domingo, 10 de julho de 2011

Como você se imagina no futuro?


Sim, essa pergunta é um plágio total do programa Saia Justa. Nada como um bom tema importado, para quem anda sem tesão de postar... rs. Gente! Como pensei nessa pergunta e a resposta dos participantes me fez pensar ainda mais.

Para quem não conhece, o Saia justa, nesse programa, foi composto por quatro pessoas e vou escrever aqui o resumão da resposta de cada um, depois a minha análise sobre as respostas.

- Mônica Waldvogel - Disse que temia, mas achava que ela estaria do mesmo jeito, já que o modo dela fazer as coisas não muda, blá, blá, blá...

- Teté Ribeiro - Disse que que quer o projeto "véia doida", quer se libertar dos padrões e das cobranças sociais, fazer o que quiser depois de uma certa idade...

- Léo Jaime - Fazer algo na carreira que ele diga "Nossa isso aqui era o que eu buscava". Algo que o realizasse completamente.

- Camila Morgado - Disse que sonha com o comercial de margarina, a família linda, todos felizes, de branco, sorrindo em volta da mesa, com a vida perfeita...

Claro que os participante responderam com uma boa dose de humor. Mas muitas vezes me pego pensando no futuro. Aliás penso mais no futuro do que no passado. Ele me preocupa mais, porque é algo que pode ser alterado de acordo com nossas ações atuais. O passado está lá, imóvel, só serve como experiência.

Como me imagino no futuro? Nada legal! Sério! Tenho um medo da velhice que é mesmo uma a fobia e não tem como falar do meu futuro, atualmente, sem falar de velhice, porque não tenho mais 20 anos. Então tenho medo de ficar esquecida num porão qualquer da vida. Assim, aquela pessoa sem amigo, sem família, sem filhos, sem marido, sem saúde. Porque minha vida atual já anda meio assim. Então achar que isso vai melhorar com o passar dos anos, seria uma visão meio Pollyanna da situação. Não é ser pessimista, é ser realista! Concordo que não ando numa fase que propicie ao otimismo... rs... Então creio que nesse ponto me identifico com a Mônica Waldvogel, infelizmente.

Por outro lado, tenho o grande desejo de realizar algo que diga que foi aquilo que vim fazer aqui nesse planeta. Algo que me orgulhe, que possa na hora de morrer dizer que a vida valeu a pena por conta desse feito. Isso ainda não aconteceu. Apesar de ter realizado muitos sonhos, não tenho a sensação de ter feito algo realmente importante. Inclusive nessa fase de vida que estou, tenho uma vontade louca de parar com tudo que ando fazendo e tentar outros caminhos, outras formas de satisfação. Tudo anda muito estagnado para meu gosto. Sinto que a vida anda funcionando como uma engrenagem velha e sem óleo. Nesse ponto me identifico com o Léo Jaime, preciso realizar algo de que me orgulhe.

Não sonho com comercial de margarina. Acho algo distante demais da realidade, e tudo que me parece inverossímel, é algo que não merece muito minha atenção. Gosto de sonhar com coisas possíveis. Então o sonho da Camila Morgado não faz parte do meu universo.

Ser uma "véia doida" é algo que tenho pensado demais. Até marquei uma idade para dar um belo chute em algumas convenções e rituais femininos que as mulheres seguem e que me cansam profundamente. Então queria muito ser a "véia doida"! A Mônica disse no programa que esse é um projeto que se começa agora, para quando estiver velha poder ter as bases para colocar em prática, que não se enlouquece de uma hora pra outra. Concordo e acho que nisso já ando praticando a vida toda, sempre na contramão de tudo, sempre me sentindo uma estranha, acho que não vai ser difícil em um determinado momento romper com muita coisa que me incomoda. Nesse ponto o projeto da Teté Ribeiro é tudo de bom! O que mais me fez bem em pensar!

E você? como se imagina no futuro?

P.S: Para variar o Blogger está dando erro direto, principalmente quando vamos comentar. O jeito que encontrei de burlar isso é recarregar a página quando der erro, aí o comentário entra. Mas é bom copiar o comentário antes de mandar, porque a coisa tá feia... rs

43 comentários:

  1. O meu sonho de velhice é ter uma família grande, barulhenta com filhos e neto para pertubar bastante... Mas o fato é que começo a pensar que no máximo o que vou ser na minha velhice é uma veia ranzinza, implicante e que se permite falar o que quizer e fazer o que quizer, serei uma veia doída rsrsrs...

    Ah, a vilhece... também tenho medo dela, meu maior medo é me tornar uma pessoa amarga, chata eu já sou, mas não sou amarga, tenho medo disso, de ficar dura, fria, passar de ranzinza a amarga, perder a ternura que faz as crianças gostarem de mim e eu gostar das crianças...

    Não quero passar a vida toda levando porrada, mas também não quero endurecer... Sei lá... Como é chato não ter uma vida normal, não está namorando com o cara mauricinho certo tendo certeza de um casamento comum... e um lar de comercial de margarina... Fico olhando as meninas da igreja, seus namoros que viram noivados, suas vidas de recem casada, seus filhos (meus sobrinhos) nascendo.... como elas desenham suas vidas e olho para mim sem namorado, sem pespectivas afetivas... Aff... como sou dramatica rsrsrs

    Cheros Dama... De toda forma a velhice é sempre uma incognita, não vamos nos aperrear com isso.

    ResponderExcluir
  2. Oi Dama,
    Olha acho que meu futuro hoje terá mais qualidade que se minha cabeça fosse a de tempos atrás.
    Só preciso mesmo cuidar para que minha saúde não se perca. De resto nao temo solidão nema velhice.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Ih, Dama, o q o Schopenhauer aqui dirá, desmoronará ou não levaram a sério(os q lerem).
    Quem tiver curiosidade em saber sobre minha situação, q olhe o post, "Diógenes de Sinope", no blog dos delírios.

    Creio q viverei no máximo por mais dois anos, então não passarei dos 57 anos. Com 55 anos, não me sinto um velho, apesar da barba branca e dos cabelos um pouco grisalhos.
    Portanto, não me vejo num futuro.
    Futuro: mendigo de rua, residindo num asilo, morando de favor com alguém...

    Mesmo se eu tivesse grana e objetivo, temeria a velhice. Isso mesmo, velhice é fria, eu penso!

    O único objetivo q apareceu pra mim, nestes últimos tempos , foi a LL.

    Abraços, Dama!

    ResponderExcluir
  4. Gostei de vir aqui e de encontrar temas provocativos, penso muito no envelhescer e me imagino daqui ha alguns anos ainda muito ativa,prestando consultoria pos aposentadoria,com o blog repleto de visitas,seguidores e parceiros lucrativos, e eu cheia de netinhos fazendo viagens a Disney,em hoteis fazenda tipo colonia de ferias da vovo muito alegre e divertida!
    Mas por enquanto a realidade e ralacao.....rsrsrs
    Bj Sandra
    http://projetandopessoas.blogspot.com//

    ResponderExcluir
  5. gente nao tinha pensado nisso... mas creio que serei daquelas que adoram passear , comprar rsrsr dentyro do limite e espero mesmo nao ser chata ... e adoraria ter um namorado na casa dele ... e eu na minha rsrrs bjs

    ResponderExcluir
  6. Dama
    Não sei como será meu futuro... Eu planto coisas boas, mas tb piso na bola comigo mesma. Quero é ter saúde e paz, o resto a gente consegue. O que não posso é encanar muito, já tive ca, para quem teve essa doença tem sempre o estigma, procuro não pensar. Bjssssssss

    ResponderExcluir
  7. Menina do céu fala sério, vc faz posts que eu gostaria de fazer e nem mesmo me lembro ou tenho vergonha de escrever. Tenho medo de assumir que posso ficar sozinha, que posso nao ter filhos, nao encontrar um grande amor, nao conhecer varios paises que ainda quero ir. tenho muitos medos, estes medos so chegam quando vou dormir a noite, e vejo tudo o que tenho conquistei e ainda me sinto sozinha, mesmo tendo mil amigos. Não sei como será o nosso futuro, pois as coisas tem ficado cada vez piores. beijos

    ResponderExcluir
  8. Nossa adorei o comentário da PANDORA!! Eu imaginava minha velhice ou mesmo meu futuro assim, estava com um casamento praticamente batendo na porta, projetos prontos e a p.. toda, de repente tudo muda e ai vms começar tudo de novo, buscar alguém, achar ou não... e nesses momentos dá um medo de acabar não encontrando ninguém e ficar aquela titia sozinha...
    Eu tenho mil projetos pro meu futuro, mas me agonia ao passar dos anos e eu não conseguir AINDA concretiza-los... qd eu tinha 20 anos eu sabia exatamente como estaria aos 25, chegou e eu não estou nem um pouco parecida com o q eu imaginava.. eh chato!!
    Mas meu maior medo e não encontrar alguém de verdade para dividir minha vida. ficar sozinha me dá medo!!

    ResponderExcluir
  9. Dama, planejo meu futuro a tempos, talvez de uma foma utópica e otimista demais, mas é assim que eu gostaria que fosse. Me imagino uma vovó simpática, alegre divertida, informatizada, sempre muito cheirosa e cheia de histórias pra contar. Vivendo numa chácara cercada de verde por todos os lados, repleta de muitas flores coloridas, uma horta, um pomar, muitos animais diversos, um riacho, um lago, e não poderia faltar uma pequena ponte (que eu amo de paixão!), tudo isso na adorável companhia do meu amor.
    Uma casa grande, simples e confortável, e uma cozinha maior ainda para reunir toda a família sempre que puder,e principalmente,
    receber os netos para passarem férias na casa da vovó Rata.
    O que mais me preocupa, é a saúde, espero que apesar de todos os problemas que já tive, eu viva muito, para realizar o sonho de mimar, curtir e estragar meus netos.
    Já fiz um post com este tema, apesar de ter sido feito só com fotos, dá para ter uma boa ideia de como me imagino no futuro. Se tiver curiosidade, dê uma espiadinha no post "Assim eu imagino meu futuro distante..."
    Bj.

    ResponderExcluir
  10. "uma engrenagem velha e sem óleo"...me sinto assim de vez em quando. Acho que todos.
    Mas..enfim....como mudo muito de ideia e hoje o que vejo como correto, amanhã penso já não ser o ideal, o futuro não faz parte do meu pensamento. Vou vivendo um dia de cada vez.
    Enquanto estiver por aqui, o futuro virá de qualquer maneira e claro dependendo em parte dos meus atos presentes. Estou pronta para recebê-lo do jeito que for.

    Não dá para adivinhar o futuro. Pessoas que eu nunca imaginei, atravessam o meu caminho causando um bem estar enorme. Outras que eu imaginava, fossem importantes , não são essenciais .

    Alguns momentos marcantes acontecem sem planejamento.

    Não dá para pensar em futuro.

    Repito : Um dia de cada vez. A cada dia, basta o seu mal ( ou bem..vai saber..)

    Beijos, Dama.

    Boa semana pra você !

    ResponderExcluir
  11. Se vc me perguntasse isso a um pouco mais de um mês atrás eu lhe diria que meu projeto é ter meu filho e blá blá blá. Só que hoje o meu projeto é apenas... sobreviver. Depois eu penso o que vou fazer se eu sobreviver a tudo que está acontecendo dentro e fora de mim.

    BeijoZzz

    ResponderExcluir
  12. No geral me ocupo mais com o viver do que com o projetar. E não é falta de imaginação. Talvez seja falta de crença de que os planos se realizam. Enfim, pra ser resumida, óbvia e nada edificante, imagino que no futuro terei mais idade, mais calma, mais dores, menos saúde, menos ilusões e menos preocupações.

    ResponderExcluir
  13. É interessante... quando penso no futuro 70% do que imagino é sobre a questão financeira.
    Me imagino bem de vida, vivendo confortavelmente. O fato de ter ou não um marido (gato, claro) do lado é mero incidente! rsrs

    Errado?! Tomara que não! hahaha!

    bjos

    ResponderExcluir
  14. Estava pensando sobre isso hj
    Acho q no futuro me imagino uma mulher independente, profissional e talvez com uma pequena familia
    Seria legal ser uma "véia doida" depois de ter feito td q tivesse q fazer

    Vi em algum lugar q quando se ainda está jovem nós devemos pegar um caderno e escrever nele td q tivermos vontade de fazer, mas TUDO MESMO, e nunca fizemos. Aí quando estivermos mais velhos e com tempo de sobra, ver td q tem no caderno e ir realizando, dentro de nossas possibilidades
    Acho um bom plano a longo prazo ;D

    http://falandosobreall.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  15. Querida Dama, quem lhe deu o direito de ser tão parecida comigo, ou vice-versa? rsrs
    Essa questão me intriga e já falamos sobre isso algumas vezes: como duas pessoas q nunca se viram e tiveram vidas totalmente distintas, vivendo em cidades diferentes, podem sentir, pensar e passar por experiências tão parecidas e na mesma época. Comecei a perceber essas semelhanças qdo me separei e vc se separou na mesma época. Daí em diante, vc parece quase um espelho. Seu medo é meu medo, e seu desejo é o meu. Vamos combinar assim: seremos duas velhinhas loucas, que se encontrarão e caminharão de anágua e combinação pela beira do mar, chutando agua uma na outra e rindo, rindo muito da cara de espanto das pessoas, pois nós saberemos que doidas são elas, pois nós tivemos da vida grandes lições.

    ResponderExcluir
  16. Eu assisti esse programa do Saia Justa, aliás eu gravo todos os episódios e depois na madrugada eu me deleito assitindo já que meu marido odeia o programa rss, então como ele mudou nossa versão pra HD pra poder gravar coisas interessantes a maior beneficiária sou eu rss.

    Sinceramente eu parei de imaginar meu futuro um bom tempo.

    Eu mudei tantas vezes a minha vida, e sou tentada a reviravoltas totais...que para mim é como andar em uma corda bamba. Claro que tem coisas que não mudarei no futuro.
    Eu não tenho filhos, tenho 33 e não pretendo... isso não mudará no futuro e estou bem quanto a isso, se bem que pra maioria das pessoas não está, mas olha meu F pra elas.

    Outra coisa que eu ainda sei que quero é morar no litoral... eu atualmente moro, não no meu eatado, mas enfim quero no futuro da velhice morar no litoral mas de preferencia em SP sou paulista, em algum local sossegado.

    E é só. Eu mudei de área profissional, fiz n cursos, graduações, especializações, mas não sei ainda se vou ficar ou largar tudo rss.

    Enfim o futuro para mim é muito insólito... mas eu gosto que seja assim ....

    O que não dispenso ser no futuro é uma idosa doida, divertida, que ama viajar, ler e ficar na dela...e ainda com minhas ironias sobre pessoas e mundo.

    ResponderExcluir
  17. Eu me vejo casado e com uma familia linda. Casamento gay, é claro.
    Mas eu temo por não acontecer, e por isso faço medicina, pq se nada sair como planejado, minha vida estará ocupada demais entre um plantão e outro.
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Meu futuro é chegar ao término do dia e sentir orgulho dele. Ler seu post ajuda neste dia bom. Escrever aqui também. Acho que vou escrever um post...vc é inspiradora.

    ResponderExcluir
  19. Véia doida foi o melhor!!!
    Tenho repensado muito sobre a velhice, durante anos desejei viver somente até os 60, mas tenho compreendido que na velhice adquirimos algo diferente do que temos agora: maturidade. Não aquela que refere-se a uma vida toda certinha, e sim, ao aprendizado, a viver intensamente, a ser. Talvez não precisemos esperar até chegar algum momento estabelecido para sermos doidinha.heh
    Um beijo,
    K.

    ResponderExcluir
  20. Oi bom dia, então eu já tenho pavor da velhice, pois sei que isso chegara e realmente tenho um pouco de medo, e pois mais que eu tente imaginar meu futuro a unica coisa que me vem em mente é futuro a Deus pertence, ou o que será de mim?, como posso evitar o fracasso?
    isso que penso, kkk, são tantas coisas que por mais tenebrosos que seja no momento, eu Gostaria da minha vida no futuro tipo comercial de margarina kkkk. bjooo se cuida.

    ResponderExcluir
  21. Dama, engraçado vc perguntar isso! Eu me preocupo muito com o futuro, mas sempre direcionado ao lado profissional!
    Quero uma carreira legal!

    ResponderExcluir
  22. Adorei a "veia doida", acho é o que tá mais próximo do meu futuro hahaha

    Gostaria de ter uma família grande, com netos e tals, mas até agora (aos 4.4) nao pintou filhos, entao acho que essa é uma hipótese meio fora de cogitacao.

    Mas tenho medo da velhice... de depender dos outros... de ter aquela aposentadoria de fome e ter que me virar nos 30 pra poder comprar um remédio... de nao ficar doente inutilizada em cima de uma cama... da própria velhice por ser tao solitária, e a solidão por obrigacao já é assustadora por si só, imagine na velhice...

    E pior que como você, se eu viver até ficar (mais) velha, essa época nao demorará pra chegar. É fodis.

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  23. Oi, Dama!

    Gostei do post. Eu pensei muito sobre o futuro esses dias e é algo que me atormenta...

    "Então tenho medo de ficar esquecida num porão qualquer da vida. Assim, aquela pessoa sem amigo, sem família, sem filhos, sem marido, sem saúde. Porque minha vida atual já anda meio assim. "

    Me identifiquei total com essa parte. Eu tb me preocupo bastante com o futuro, é complicado.

    Lutei para conseguir algumas coisas e consegui, porém não me sinto satisfeita como imaginei que me sentiria... Ainda falta algo... O vazio aumentou. Preciso fazer algo de significativo, mas ainda não sei exatamente o quê. Anseio para essa sensação horrível passar. Será que passará? Anseio para descobrir o que fazer com minha vida, para que assim ela seja mais interessante...

    Nossa, meu... Viajei, falei demais, desabafei o.O rsrs

    Só mais uma coisa, a idéia de ser uma "veia doida" é interessante, hein! hahah Adooroo!

    Bjos

    ResponderExcluir
  24. Sabe Dama, sinceramente eu não sei. Não imagino quase nada daqui uns 5 anos para frente.... Também tenho alguns medos, quem não tem?! A vida é tão efêmera....

    Mas, vamos lá que vou tentar responder: penso em mudar de cidade, ter um trabalho melhor, fazer novos cursos nas áreas do meu interesse, novas viagens, continuo casada e sem filhos, risos (acho que ser mãe é muito complicado, não sei se mudo de idéia tão cedo ou tão tarde que seja...).

    E é bem como você disse: nosso futuro depende de nossas ações atuais.

    Beijos e carinhos

    ResponderExcluir
  25. Ai ai.. eu tenho medo do futuro. De ser uma velhinha sozinha e ser encontrada morta..
    Mas gostaria de uma coisa simples como a maioria, ter minha familia, com filhos, marido e gatos, uma casa com varanda grande e canteiros de tulipas.
    Me imagino uma mulher bonita, bem sucedida, amada...
    Agora, isso tudo sair da imaginação... acho que não vai dar tempo!!! rs.. já passei do peso e da idade!
    Beijinhos para ti "Fenicris"!

    ResponderExcluir
  26. O futuro pode ja ser passado...tudo é muito rápido, beijo Lisette.

    ResponderExcluir
  27. Ultimamente venho me deparando com uma obsessão doentia a respeito da minha idade; a respeito do ficar com alguém a vida inteira; a respeito de ficar mais ranzinza do que já estou...
    Tantos medos que nem sei por onde começar!!!
    Não sei se é uma preocupação exagerada, só sei que estou com um medo sem tamanho...

    Bjs

    ResponderExcluir
  28. Não pense no assunto da velhice. Em minha opinião, é melhor tentar viver o dia de hoje, pois nem sabemos se viveremos o amanhã, ne?

    Já pensei também em bancar a "velha doida" se eu chegar lá, mas raciocinando com lógica, nem podeira. O físico não permitiria, porque as dores vão aparecendo, a falta de paciencia, e todo o resto q corta essa vontade de ser a "velha doida" simplesmente por falta de saúde. Observando idosas na rua, no mercado, vejo o quanto custa andar, umas esquecem coisas, outras só andam acompanhadas de parentes (meio impacientes) ao lado, outras completamente ranzinzas ou com cara de dor - que certamente sentem e resmungando. Isso quando não são velhas briguentas que dá vontade mandar para aquele lugar. Tem umas q se aproveitam da idade pra tentar se dar bem por qualquer mixaria, o que a meu ver é mau caratismo, e no geral 'não cola' em pessoas que sacam que é só tentativa de se fazer de velhinhas coitadas.

    Não estou dizendo q é o caso e velha doida, mas querer ser uma exigiria saúde tanto mental e física, e sabemos que com o tempo tudo se deteriora. Queiramos ou não.

    Dê tempo ao tempo, pois esse é implacável, e seja o que Deus quiser. Viva o dia de hoje da melhor maneira possivel de acordo com sua realidade e coinsicencia, e deixe que a vida se encarregará de te mostrar o futuro. Espero q seja feliz.

    Para mim, o q quero se ficar velha: proximidade dos que amo, conforto e principalmente paz de espírito.

    Felicidades,
    Ju

    ResponderExcluir
  29. Eu me preucupo muito com o futuro! Principalmente na fase que eu tô, 17 anos, terceiro ano, vestibular. Ai Deus, quanta pressãooooo.
    Hehehe, atualmente eu to mais focada no meu futuro profissional.
    Quero ser uma grande jornalista! =)

    ResponderExcluir
  30. Não me imagino no futuro, apenas sonho com um futuro próximo. A única coisa que quero é felicidade e sossego. Posso ser rica, feliz e sossegada, ou pobre, feliz e sossegada, ou gorda, feliz e sossegada, ou magra, feliz e sossegada, ou casada, feliz e sossegada, ou solteira feliz e sossegada... Tanto faz. Não me importa o complemento. Estou a tantos anos infeliz e estressada que nada mais me interessa além do inverso.

    Beijos, Dama.

    ResponderExcluir
  31. Já me deparei várias vezes com essa pergunta. Em cada uma delas, me imaginei de forma diferente. A gente vai crescendo e mudando as opiniões e os gostos, mas algumas coisas continuo imaginando da mesma forma.

    Não me identifico com o futuro imaginado de nenhum dos 4. Talvez um pouco mais com o da Mônica Waldvogel, por eu ser metódica e rigorosa com as minhas coisas, mas a gente sempre acaba mudando algumas coisas ao longo da vida né?

    Beijos!

    ResponderExcluir
  32. Eu me imagino no futuro, uma véia doida! Já casei, fui feliz por um tempo assim, tive um filho (que educo de forma que ele faça a diferença qdo crescer). Profissionalmente tomei um novo rumo, sim quase chegando aos 40. Mas estou feliz com as novas possibilidades. Mas ainda quero e vou ser a véia doida! rs
    Bj

    ResponderExcluir
  33. Oi vi seu comuntário a respeito dos meus posts, não fiquei chateado pelo contrário gosto de críticas e conselhos e fiquei muito feliz . fique a vontade para comentar ou apenas visitar meu blog.

    E sobre os textos, tenho alguns arquivados que em breve postarei, é que vai de acordo com o que estou sentindo ou passando no momento

    ResponderExcluir
  34. Ultimamente, tenho feito coisas que antes pensava em fazer só quando estivesse mais velha. Tenho 27 anos agora. Estou desesperada para aprender a fazer aqueles pratos que só vovó faz, artesanatos, aprender a costurar e coisas do tipo. Acho que vou ser aquelas velhinhas simpáticas (pelo menos espero). O que me preocupa é que não sei se terei filhos e mesmo se os tiver, vão cuidar de mim? Como não quero esperar pra saber, já quero começar a juntar uma graninha pra pelo menos pagar tratamentos e casa de repouso. TEnho medo de passar necessidades e não ter ninguém para me auxiliar.

    ResponderExcluir
  35. Já estou adquirindo uma boa dose de loucura e só consigo correr atrás do que quero porque realmente sonho com uma vida de comercial de margarinas...se eu não pénsar assim, simplesmente deixo de agir.
    bjs.

    ResponderExcluir
  36. Eu tb me imagino uma véia doida haha é isso mesmo. Como falei no meu outro post eu muitas vezes me canso da civilização e de suas convenções. Vc acaba ficando limitada, mulher tem q ser assim e assado. Tem q ser eduacda, sexy, bonita, te rum corpo escultural e blablabla. Isso me enche a paciencia.
    Hmmm acho q esse seu post teve um pouco a ver com o meu ne? no q se refere a medo, vida e tal. E ai vc falando q acha q sua vida anda meio para e tal, me lembrei da musica de Chico "Roda viva" - "Tem dias que a gente se sente
    Como quem partiu ou morreu
    A gente estancou de repente
    Ou foi o mundo então que cresceu..."

    E como falei e vc sabe bem, medo é uma coisa q nos assombra a vida toda. Tb tenho os mesmos medos q vc. Acho todo mundo tem esses mesmos medo no fundo.

    ResponderExcluir
  37. Não gosto muito de pensar no futuro. No fundo o futuro não existe, é só uma projeção do presente. O que me faz preocupar-me mais com o presente do que com o tão desejado futuro. Penso que o importante é só não ser irresponsável, cuidar das provisões financeiras pra amanhã, e só. Amores, calores, filhos, família, sucesso, tudo vira no seu devido momento. Por hora eu só quero sentir!
    Grande beijo, minha dama!

    ResponderExcluir
  38. Carinhosamente venho desejar
    um feliz final de semana.
    beijos no coração,Evanir.

    ResponderExcluir
  39. Um trecho da autobiografia da Agatha Christie do qual lembrei agora:

    "Em meu entender, a vida consiste em três partes: o presente, absorvente e habitualmente agradável; o futuro, obscuro e incerto, para o qual podemos fazer inúmeros planos interessantes, e tanto melhor se forem insólitos e improváveis - afinal, nada virá a ser como esperávamos que fosse, e ao menos nos divertimos enquanto planejávamos; e a terceira parte, o passado, as recordações e as realidades que são os alicerces da vida presente e que nos surgem de repente, trazidas por um perfume, pela forma de uma colina, qualquer canção antiga, trivialidades que nos fazem de súbito murmurar: "Eu me lembro...", com um peculiar e quase inexplicável prazer."

    Ela fala mais do passado aí, mas concordo com a visão do futuro dela. O bom é fazer planos mirabolantes e deixar as coisas acontecerem.

    Não paro pra pensar seriamente no meu futuro, talvez por influência dessas palavras da Agatha. O melhor é se deixar surpreender. Claro, adoraria fazer algo do qual me orgulhe realmente, mas não investirei esforço total nisso. Acho que a graça do viver está na naturalidade, nada de grandes planos e regras as quais se prender para realizá-los.

    Uma das nossas falhas é planejar demais e viver de menos.

    ResponderExcluir
  40. Querida:
    sou como você, não gosto muito de pensar sobre o futuro, pois morro de medo das perdas. Já me odeio em fotos hoje, me acho horrorosa agora! Talvez um botox ajude...mas, sério. Tenho medo.
    Quero poder deixar saudades. E que minhas filhas lembrem de mim com carinho como uma mãe que lhes ajudou a viver melhor.
    Beijos e saudades de ti.

    ResponderExcluir
  41. Já pensei tanto nisso que deixei de pensar.
    Apenas... Não imagino. Bloqueio esses pensamentos.
    Gosto de pensar no dia a dia. Gosto de pensar que amanhã logo se vê.
    Penso que essa questão nos leva quase à loucura.
    Adoro o seu blog, já o estou a seguir!


    Atenciosamente,
    Carlos Leite, http://opintordesonhos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  42. eu me vejo do mesmo jeito mas com cara de velho.



    :::FER:::

    ResponderExcluir
  43. Meu futuro é namorando sem esta rmorando junto, transando muito, sme filhos viajando uito e investindo em minah carreira.
    tenho dito!
    rssss

    ResponderExcluir

Eu sempre vou respeitar sua opinião, mesmo que não concorde com ela. Então, por favor, respeite a minha!

Comente com civilidade!

Se seu comentário foi recusado, certamente a explicação está aqui:

http://confissoes-femininas.blogspot.com/2011/07/comente-com-educacao.html