domingo, 24 de outubro de 2010

Casais estranhos...

Conversando com a fofíssima Sal no msn, ela me contava uma história que me fez pensar bastante sobre casais que se dão bem sentimentalmente, mas que não combinam de outras maneiras, seja fisicamente, ou por causa do nível sócio-cultural, ou simplesmente pelo choque de estilos...

Acho que a maioria dos homens que passou pela minha vida, foram meio estranhos. Já namorei homens bonitos, tive um namorado lindo, daqueles que a mulherada toda dava em cima. Isso quando eu tinha lá meus 19 anos. Mas me relacionei com vários nerds-extraterrestre... rs... Talvez porque necessite demais poder conversar sobre tudo com o homem com quem estou. Papo conta demais para mim! E os nerds se aprimoram em pensar!

Parei para analisar agora e acho mesmo que tenho uma boa queda por nerds, com cara de maluco. Veja só! Para quem conhece os dois, me sinto mais atraída pelo PC Siqueira do que pelo Felipe Neto. E o Felipe é todo gatinho, mas acho fofa aquela coisa toda atrapalhada do PC Siqueira. Deve ser porque os nerds parecem sempre estar na contramão e meio que me sinto assim... rs... E que fique claro que nem todo nerd é esculachado, molambento, etc... Uma coisa não está ligada a outra diretamente.


Lembro de um namorado que tive há muitos anos. Nossa! Esse foi o fim de tudo! Era algo inominável. Morria de vergonha de ser vista com ele em público. Geralmente ficávamos enfiados no apartamente dele. Aí, quando me chamava para ir a um barzinho e tal, olhava aquele cabelo dele que parecia uma moita de mato seco, aquelas roupas todas descombinando, esculhambadas, umas até rasgadas. Gente, eu pedia forças para enfrentar. Saía, mas não dava a mão, já não gosto mesmo de dar a mão, então usava isso como desculpa.

Ele parecia um mendigo e eu ali toda arrumada, mortinha de vergonha. Gostava dele, da conversa, era muito inteligente, sacava muitas coisas da vida. Enfim, seria tão bom pegar a mente dele e enfiar em outro corpo um pouco mais arrumadinho! Mas não dava, né? Devo confessar que essas diferenças contribuíram para o fim do nosso namoro.

Lembram do post sobre homens molambentos, que fiz? Pois é, a minha diferença paras a mulheres que citei naquele post, é que morria de vergonha desses homens esculhambados que passaram pela minha vida. Gostava deles sentimentalmente, mas algo não funcionava quando tínhamos que estar em público...

Com a Sal, comentávamos sobre quando estamos com alguém que a gente curte muito, mas o cara fala errado, escreve errado. Affe! Tem gente que parece ter um bloqueio. Vive num meio que todos estão falando certo e a criatura continua falando errado, talvez porque venha de uma família humilde, de um meio em que as pessoas falavam assim, mas não cai a ficha que aquilo mudou, agora ela está convivendo com outro tipo de gente mais instruída... que precisa mudar isso. Por esse tipo de situação nunca passei, mas tive uma colega de trabalho que passou e te digo que isso, também, detona a relação.

O problema reside quando não conseguimos ignorar totalmente as diferenças. Porque muitas pessoas conseguem. São aqueles casais que a gente olha e não entende como estão juntos, e mesmo assim lá estão eles, felizes juntinhos, as diferenças incomodam mais a quem olha de fora do que a eles mesmo.

Gostaria de saber o porquê da gente gostar, se apaixonar por pessoas que normalmente a gente rejeitaria, ou por não pertencer ao nosso meio, ou por ser esquisita fisicamente. Em que ponto ignoramos tudo isso e passamos a olhar a pessoa com olhos de encantamento? Tá, sei que é a paixão, mas rejeitamos muitos e num determinado momento nos apaixonamos por um nada a ver.

E você? Já passou por isso?

55 comentários:

  1. Eu tenho uma teoria para isso, seguindo meu pensamento logico e que nada no mundo me faz mudar, que as pessoas bonitas são burras e as pessoas feitas são inteligentes, tirando meia duzia de casos raros que encontramos que são bonitas e inteligentes ou feias e burras, a pessoa feia é inteligente, então tem o poder de convicção ela faz com que a pessoa bonita e burra sinta algo por ela, por isso existem esses casais extremamente difrentes fisicamente e mentalmente, outra coisa possivel e muito frequente é a feia ter muito dinheiro :P

    Abraços Thiago Ramone.

    ResponderExcluir
  2. Amor é projeção, em grande parte.
    Talvez no outro "estranho e esquisito" haja mta coragem de ser do jeito que ele é.
    é uma pessoa que parece ditar as próprias regras de comportamento e aparência. No fundo, é isso que te encanta, a liberdade de ser o que somos de verdade. E os que tem uma aparência diferente te passam esse sentimento, por isso encantam.

    O PC Siqueira aparece com seus óculos, a roupa desgrenhada, a cara dele mesmo. Não se escondeu em figurinhas ou com fotos de famosos mesmo não sendo esteticamente bonito.
    Felipe Neto já tem uma aparência mais trabalhada: ele não tá na câmera com a "cara dele mesmo". Tem gel no cabelo, roupa escolhida, pose estudada. Qual é o mais natural e que realmente enfrenta melhor a sociedade? PC Siqueira, por isso ele te atrái mais. Quem gosta de um mundo mais cor de rosa e Tati bi tati, vai preferir o outro...

    bjs

    ResponderExcluir
  3. Muitas vezes o que conta é a essência e não a imagem, quando a essência encanta todo o resto perde a importância.

    Beijos pra Ti

    ResponderExcluir
  4. Bom dia Dama: eu já, ele era nerdddddddddddddddd, até meio bonito,mas tinha um mal goto pra se vestir, sem falar, que nao bebia, nao saía e dormiaas 9 e acordaa as 6. Olha durou a coisa porque ele era uma pessoa maravilhosa e totalmente inteligente, tipo super dotado, fazia as questoes do vestibular de matematica de cabeça, enquanto eu estudava e ele ja era doutor, rsrsrssrs, enfim, acabou porque tinhamos 10 anos de diferença e eu estava no auge da porra loca. Mas acamos tao bem que fomos no cinema depois. Tipo
    ; entao vamos ver um filme?
    Mas as vezes as roupas dele me davam vergonha. Mas era um querido, quando terminamos eu ja tinha dadouma lapidada no visu dele....
    bjs boa semana

    ResponderExcluir
  5. A mulher da vida de um dos homens mais adorados do planeta era a Yoko Ono. "O amor é cego"rs.

    Gostei da foto do casal.rs

    ResponderExcluir
  6. Voltei!! Rsrs

    Minha irmã tinha um namorado nada a ver com ela. Ele era personificação do mal gosto para se vestir, ao mesmo tempo que era um nerd inveterado. Mas como ela estava APAIXONADA, logicamente não via a diferença entre os dois. E a vergonha sobrava pra quem tinha que presenciar a cena.
    Outro dia conversando com alguns amigos do ser humano em questão, eles falaram que tinham esperança que minha irmã muda-se M., pois só ela era a salvação da "espécie". Resultado: eles acabaram e minha irmã arrumou um nerd bonito, arrumado e cheirozinho. rs

    Beijos

    Aninha MP

    ResponderExcluir
  7. Não me sinto muito apta a opinar sobre o assunto porque acabei apaixonada por alguém que tem muito a ver comigo então não existem diferenças tão gritantes assim mas confesso que muitas vezes vejo uns casais estranhos e penso: como podem estar juntos se parece que não combinam em nada?

    ResponderExcluir
  8. Estou saindo com um cara muito bacaninha,simples,trabalhador e muito bom de cama,massssssssss,hum...fala ploblema,um monte de coisa errada e tem uma voz de capiau..nada é perfeito,nao tem jeito!

    ResponderExcluir
  9. Tenho uma frase pronta, que pode conformar aquelas que passam por isso:

    Eu já fiz um feio feliz....rsrsr

    Beijocas

    Loisane

    ResponderExcluir
  10. Isso acontece mesmo.
    Um dia, vendo um casal assim que eu tive um estalo: isso que é amor!!! Ela linda e ele mulambento...

    ResponderExcluir
  11. Confesso que já passei por isso... e na boa... num é nada legal... o amor acaba rapidinho com esses detalhes não tão detalhes assim.

    Ah! O senhor meu marido é um nerd gatíssimo rs. E a gente se parece muito. Fisicamente falando principalemente. Muitas vezes chego em um local com ele e alguém pergunta "ele que é o seu irmão?"... apesar dele ser grande e eu ser pequena rs. A gente é muito parecido na questão de gostos e tal também. Apesar dele gostar de tudo que eu gosto e eu não gostar de algumas coisas que ele gosta rs.

    Tipo assim (mulé de Deus... as vezes aquelas coisas que ele não aceita homens no blog e tal pode parecer que ele é chato... mas ele é um fofo... na maior parte do tempo)... ele se interessa pelo o que eu gosto... se for um livro, um estilo musical ou qualquer coisa... ele vai lá pesquisa, pesquisa e aprende a gostar da coisa. Foi assim que ele aprendeu a gostar de moda e cosméticos rs. Já eu não consigo me interessar por algumas coisas de nerd dele.

    Tipo revistas em quadrinhos... não dá, revista em quadrinho pra mim é a da Turma da Mônica e só, somente só. Jazz... blues ainda rola... mas Jazz não me entraaaaa. Animes ou mangás... é tipo uns quadrinhos ao contrário que tem espadas e gente que mata gente e tal... não rola. Colecionador de cactos... oi??? Sério... aquelas plantas que machucam a gente. Os filmes que ele gosta... bichinho... ele assiste comédia romântica com a maior paciência comigo... e ainda faz questão de pesquisar as mais novas para vermos juntos... e toda vida que vou ver os filmes que ele gosta eu fico com cara feia... isso virou até post no blog, não sei se você lembra... até você disse que teu ex gostava dos mesmos filmes.

    A Jou do blog ATITUDE: SUBSTANTIVO FEMININO bem me entende nesse quesito... o marido dela também é nerd... ela até trouxe da Disney bonecos do Dart Vaider (nem sei se escreve assim) e do mestre Yoda pro marido dela... na hora que eu li eu falei... meu marido vai endoidar se ver isso.

    Mas fora o nerdismo dele a gente se combina bastante... somos dois chatos, pegajosos, carentes e ciumentos... eu podia ter nascido nerd também... mas não rolou rs. Talvez eu tivesse uma profissão mais rentável rs. Meu marido diz que você sempre deve respeitar um nerd porque ele pode ser seu futuro patrão rs.

    PS: vou atrás de uma foto dele pra te enviar depois.

    BeijoZzz

    ResponderExcluir
  12. kkkkkkkkkkkkkkkkk...amei a história do namorado Nerd....rsrsrsrsrs
    Na verdade nada é perfeito né...
    Temos que procurar unir o agradável ao útil....rsrsrsr

    Um beijo

    ResponderExcluir
  13. ...todos estão falando certo e a criatura continua falando errado, talvez porque venha de uma família humilde"

    O meu caso...: tive até uma filha com uma mulher assim: adorava uma gafieira, um forró, fala 'nós famos', é muito simpática (aquariana), olhos azuis, e tinha 'conxões' com a malandragem.; transava bem.

    Depois de um certo tempo, não deu mais. Somos amigos.

    Não apareceu ninguém pra substituir..., nem melhor, nem pior. :(

    :)

    ResponderExcluir
  14. Oi, Dama
    Quando eu era jovem, ainda na universidade, me apaixonei por um jornalista da velha guarda, magro que nem um faquir, com dente faltando, mal cuidado, fumava que enm um louco. Hahahaha. Nunca chegamos a namorar porque ele teve mais juízo que eu e esperou aquela cegueira passar. Na verdade, era mais um fascínio pelo profissional que ele era.
    Já namorei um nerd arrumadinho e detestei. Ele era bom de cama, mas muito ligado em TV, PC e eletrônicos, era um saco. Não tinha humanismo nenhum, era 100% técnico, a relação desgastou logo.
    Também já namorei um cara que falava errado, eu vivia corrigindo. Ele não falava pizza (falava piksa), escrevia muito errado, aquilo foi criando um abismo entre nós, me dava vergonha, sem contar que existia um diferença cultural e intelectual também. Não deu certo.

    Penso que o ideal mesmo é buscar o equilíbrio. Pelo menos comigo, os esquisitos ou muito diferentes não vingam. O melhor relacionamento que tive foi com o homem com quem me casei mesmo. Era mais ou menos do mesmo nível social e econômico, idades parecidas, histórias parecidas, ambos queriam casar e ter família. E assim, deu-se o encontro.
    Um beijo pra você

    ResponderExcluir
  15. Oi Dama!!

    Interessante é que em seu relato nós visualizamos os ex da sua história e somos induzidos por analogia a relembrar e desenterrar os nossos... hahaha!! Eu prefiro nem comentar nada sobre isso...

    Ainda assim, sua indagação me lembrou muito uma abordagem do psicanalista Flávio Gikovate, que defende que há dois tipos de casais: os diferentes e os semelhantes. No primeiro caso, temos sempre um egoísta (geralmente mais bonito, mais mimado, que não irá ceder, mais extrovertido) com um bonzinho (mais equilibrado, inteligente, que irá ceder e mais retraído). No segundo caso teremos dois egoístas juntos (aff!!) ou dois bonzinhos (não sei como se agüentam... brincadeira!).

    Enfim, o casamento deixou de ser um meio (e podemos ser até mais felizes e ter uma vida mais interessante sem a experiência do matrimônio) e passou a ser uma escolha na qual as pessoas estão mais exigentes, e buscam por exemplo afinidades intelectuais e respeito a individualidade, a tendência é diminuir o quantidade de relacionamentos e aumentar a qualidade e a semelhança entre eles...

    Um beijo!!

    ResponderExcluir
  16. Então... eu vivo isso rs. Por um ano e meio ignorei a pessoa, que não desistiu. Não, ele não era nerd. Mas era um homem das cavernas.
    Enfim, com o passar desse 1 ano e meio eu fui aprendendo a ver as qualidades dele; ele melhorou alguns pontos que eu simplesmente detestava! Eu melhorei tbm. E aí hoje estamos bem e temos a liberdade de falar um com o outro sobre esses pontos.
    Como nada nem ngm é perfeito, nós sabemos que nos damos bem mesmo com esses probleminhas (é, pq ele tem outros que me incomodam e eu falo), estamos prestes a juntar as escovas de dentes... E que Deus abençoe!!! rs
    Beijo

    ResponderExcluir
  17. Dama

    Já me relacionei com as gentes mais estranhas do mundo!! Haja vista meus dois ex-maridos! rsrsrsrs. Não tinha nada a ver, mas a besta aqui insistiu! Hoje, acho que estou melhorando, mas olha, a muito custo!
    Sei lá o que dá na gente, se interessar por cada tipo...

    Beijão

    Carla

    ResponderExcluir
  18. Já passei Dama,dua vezes.
    A primeira foi com meu primeiro namorado DE VERDADE. Eu tinha 14 e ele 16.Era mecânica,só tinha até a 4ª série e era bronco...Perdi com ele a virgindade e depois de mais 6 meses de encontros terminei e não faço idéia de onde anda,nem quero saber...
    O outro foi aos 23 anos,um pedreiro daqueles bem caipirão...mas na cama...aff!Era um espetáculo.Esquecia que não falava direito,que era sem dentes(usava um roths) eo pior de tudo:tinha 4 FILHOS!!
    Pra sair correndo não é mesmo?
    hahahahaha!
    Beijo!
    Afrodite/Accácia

    ResponderExcluir
  19. Dama,
    Nunca me apaixonei por homens pelos quais eu não me apaixonaria e nunca tive vergonha dos meus namorados.
    Dou preferência para homens espirituosos e bem humorados. Detesto homem grosso e mal humorado. Já tive alguns assim, mas quando descobri, caí fora.
    Bipolares são um " saco". Aquele tipinho que um dia te ama e no outro te odeia. Sem paciência.

    Os inteligentes são interessantes. Fiquei com um, 20 anos mais velho, pq era intelectual, inteligente, além da média....etc...etc e tal...mas deixa isso pra lá. risos.

    Enfim, você está no meio certo. Internet. Tá cheio de nerd. risos.
    Divirta-se e boa sorte !!! rsrsrsr

    Quanto aos casais que vejo por aí...tem umas combinações grotescas . Gosto não se discute. Lamenta-se.

    Boa semana !
    Beijocas

    ResponderExcluir
  20. Kkkkkkkkk, pior né, tem cada casal que meu Deus, aos nossos olhos nada a ver, mas só quem convive sabe o que encanta né. Eu pessoalmente nunca me envolvi com uma pessoa tão "Diferente e oposta" de mim, mas conheço muitos casais assim.

    ResponderExcluir
  21. Oi,Dama!Nossa a gente se mete em cada fria né,meu ex logo qdo nos conhecemos ele era meio bagunçadinho, não sabia combinar nada ocm nada,mas com o tempo eu fiz uma transformação nele...
    Realmente os nerds não são muito bonitos,mas tem bom papo e tbm namorar um cara sem papo não rola né,vamos combinar...
    Beijos

    ResponderExcluir
  22. Hum... E quando o sujeito e feio, ignorante, inconveniente...deixa para lá . Desisti de entender. Pai dos meus filhos... Eu devia estar doida, sei lá . Mas ainda tenho um carinho enorme por ele. Talvez por ser único, muito diferente de tudo. Ineressante...deve ser minha verve de pesquisadora.

    ResponderExcluir
  23. Hahaha..minha Dama, como eu ri na parte do mendigao de cabelo moita de mato seco!!!
    É fogo...por mais que a gente fale que nao liga para o que os outros estão pensando, esse tipo de situação as vezes incomoda mesmo.
    So senti isso uma vez com um cara que achava bem feio e tinha vergonha de sair na rua, depois soube que ele ate virou gay,pode??(nao acredito que tenha sido a feiura).
    Nunca liguei muito para a beleza,me chamavam mais a atenção os homens carismáticos, bem humorados e inteligentes(algo mais..rs?).
    Mas homem burro nao dava...nao dava...nao dava.,.nisso eu era chata!! Que falasse errado entao?? Nem pensar...rs.
    Agora...Dama, que foto é essa..hahahaha...é real??
    Beijocas!!!

    ResponderExcluir
  24. É maneirissimo ler voce.
    Tenha uma ótima semana.
    Maurizio

    ResponderExcluir
  25. Hhuhua Dama esse ex com cabelo de moita ninguém merece, eu ri hein... Mas ó eu também já fiquei com alguém que fisicamente não tinha absolutamente nada a ver comigo, mas sei lá isso não me incomodava tanto sabe, até porque é difícil alguém dizerna cara dura que você e o seu namorado ou o cara que você está ficando não tem nada a ver ... Acho que esse problema de incompatibilidade física eu não tenho muito... E se tenho não estou sabendo.. hauahuahu =)

    Beijos

    ResponderExcluir
  26. Eu já sou naturalmente exigente: se eu não acho o sujeito mais bonito que eu, ou mais inteligente que eu, ou mais bem humorado, enfim, se ele "perde" em vários quesitos pra mim, imediatamente tá fora de cogitação.

    Tem gente que acha que isso é se fazer de difícil, mas fala sério: se eu posso fazer o melhor por mim (dentro do possível), então devo esperar algo pelo menos parecido das pessoas com quem eu me relaciono. O nome disso é valorização pessoal, coisa que anda em falta, principalmente entre as mulheres.

    Alguns tempos atrás, por pura falta de amor próprio, carência e necessidade auto-afirmação, eu me envolvi com diversos rapazes que não eram nem bonitos, nem inteligentes, nem interessantes, nem bem humorados, nem nada. E isso só prova a necessidade de se valorizar para então encontrar alguém de valor!

    OBS: Sinceramente? Tanto o PC Siqueira quanto o Felipe Neto despertam em mim os mesmos interesses. Física e mentalmente! =)

    Bjão!!!

    ResponderExcluir
  27. não posso dizer que "passei" por isso, porque eu SOU isso! hahaha
    pc siqueira ^^

    ResponderExcluir
  28. pois eu me pergunto até hj o q diabos eu tava fazendo com meu ex-noivo, já q ele não é NADA do q sempre me atraiu em homens e eu tinha vergonha de ser vista com ele em público.

    ResponderExcluir
  29. Fui casada com um homem muito bonito, mas a cabeça era vazia: lamento, mas não dá!

    Boa semana.

    ResponderExcluir
  30. ººº
    Com uma operação plastica ate que o moço tem futuro.

    ResponderExcluir
  31. kkk. Excelente e hilário. Eu recebi esta foto por email e achei triste de doer.Mais quer saber...Ha sempre um sapato véio para um pé chulezento e torto nénão?
    Qtas vezes já nos deparamos com uma mulher lindíssima acompanhada de um anão de jardim? Ou o contrário um Gianechini de braços dados com a Bruxa de Blar??? Isto meRmo minha querida amiga...tudo isto se chama TESÃO...Não tem nome, sexo, cor, religião, apenas sentimos e ponto final e independe da aparência físca.
    Amei o texto e obrigada pela visita...ja virei sua seguidora p.facilitar te achar.
    Bjitos mil

    ResponderExcluir
  32. a mãe do meu filho... foi a pessoa mais esquisita que me relacionei, sem contar que ela foi a primeira 'tudo'. Ela passava ma maquina um no cabelo, usava um macacão jeans, não usava calcinha, tinha um zilhão de tatuagens, fumava muito, e gostava de trabalhos masculinos, o último foi pintora automotiva, profissão que lhe deu o oscar, ( ela me irrita). Mas eu era fascinado na inteligencia dela e em como fez eu ver a vida através dos olhos dela, ainda bem que acordei a tempo de me salvar...


    ps: até o dia que ela foi embora a oito anos atrás , ela ainda era hetero... não sei hj, meu filho não me conta e eu não pergunto. ( de verdade não sei nada dela)




    :::FER:::

    ResponderExcluir
  33. Oi Dama
    Tenho pouca experiencia com amores. Veja vc conheci meu marido aos 17 anos. Namoramos 06 anos e neste meio terminamos o noivado por 01 ano. Aproveitei bem este ano sabatico por assim dizer. Mas o meu amor mesmo era dele voltamos e casamos.
    Minhas amigas o apelidaram de Príncipe. Ele realmente é muito gente boa, leva essa barra pesada sempre com uma coragem e harmonia.
    Teve um AVC aos 48 anos, mas é corredor e ciclista adora tb a vida. Gosta de falar serio e mais ainda de não serio. Vamos completar 29 anos de casados não existe um tom de voz que não conhecemos um do outro.
    beijos

    ResponderExcluir
  34. Namorado nerd é demais. rsrs
    Até vc achava ele assim. Não, acho que só viu depois que parou de gostar.
    Não vemos defeitos em quem gostamos. Quando começamos a ver, é porque acabou tudo. Eu já pensei muitas vezes: como tive coragem... rsrsrsrsrs

    Bjs no coração!

    Nilce

    ResponderExcluir
  35. Como pareço bem + jovem do q sou na verdade, as pessoas costumam achar isso bom, mas ao contrario, pq eu só atraio moleque !!! Somente dois namorados meus foram mais velhos, mas isso qdo eu tinha 13, 15 anos, afinal, qdo a gente é pirralha não quer saber de pirralho ... mas tive um namorado na fase adulta q não gosto nem de lembrar, além de feio era um zero a esquerda. Como me arrependo de não ter terminado na primeira briga !!! Penso nisso até hoje e sinto raiva de mim. Mas ainda bem q um dia acordei. Ele ja me procurou numas de sermos amigos, pedir perdão e tals. Sai pra lá !!! Já cheguei a sair correndo dele na rua qdo ele vivia no meu pé ... Qdo alguém fala dele pra mim eu até mudo de assunto, nem conto q namorei com ele, mas infelizmente vou carregar isso pro resto da vida ... aff ...

    ResponderExcluir
  36. Realmente Dama nem todos os nerds são molambentos, eu tenho queda por nerds, não adianta eu já me envolvi com uns burrinhos lindos de morrer e foi horrível, pra mim não é só aparencia que conta, é todo um conjunto e tem muito nerd gatissimo ao seu estilo.
    bjs

    ResponderExcluir
  37. Ahhhh eu sempre fui de paixões platônicas... era expert nisso! Acho que a estranha neste caso era eu!!! rs...

    ResponderExcluir
  38. Dama
    Esse assunto é tão complexo.... Uns falam que os opostos se atraem, outros que rola uma química, há os que dizem que é amor mesmo. E tb tem a questão de você projetar no outro seus desejos... Mas, de uma coisa tenho certeza, uma relação é muito mais que isso, é uma cumplicidade de almas, de objetivos de vida, de comunhão, pois viver ao lado de alguém não é tarefa fácil. Boa semana! Bjsssssssssssssss

    ResponderExcluir
  39. eu acho que eu preciso de homens opostos a mim para eu me encantar, mas não basta ser oposto tem que ter faísca, sabe? Aquela coisa explosiva, que vc nem conhece o cara mas por alguma motivo ele te irrita e vc vê que é recíproco... todas as minhas últimas paixões tiveram isso em comum.

    Já tive meninos mto bonitos, mto feios, mas nunca tive vergonha alheia deles. Acho que eu sou boba mesmo quando to apaixonada: exibia o catiço com o maior orgulho.. (contanto que ele não tivesse mal vestido!! hauhauh)

    ResponderExcluir
  40. será que é desespero?! tipo... "nossa! é agora ou nunca!"
    rsrs

    Rapaz... isso de combinar é bastante complicado, porque acho que quando as diferenças existem fatalmente vão levar ao desgaste da relação.

    Mas a questão é: as diferenças que existem e os outros vêem importam para o casal? às vezes a pessoa é muito diferente de nós mas aquelas características específicas não nos incomodam. Acho que muitas vezes as semelhanças incomodam mais.

    Vai ver que é isso! :D

    bjos

    ResponderExcluir
  41. Olha, tenho minha conta também ! Tive um namorado que pesava 116 quilos, nossa... e só saía com uma sandália papete feia pra xuxu, mas ainda assim, eu o amava. Hoje, me pergunto como puder namorar ele,kkk !

    Beijo !

    ResponderExcluir
  42. Oi Dama!!!

    Tive um namorado nerd. Chamava-se Hugo Daniel e estudava artes. Ele escrevia certinho e falava muito bem, porem tinhas umas brincadeiras idiotas, no começo ria para ser simpática mais depois o negócio foi ficando pior pois as brincadeiras tomaram proporções fora do normal. Um dia, vendo ele jogar RPG (até hj não sei bem o que é isso) fiquei observando e pensei o quanto o cara não tinha nada a ver comigo. Mas como eu gostava eu fazia de tudo para suportar.
    Um dia o rapaz me mandou um telegrama (telegrama aff rs) me dizendo que havia ganhado uma ratinha e que iria se chamar Pati. Ai eu surtei onde já se viu chamar uma rata pelo meu nome hahaha
    Minha mãe me convenceu que aquilo era carinhoso. Mas no dia dos namorados daquele ano, ele me resolve me dar de presente um colete (horrível). Ele viu na minha cara que eu não havia gostado. Nessa resolvi me abrir com ele e desisti...

    ResponderExcluir
  43. SENSACIONAL!!!

    Eu acredito que a "cegueira" das paixões fazem parte do momento. Mas aí, quando o fascínio passa... Os detalhes incomodam e não há como negar se as diferenças tiverem uma escala razoavelmente grande.

    Também assim acontece quando o casal tem uma personalidade muito igual.

    O tempo é mais amigo do equilibrio. E o amor, nem sempre busca isso. A solução é arriscar-se.

    Sou adepta ao carpe diem. Se está legal hoje. Aproveito. Sem planejar muito.

    Ameeeeeei o post. Outras conversas e filosofias sobre a vida, viram... e viraram posts e conversa de bar. (inclusiveeeeeee, a senhorita me "deve" uma visita!)

    Bjo queriDama

    ResponderExcluir
  44. Como sempre os posts ótimos e nesse não resisti deixar este comentário. Me esbaldei de risos... Principlamente por me identificar. Atualmente o objeto de desejo é um selvagem matuto... Aff, bem do tipo que não dá para segurar na mão, mas não deixa d eser interessante.

    ResponderExcluir
  45. O grande amor da minha vida usava dread... Hj ele usa moicano, e continua o grande amor da minha vida, mesmo não estando mais comigo... rs

    Sabe, eu trabalho num lugar mega conservador, onde as pessoas têm a vida "perfeita"... Mas juro por deus q se ele quisesse namorar comigo novamente, não estaria nem aí... Eu aprendi q essas coisas são tão insignificantes perto do nosso sentimento... rs

    Bjusss

    ResponderExcluir
  46. Já namorei muitas figurinhas, mas daquela que dá vontade de pegar no colo...

    ResponderExcluir
  47. Creio que o "segredo" pra isso é um não viver colado ao outro, dama cinzenta! Dá pra viver com uma pessoa que não tem os mesmos gostos nossos, desde que cada um respeite a individualidade do outro. Se resolverem ficar sempre juntos, acompanhando o outro em tudo, vai dar confusão. Porque o que empolga um não causa nenhuma emoção no outro e por aí vai. Se insistirem nessa pegação, nessa convivência diária, não vai dar certo. Sei do que falo.
    Bjoo!!

    ResponderExcluir
  48. Os homens não mesmo um pouco estranhos.
    Me diverti com seu texto grande Dama.
    E me fêz relembrar.

    ResponderExcluir
  49. Oi...explorando brinquedo novo...rs

    ResponderExcluir
  50. Opa... se já passei por isso? Milhares de vezes! Aliás, meu dedo podre pra escolher alguém é quase exclusivo! Um dia ainda escrevo sobre isso no blog! É impressionante!!!

    Esse negócio de gostar de nerd, bem... eu também sou assim. E confesso: inteligencia me atrai mais do que um simples rostinho bonito! Isso é fato!!!

    Um beijo, menina.
    E obrigada pelas visitinhas ao blog!

    ResponderExcluir
  51. delicinha
    Sera que tambem me acham estranho?? preocupado aqui!
    grande bejo
    Leo.SeximaginariuM

    ResponderExcluir
  52. Eu acho que os opostos se atraem mas não mantem ligado... tem que ter mais afinidades do que pontos divergentes...

    Eu não acredito que os opoetos se completam e por isso dão certo.. o futuro servirá para separá-los.

    Enfim, você não deve se achar a unica que já passou por essas situações... tem mulher que fica com cara "nada a ver" por dó...

    bjs

    ResponderExcluir
  53. Ahhh Danada! Fizeste a pergunta que não quer calar! Mas isso faz parte das emoções e magia da vida.
    São desafios que temos que passar pra podermos crescer e amadurecer.
    Mas a melhor parte disso tudo, ainda é rir mais tarde. Qunado você senta e compartilha com amigas essas experiências loucas, esses lapsos!
    Até porque, o que importa é o coração né? (ou pelo menos devia ser.)


    Ps: Tô meio de volta.. meu tempo é corrido, mas quando eu volto pra blogosfera morro de remorso de ter passado tanto tempo longe! Saudades daqui!


    Beijos

    ResponderExcluir
  54. Acho que na maioria dos casos, a causa é auto-estima fudida...Incrível como tem gente agarrada a pessoas totalmente opostas por que na cabeça delas não conseguem arrumar alguém mais interessante.
    Sei lá, talvez perto de pessoas assim elas de forma inconsciente,talvez, se sintam mais seguras e menos sujeitas a rejeição...

    ResponderExcluir
  55. Eu ri muito com esse post.Eu passei por tudo isso já.De sair com um cara bonito, mas que falava muita besteira.De sair com cara esquisito, que tinha bom papo.O problema é que estamos mais preocupados com o que os outros vão pensar.Se a pessoa com que estamos, vai agradar, chamar atenção demais, enfim....
    P.S. temos o mesmo gosto para homens.Prefiro PC siqueira, do que felipe neto.Ainda bem que não moramos no mesmo lugar para disputar pelos mesmos tipos de homens rsrsrsrrs

    ResponderExcluir

Eu sempre vou respeitar sua opinião, mesmo que não concorde com ela. Então, por favor, respeite a minha!

Comente com civilidade!

Se seu comentário foi recusado, certamente a explicação está aqui:

http://confissoes-femininas.blogspot.com/2011/07/comente-com-educacao.html