitificado pra mim mesma e pra todos que me rodeiam... Há algum tempo eu venho descobrindo o quê, disso tudo, realmente tem a ver comigo e o que são as máscaras. Cheguei a conclusão que o melhor não é me desfazer delas mas saber usá-las sem que elas me atrapalhem saber quem eu realmente sou.

    Seu post me esclareceu...

    Beeijo!

    ResponderExcluir
  8. Olá Dama de Cinzas,acabei de ler o seu comentário, obrigada é só o que posso dizer
    Agora sobre o tema
    Pois...pois...aiiiiii que este doi...pois...e não vale com mascara certo?
    Pois...ora bem...é só um bocadinho...pronto já está tirei a mascara de hoje - fortaleza,confiança e osso duro de roer
    Bem depressa aprendi que uma mascara no bolso dá sempre geito.
    Por ter um temperamento socialmente bem disposto começei por ser rotolada como bobo da corte,nunca era levada a sério quando mostrava desagrado então atropelamentos emocionais,evasões ao meu espaço até às violências psicológicas foi um cesto cheio
    Hoje 43 anos,sou o que se pode chamar-uma cabra boa- eheheh
    Eu explico até sou uma gaja fixe, porreira ideias arejadas,gargalho sem pudor como uma criança,dou o peito a tudo o que é novo que a vida me pode dar,roço a fronteira do atrevimento sem deixar as boas maneiras
    Mas...há sempre um MAS certo? Quando eu digo CHEGA BASTA é melhor ficar por ali
    Por norma quem me conheçe e tem que lidar comigo utilizo uma expressão que obriga de imediato a recuarem.
    Com um sorriso de cabra (isso mesmo)olhos bem fixos digo - Oi já estivemos a falar melhor amigo(a)- faço aquele silêncio e com novo sorriso - vamos rebobinar e começar de novo?
    É a minha mascara preferida, já que de sacana não tenho nada
    ...só um bocadinho...pronto já está a mascara de dona de casa estremoza é que agora vou cozinhar um bocadinho...chatice
    Nunca deixe de ser quem é
    Abraço até esse lado do mundo

    ResponderExcluir
  9. Dama,

    Lendo seu pôster eu fiquei pensando se o ideal não seria todo mundo ter um estoque de máscara, sabia? É sério! Sabe por quê? Não podemos tratar todo mundo igual, nem ninguém faz isso. Não será hipocrisia dizer o contrário? Pasme! Eu trato cada um de um modo particular, pois ninguém é igual, concorda? Esse é o único jeito de lidarmos com a adversidade, creio!

    Sou brincalhão? Sim, mas não o tempo inteiro.
    Sou paciente? Bastante, mas não com determinadas situações.
    Sou responsável? Um bocado, mas como todo mundo, ás vezes, deslizo.

    O importante, acho, é estocarmos as máscaras do bem e nos esforçar para usá-las por mais tempo, ao máximo! Por que não o tempo inteiro? Porque ás máscara de “bravo”, de “stop”, de “limite estourando” ... essas e outras também devem ser usadas de vez em quando, caso contrário você está sujeita a usar a força a máscara de “boboca”. Aliás, eu uso essa em algumas situações, é um artifício, tem casos que precisamos vestir a máscara de “desentendido” para evitar se desgastar, não é mesmo?

    Eu não uso apelido no blog, nem no meu orkut, nem no MSN, mas, como todo mundo, uso minhas máscaras. Vale dizer isso para sua reflexão, não é?

    ResponderExcluir
  10. Nova aqui tudo bem? Mascaras todos usamos. No meu blog eu não coloco meu nome. Por que? Moro em cidade pequena e não quero que me enternem. Rsss.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  11. Ahh o ruim é quando elas aparecem de forma involuntaria sabe? Do tipow, tu conhece o cara pela primeira vez e naum quer dar bandeira, ou tem vergonha de falar besteira e passa o tempo todinho fingindo-se de submissa e engraçadinha. Isso muito acontence comigo.

    ResponderExcluir
  12. Excelente post!

    Pois é, já me peguei pensando mto nessa coisa de realmente ser uma pessoa e se mostrar outra pro resto... Mas acho q o importante não é como vc se mostra, e quem realmente é (e f... o resto... hehe... brincadeira...)!

    Obrigada pelo parabéns!

    Bjus!

    ResponderExcluir
  13. Eu mesmo uso a máscara de 'Mário' pra sociedade. Sempre fui Mau Camus Oliveira; Uso o 'Mário' no trabalho e em relações mais formais (até já escrevi sobre isso, mas, não lembro em que postagem). rs
    Quanto ao comentário que fez no meu post, confesso que fiquei curioso com sua história. Verdadeiramente curioso! hahaha
    Adorei sua visita, milady. Volte sempre!

    Bjos

    ResponderExcluir
  14. Primeira pessoa que vejo que coloca as máscaras numa posição não tão massacrada como sempre se ler por aí, porém, tu manténs a idéia de que tanto usá-las, acabamos por absorver um pedaço que não somos e sim, que fantasiamos ser.

    O texto do Angelo Alfonsin, sensacional. Simples, limpo e ao mesmo tempo, intrigante. Talentoso é pouco.

    Gostei muito do seu blog que já tenho a certeza que não sairei daqui. =]

    ResponderExcluir
  15. Melhor, Dama, seria não precisarmos usar máscaras. Querendo e necessitando nos adaptar a tudo e a todos temos que usar da hipocrisia (usando máscaras) para conviver com os hipócritas. Podemos assim, não proceder, mas se não procedermos, não conviveremos e até não viveremos. Então, dá-lhe máscaras...
    Também tenho e uso as minhas.
    Bj.

    ResponderExcluir
  16. até a nudez é uma máscara...é um figurino. quando nus estamos representando também um personagem.

    somos seres multifacetados...graças a deus!

    mariah

    ResponderExcluir
  17. eu no momento estou tentando restaurar minhas mascaras, estou verdadeiro demais e pagando um alto preco por isso preciso de novas mascaras

    ResponderExcluir
  18. Lembrei de uma música com esse post "É minha cara, eu mudei minha cara... mas por dentro eu não muuuuuuudo" ... (conhece? rs)

    Tenho uma máscara para o serviço, outra para passeio no parque com o cachorro, outra para conversar com a minha irmã adolescente e assim vai. Temos que nos adaptar a tudo e só tendo várias máscaras e (todas?) ou pelo menos a maioria com um sorriso estampado no rosto.

    Bjãooooooo =*

    ResponderExcluir
  19. Muito lindo esse negócio de máscara,eé verdaade neh?! Eu sou uma na escola,outra no treino,nas festas eu sou outraa..e por aí vaai..

    Beijos.

    ResponderExcluir
  20. Enquanto almoçava estava pensando no seu pôster, e quer saber? Temos dentro de nós todas as máscaras possíveis, só que optamos por não usar algumas. Isso também é válido, não acha?

    Beijos.

    ResponderExcluir
  21. lendo seu post agora nunca tinha parado pra pensar, realmente, mesmo ñ querendo, temos muitas máscaras, seja no trabalho, relacionamento, dentro da própria casa, etc ...

    bJos

    ResponderExcluir
  22. Isso é um absurdo... dizer que usamos máscaras? Eu, por exemplo, nunca usei uma máscara em toda a minha vida!!!
    (usando minha máscara hipócrita cara-de-pau)

    Quem nunca as usou que atire o primeiro meteorito!!! rs...

    Beijão (usando minha máscara transparente)!

    ResponderExcluir
  23. "Pessoas com poucas ou uma máscara geralmente são rígidas na sua forma de pensar e agir!"

    Falou e disse tudo nesse trecho!
    A resposta de mtas perguntas minhas, não consigo ter mtas máscaras e por isso ja me prejudiquei tanto, principalmente no trabalho!
    Tenho que tentar usar outras máscaras né!
    Texto perfeito!

    Beijo*

    ps: Tem post novo!

    ResponderExcluir
  24. Só não podemos nos perder em nossas mil faces...
    ... e a verdade é só uma, qualquer mascara que se use é um reflexo de algo seu. è importante interagir com as pessoas, isso nos faz tão seguros de nós mesmos que acabamos nos mostrando sem mascara alguma.
    Mascarados ou não, sejamos felizes e verdadeiros sempre!!!


    P.S.: As vezes eu me pego pensando nisso, como pode que acaba-se sempre criando um laço entre as pessoas pelo blog! As vezes me assusto com o poder de integração entre as pessoas!!

    >> BjaUm! <<

    ResponderExcluir
  25. Infelizmente no nosso dia-a-dia sem querer usamos mascaras, é algo tão ´´comum`` que mesmo sem perceber já estamos sendo falsos com nosco e com os outros...
    Bom vamos nos policiar mais e tentar ser o mais sincero possivel PRNCIPALMENTE COM NÓS MESMOS!!
    Grande abraço
    Amei aki
    vou voltar sempre pode ter certeza bjim fica com DEUS

    ResponderExcluir
  26. Oi fofa! Te achei por ai. Nossa SEU BLOG É DELICIOSO DE LER.
    oK. qUEM NÃO USA MASCARAS NÉ?
    a TODO MOMENTO. iMPOSSIVEL NÃO USAR.

    BEIJOS.

    ResponderExcluir
  27. Oiee primeira vez que venho aqui e amei parabéns
    Bom mascara todo mundo usa mesmo sem saber é tudo tão automatico hoje em dia... é triste mas infelizmente existe
    bjim fica com DEUS
    Parabéns aqui é show

    ResponderExcluir
  28. As máscaras são realmente essenciais na nossa vida. Sem elas, jamais haveria uma convivência 'harmônica' entre as pessoas. Pra cada tipo de ambiente, uma máscara. Assim que costuma ser. Mas temos que tomar cuidadeo mesmo pra não exagerar e usar com pessoas erradas!
    Adorei o post! Gosto muito de discutir sobre esse tipo de assunto. Vê-se pelo meu post anterior, que tem a ver com esse seu. As máscaras nada mais são que a hipocrisia humana.
    Beijos

    ResponderExcluir
  29. Tenho várias máscaras, mas, como você disse, as uso para não chocar tanto as pessoas ou então para conseguir não ser tão anti-social quanto, às vezes, gostaria de ser. Mas nunca as uso para me esconder de ninguém.

    Muito bom esse teu post!
    Beijo!

    ResponderExcluir
  30. somos assim mesmo... um conjunto de mascaras...
    O pior é quando queremos usar a mascara do outro.. isso é que atrapalha o desenrolar do espetaculo.!confunde..

    ResponderExcluir
  31. Oi Dama! Como vai?

    Sabe o que eu penso, Dama?! Qua a maior de todas as nossas máscaras é o egoísmo. Na sociedade em que vivemos nos vemos impulsionados a ser egoístas. Decorrente do instinto de conservação, o egoísmo sempre esteve presente em nossas vidas. Na verdade o egoísmo não seria bem a máscara, mas talvez a hipocrisia. Somos hipócritas ao dizermos e ao tentarmos esconder o nosso egoísmo, não é mesmo?

    Abraços!

    ResponderExcluir
  32. Temos que ter máscaras.
    A vida direto na carne machuca muito!
    bj

    ResponderExcluir
  33. Bom, eu tenho algumas máscaras, sim. Mas não servem para me esconder do mundo.
    Durante a minha vida inteira, as pessoas olharam para mim e, pela aparência, acreditavam já me conhecer. Comecei a questionar-me se um rosto e um corpo bonito eram tudo e qual a importância de uma imagem diante do tanto que aquele ser humano significa.
    Sabe, acredito mesmo que uma mulher bonita é uma mulher inteligente.
    Tenho mais outros dois blogs na internet, e identifico-me neles. A recepção é diferente, tenho mais vistantes do sexo masculino e noto que o teor das mensagens é diferente.
    Com os Olhos Pretos posso desenvolver mais próximidade e mais realidade, porque sei que quem me visita, o faz por gostar do que escrevo e não por minha beleza.

    Feliz dia dos namorados, menina!
    Adoro visitar-te, sempre.

    ResponderExcluir
  34. A questão das máscaras é usar sem se identificar... senão já era. Fica quiném o sujeito que é juíz no trabalho, em casa, no churrasco com os amigos, etc, etc. Viver sem é impossível, pelo menos fora de um hospital psiquiátrico. Na net realmente a facilidade de mascarar é muito maior... o que acaba com a maioria dos relacionamentos "digitais" quando pulam pro mundo real.
    Bjo!

    ResponderExcluir
  35. Utilizo minhas máscaras muito mais no mundo real do que no virtual. Aqui costumo revelar o que realmente sou...


    :*

    ResponderExcluir
  36. Acho que durante toda nossa vida experimentamos várias personalidades. Agimos diferentes de pessoa pra pessoa e em diferentes ambientes, posturas diferentes. Essa diversalidade é o que mais gosto no ser humano...
    Não acho que usar máscaras é sinônimo de ser falso, como afirmam algumas pessoas.

    ResponderExcluir
  37. Muito bom o texto, mais uma vez!

    Como vc diz, as máscaras devem servir apenas como um filtro !

    Percebi q vc e meu amigo Fábio estão se dando muito bem, né?

    Beijos

    ResponderExcluir
  38. Pois olha, pelas minhas contas, me perdi nas máscaras faz tempo...

    ResponderExcluir
  39. Durante muito tempo eu usei o nick de Cinderela porque queria muito ser essa princesinha, quando me equilibrei passei apenas a usar Jade, uma referência a cor dos meus olhos.
    Quando comecei a ler o post já pensei que quanto menos máscaras eu tenho usado, mais anti-social eu fico, porque pouca gente aceita a nossa cara real!!
    Enfim, prefiro diminuir o número de máscaras, porque senão fica muito pesado de carregar... hehehehe!!
    Ótimo post!!
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  40. acho que mais hora menos hora
    todo mundo veste uma máscara,
    por ex quando tem que fazer cara bonita pra algo q não gosta.
    Eu particularmente nao gosto de máscaras e não as uso, pelo menos tento, sou sincera e transparente o máximo que posso, vivo bem assim.
    o problema é q tem gente q veste algumas máscaras e qdo a gente vai ver c meteu com gente errada, ou sei lá.
    é perigoso esse assunto aí
    tem que ficar esperto
    e falando sério
    pra mim transparência é tudo!
    beijooo :*

    ResponderExcluir
  41. Bom dia, minha Dama querida, senti sua falta.
    Há 3 tipos de vacina a da terceira idade que já tomei pra não chegar lá, embora...........
    A da juventude que não me faz mais efeito, mas tomo todo dia.
    E a do beijo estalado que te dou agora, a única que me cura.
    beijo

    ResponderExcluir
  42. Dama, os seus posts são extremamente autênticos e mexem com a gente.
    Não se preocupe em saber se os outros vêem verdade no q vc escreve, pq as suas palavras fluem de uma maneira tão clara q é impossível nm perceber a nitidez dos seus sentimentos.

    Bjks

    ResponderExcluir
  43. Dá que pensar... É a realidade, em parte! Gostei mesmo!

    ResponderExcluir
  44. “Aquilo tudo que é profundo ama a máscara. As coisas mais profundas têm mesmo um ódio à imagem e ao símbolo. A antítese não será um disfarce adequado de que se serve o pudor dum deus?" Já dizia Nietzsche... será necessário haver aberturas suficientes para que as pessoas nos vejam? Então, para quê serviria a máscara? O fato é que um dia, inevitavelmente, a gente se mostra. E quem viu, viu. Quem não viu, paciência! :D

    ResponderExcluir
  45. Fiz de mim o que não soube
    E o que podia fazer de mim não o fiz.
    O dominó que eu vestia era errado.
    Conheceram-me logo por quem não era e não desmenti, e perdi-me.
    Quando quis tirar a máscara,
    Estava pegada à cara.
    (FP)

    acho que ele escreveu algo assim mesmo... o que é a mais pura das verdades... será que esta sou eu, ou esta é a que quero ser?

    beijos

    ResponderExcluir
  46. ter mascaras é horrivel... e o pior é q a gente sabe que as mantemos!!!

    ResponderExcluir
  47. Máscaras, caras, papéis sociais, tudo em um...faz parte! Ocorre de falarem muito pejorativamente de máscaras, como disfarce. Não consigo ser tão extremada em relação a isso. Mas o fato é a existência de muitas, muitas atuações, muitas máscaras, muitos papéis sociais a serem desempenhados, a criatividade e a necessidade humana fazem esses artifícios se proliferarem infinitamente. Adoro!

    ResponderExcluir
  48. Nessa de usar máscaras, muitas pessoas acabam se perdendo...

    Esse post, realmente, faz pensar.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  49. máscaras...
    é mais complicado do que parece,
    e essa consciência de estar "mascarado" nem sempre é tão fácil de ter...
    aquela questão cíclica,
    até o falar de máscaras pode ser uma máscara,
    até a confissão pode ser um pecado...

    eita...
    talvez seja por isso que tem tanta gente pirando...

    b.e.i.j.o.s.

    ResponderExcluir
  50. concordo que devemos ter uma máscara como filtro pra que para se mostrar ou omitir nuances e características da nossa personalidade pra algumas pessoas.Mas sem fugir do que realmente somos.
    adoro os seus textos!!!sempre vc escreve algo a se pensar
    bom find

    ResponderExcluir
  51. seria tão simples se elas não exisitissem, só assim não nos enganariamos com certas carinhas de anjo que na verdade são mesmo cobras najas...

    ResponderExcluir
  52. Que delícia de abordagem Dama, perfeito...
    Sim! Possuimos máscaras para lidar com diversas situações do dia-a-dia, das suspresas, das batalhas, algumas tristezas e algumas alegrias...Assumir que tem e usa máscaras é talvez a atitude mais sem máscaras que possamos ter.

    Beijo de ótimo fim de semana...

    ResponderExcluir
  53. A Tâ me avisou que tinha blog bom que eu ainda não conhecia, aí vim correndo... rs. E o teu post serviu de pano de fundo pruma discussão filosófica que estávamos tendo :-P
    E sobre o tema, penso que a gente até que tenta minimizar o volume de máscaras que usamos no nosso cotidiano, mas as situações são tão variadas que acabamos tendo, obrigatoriamente, que criar e recriar nossas máscaras. E eu acho isso uma temeridade - pq se uma máscara criada já é ruim de tirar, imagina quando temos que recriá-la? Eu, pessoalmente, já tive que botar máscaras onde antes não existia (mas cabia), por puro instinto de sobrevivência... :-P
    Bjinho, Dama!

    ResponderExcluir
  54. Quero acreditar que sim, sabe, eu cansei de valorizar amizades superficiais.
    Nós aprendemos muito com a vida, passamos a enxergar melhor com a ajuda do tempo, ele nos dá o discernimento para sabermos diferenciar quem usa máscaras para filtrar o que deixa exteriorizar e quem usa pra se camuflar.

    Mas eu vou aprendendo...
    Tô evoluindo...

    Bjs

    ResponderExcluir
  55. Oi, Dama das Cinzas, gostei muito deste post. Particularmente, a minha variedade de máscaras depende da época. Mas acho que a gente só a gente mesmo, na real, verdadeiro, qdo é feliz.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  56. Bom, a Pitty já cantava:

    "Tira, a mascara que cobre o seu rosto
    Se mostre e eu descubro se eu gosto
    Do seu verdadeiro jeito de ser
    ...
    O importante é ser você, mesmo que seja, estranho
    Seja você, mesmo que seja bizarro bizarro bizarro
    Mesmo que seja, estranho, seja você, mesmo que seja"
    Máscara - Pitty


    Bom, antes tarde do que nunca, não ando aparecendo por falta de tempo mesmo. No trabalho nem sempre tenho tempo disponível, isso depende do volume do trabalho, e certamente se eu negligenciá-lo para escrever, não o farei nunca rsrsrs.
    Mais uma coisa, o último post não foi meu, foi da Verônica, minha amiga, como você já deve ter percebido, somos em 4, e identificamos os escritos pela assinatura e pela foto. Não vá pensar que eu escrevo pelos 4, rsrs.
    Vou postar, nem que seja atrasado, meus comentários metidos...rsrs.
    Quanto a esse, sobre MÁSCARAS, é um assunto muito interessante, acho que muitas pessoas usam máscaras, eu não sei bem se eu tenho algumas, ou se uso apenas a mesma, ou talvez duas. Mas eu costumo dizer que sou a mesma pessoa nos mais diversos lugares. O que acontece é que depende da pessoa com que você está, as vezes uma companheira de estudos não conheça a nossa disposição para a balada e vice-versa, o que não quer dizer que eu esteja usando máscaras. Acredito que quem convive comigo por um pouco mais de tempo, percebe as minhas diversas faces, gostos e predisposições. Sendo assim, ainda acho que sou igual em todos os lugares. Mas sou adepto da mentira social, acho que mentir para não magoou em algumas situações não faz mal. Não que eu minta toda hora nem que compactue com isso, pelo contrário...sou avesso a mentiras e mentirosos...
    Eu ia perguntar se você não usava a Dama de Cinzas como máscara, mas nem bem formulei meu pensamento você estava falando exatamente nisso. Talvez isso seja até um pouco perigoso, pode dar um nó no cérebro se tu usar a Dama só como válvula de escape, porque o ideal seria usar um pouco de você mesma no dia-a-dia e um pouco de Dama, isso é o ideal, o equilíbrio. Até porque as duas são você, e isso pode se tornar muito complexo, a troca de você para outra você em determinadas situações, só não pode deixar que quando está com uma máscara você aja apenas de acordo com ela, porque pode dar problema..rsrs.
    Quanto as pessoas que eu não gosto, sempre acabo me afastando delas, ta certo que se for parente ou conhecido as vezes você tenha que usar a máscara do agrado mesmo quando não está se sentindo agradável, ou quando vai suplicar emprego, usar a máscara da autoconfiança, já tão destroçada pelo desemprego contínuo. Ou ainda a máscara do queridinho, do bem educadinho que as vezes somos obrigados a usar em confraternizações familiares cujas pessoas, apesar de serem parentes, são mais estranhas do que seus amigos. Digamos que essas são máscaras “sociais”, rsrs. Mas eu acredito que só consigo usá-las porque são momentâneas, porque dissimular por muito tempo exige muito treino e habilidade, talvez não para os políticos, mas para mim sim. Rsrsrs.

    "E se algumas almas humanas, singularmente dotadas e de percepção sensível, se levanta a suspeita de sua composição múltipla, e, como ocorre aos gênios, rompem a ilusão da unidade personalítica e percebem que o ser se compõe de uma pluralidade de seres como um feixe de eus, e chegam a exprimir essa idéia, então imediatamente a maioria as prende, chama a ciência em seu auxílio, diagnostica esquizofrenia e proteje a humanidade para que não ouça um grito de verdade dos lábios desses infelizes."
    Livro:
    O Lobo da Estepe - Herman Hesse.

    Acho que era isso Dama!

    Bjoks!

    Fábio.

    ResponderExcluir

Eu sempre vou respeitar sua opinião, mesmo que não concorde com ela. Então, por favor, respeite a minha!

Comente com civilidade!

Se seu comentário foi recusado, certamente a explicação está aqui:

http://confissoes-femininas.blogspot.com/2011/07/comente-com-educacao.html