segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Você enfrenta os problemas de frente?

Sempre fico analisando o quanto estou fugindo dos problemas, porque a idéia de fugir é algo que me incomoda profundamente. E eu tenho a oportunidade infeliz de conviver com pessoas que possuem essa característica e isso me chateia tanto nos outros, quanto em mim mesma.

Minha mãe é a pessoa que mais foge dos problemas que eu conheço. Ela é capaz de passar uma vida ignorando uma situação que está diante dos olhos dela, algo que está "gritando" o tempo todo. Ela ignora e faz questão de mostrar uma realidade que só existe na mente dela... Gente! Ela é minha mãe, eu a adoro e isso me incomoda profundamente, porque mãe a gente não troca, diferente de relações de amizade e amorosas, que simplesmente deixamos de lado. Claro! Há quem ignore suas mães somente por não concordar com seu jeito de pensar, mas aí cada caso deve ser analisado isoladamente, já que ignoro meu pai, mas porque a proximidade dele me prejudica.

O pior é/foi ter escolhido(ou não) conviver com pessoas que insistentemente ignoram os problemas pra ver se eles desaparecem. Como se isso fosse uma possibilidade real. Quando ignoramos um problema ele só cresce. Ignore um problema de saúde e ele só tende a piorar. Ignore um problema financeiro e o rombo fica cada vez maior. Ignore que seu relacionamento vai mal e a coisa tende a afundar cada vez mais... Enfim, na grande maioria dos casos, ignorar só faz a questão ficar mais complicada do que já é...

É óbvio que em algumas situações a gente precisa ignorar o problema, mas só quando ele não depende de uma atitude direta ou indireta da nossa parte. Porque se a solução estiver ligada a nossa interferência, pra que ficar adiando eternamente?!

Eu sou a pessoa do dia seguinte! Eu penso hoje sobre a solução e amanhã estou colocando em prática, não deixo nada pra semana que vem, pro mês que vem, pra quando acontecer isso ou aquilo... Se eu pensei e acho que tal solução é viável, pra que ficar esperando que o divino espírito santo desça do céu pra fazer por você? Isso definitivamente não vai acontecer...

No entanto tem uma classe de pessoas que finge que o problema não existe apenas para que terceiros tomem a frente e solucionem pra eles! Pessoinhas irritantes essas! Caraca, isso me adoece completamente ver alguém esperando que o mundo resolva suas questões, sempre paradas, estagnadas, encostadas nos outros, parasitando de uma forma nojenta!

Sempre tenho a impressão quando faço esses posts, que estou dizendo que sou a fodona que não erro nunca... rs... Claro que quem me acompanha e já conhece meu jeito, vai saber que sempre digo sou cheia de fraquezas, erros e dificuldades como qualquer ser humano. Apenas acho que devemos ficar atentos para não cair nas armadilhas da vida. Porque agir de forma errada quase sempre é a maneira mais cômoda... Então vamos lutar contra nossas tendências negativas, não por causa dos outros, mas por nós mesmos(as) pra que que sua vida fique melhor!

Digo de peito aberto que agi muito na minha vida! Por isso ela se encontra de uma forma relativamente confortável, hoje em dia. Se eu estivesse fingindo que minhas questões, meus problemas não existiam, com certeza estariam me atormentando até hoje, somado aos outros que vão aparecendo... A vida viraria um inferno e eu culparia o mundo e Deus pela minha existência miserável...

-------

E pra relaxar, vi esse vídeo no blog da Dani e achei demais de engraçado. E olha que não sou de rir muito do que é feito pra rir... Ele é bem curtinho e mostra, de uma forma caricata, o que muita de nós mulheresn passamos para aparecer bonita pros homens... rs

41 comentários:

  1. concordo com vocÊ, deixar o problema de lado so faz ele piorar, é o efeito bola de neve, outros vaso surgindo e se acumulando, crescendo e piorando.
    o video tah d++.
    beijos!, boa segunda!

    ResponderExcluir
  2. ADOREI o vídeo.
    E ignorar infelizmente faz parte da "práxis" do ser humano. Uns acabam se dando bem com isso, mas na maioria dos casos acabam exatamente do jeito que vc descreveu. O melhor a fazer é seguir nossos instintos e no final torcer loucamente de pompom e sainha rodada pra que dê certo!
    Beijos e como sempre, seu post tá um arraso.

    ResponderExcluir
  3. Acho que vc tem toda razão...me identifiquei porque eu procuro resolver todos os meus problemas. Não gosto de ficar adiando nada...e na minha casa, meus pais são do tipo que preferem não ver a se mexer pra resolver qualquer coisa.

    Já conheci no trabalho várias pessoas parasitas que vão deixando as coisas sem resolver pra que alguém faça o serviço por eles...acho péssimo isso.

    ResponderExcluir
  4. Isso serve para muitos refletirem que a cada dia podemos ser diferentes, fazer algo acontecer - ou mesmo RESOLVER os problemas que estão alí, na nossa frente esperando uma atitude nossa.

    E esse texto dá, de certa forma, uma injeção de ânimo!

    Valeu!

    []'s
    .
    .
    .

    ResponderExcluir
  5. HAHAHAHAHAHAHAHAHA mimijei com o video. HAHAHAHAHAHAHAHAHAH

    ai ai, que foda.hahahahaha


    mas então, falando sério.
    estamos rodeados de pessoas inertes.
    fraquezas todos temos. errar todo mundo erra. a diferença é que alguns de nós reagem diante das cagadas da vida. acumular problemas é para o fracos.


    beijoones minha queridissima.
    e boa semana.

    L.

    ResponderExcluir
  6. Quando eu era mais nova eu fugia de problemas sempre. Mas chega uma hora q não tem jeito. Vc precisa se posicionar. Senão o problema te derruba, não fica só escondido não.

    ResponderExcluir
  7. E a coisa ainda pode ficar pior quando o povo que finge esperando uma solução reclama do que alguém fez, afff.
    Eu prefiro fazer parte do time dos "o meu caminho, caminhando faço".
    Bjinhos ;)

    ResponderExcluir
  8. Oiii Dama!!!
    Bem... primeiro o video, ehehe ahhh não é bem assim ehehe ao menos as japinhas q eu namorei todas eram palitinhos ehehe e bem altas pra meninas orientais..
    Mas eu entendi a mensagem ehehehe mto legal o video mesmo!!
    E do post, mto a comentar... assunto pra mais de um dia de visitas ehehe
    Eu acho que DEPENDE do que tem pra ser resolvido e do dia... eu sou mais despachado e determinado.
    Porém conheço gente que vive se escudando em desculpas, fugindo, agindo de forma até estranha para conseguir q outros resolvam as coisas por elas e assim vai... ah o ser humano, complexo e complexado ehehe
    Dama.. boa semana... to meio ausente pq consegui encontrar o fio da meada de um idéia, um trabalho, mas logo eu apareço melhor!
    Amo vc! Muito!! Beijos, amiga mto maior!!^^

    ResponderExcluir
  9. Poootz, "falou e disse", como a gente costuma(va) dizer por essas bandas. Problema ignorado é tempo perdido. E tempo perdido é mais complicação, mais tarde, tentando desatolar as coisas. Mas eu me dei conta de uma coisa engraçada, com teu post: eu fujo e não fujo dos problemas, ao mesmo tempo. Ou seja: eu penso na solução, analiso tudo, decido rumos para tomar e formas de resolver as questões... mas não saio do lugar. Fico no mundo da elocubração, das ideias, e esqueço a ação. Preguiça? Inércia? Acomodação? Acho que sim, uma mistura de tudo isso. Mas, sobretudo, medo. Sabe aquele medo e aquele pessimismo que te paralisam? Pois é.

    Então, aproveito o momento e te peço conselhos (achei que vc fosse bem novinha, mas concluí, por algumas coisas, que não - pergunta indiscreta: qts anos?)... voltando ao conselho - E COMO A GENTE FAZ PRA SAIR DA ELOCUBRAÇÃO E PARTIR PRA AÇÃO, quando o pessimismo e o medo de apoderam da gente? o_O

    Beijos.
    Bom post - como sempre.

    ResponderExcluir
  10. Tenho uma pessoa assim no trabalho! Ai ai ai... joga tudo para os outros, fingi que não existem problemas... e quando ele está do tamanho do mundo, arruma um culpado!

    ResponderExcluir
  11. Dama, concordo.
    Eu ainda não descobri se o que nos faz assim é uma postura por demais crítica,que faz com que as coisas sejam debulhadas assim que aparecem, ou se todas as pessoas carregam em sí essa tendência á ignorar a realidade,distorcendo-a,mas nós,por algum motivo, nascemos sem essa "capacidade"de ignorar o óbvio.
    Já percebeu a onda botox?Dizem ser estético, que você não precisa aceitar a idade, nem ser "feia"(velha)!Mas na realidade,é negação a um fato da existência humana!
    Sei lá, as vezes,tudo que eu queria, era toda a minha ignorância de volta...
    BJOS

    ResponderExcluir
  12. Minha preferência é resolver os problemas antes que se tornem problemas na vida prática. Usando um sistema que batizei de "vacina"... tem prós e contras, digo isso pq sei que nem todo mundo "é feito" pra encarar tudo da forma como vc defende. Nesse assunto, para não haver risco de excesso em "stress", suspeito q o ideal seria algo próximo do "jogo de cintura": adiando alguns, encarando de frente outros e eliminando possibilidades de futuras [tecnicamente inevitáveis] situações não satisfatórias. Eu acho.

    ResponderExcluir
  13. Pessoas que negligenciam os problemas... pessoas que ficam inertes esperando que alguém venha resolvê-los pra elas...

    Tô começando a achar que convivemos com as mesmas pessoas! rsrs

    Bjo

    ResponderExcluir
  14. A resposta para sua pergunta será um grande e sonoto NÃO! [e vc sabe bem do que estou falando]
    Concordo contigo quando diz que deixar o problema de lado só faz a coida piorar. Essa situação cômoda de ignorar a realidade só trás prejuizo [e estou falando com propriedade de causa]. Só que já faz um tempo que não "culpo" o divino espírito santo pelos meus furos.. rs..
    No mais, o vídeo é hilário.. rs... estou chorando de tanto rir.

    Beijos

    M.P.

    ResponderExcluir
  15. Gostei bastante deste post, porque me fez lembrar o quao de vez em quando eu sou acomodada e tenho que fazer o favor de "MUDAR".
    Beijo

    ResponderExcluir
  16. Melhor do que fugir dos problemas, é não te-los! Mas, como isso é impossível, então a única alternativa é enfrentá-los, de preferência na hora que surgem, para que "o bicho" não fique maior do que já é! rsrs
    Quanto ao vídeo...curto, inteligente e engraçado! Bem como devem ser as coisas que nos fazem rir!
    Aquele beijãozão (geminiano rsrs)!

    ResponderExcluir
  17. Dama querida!
    Puxa e eu tava aqui pensando!
    Na escola onde eu dei aula por mais tempo era sempre uma sucessão de situações assim.. onde pessoas 'arquivavam', 'contornavam', 'enrolavam' para encarar determinadas coisas, fugindo de encarar de frente problemas, dificuldades... e claro, atrasando o andamento das coisas!
    E em diversos níveis isso... putz, é o tipo de coisa q me cansa... tanto que qdo isso se acentuou e me atingiu, pedí demissão! ^^
    Saudade de vc sempre... aliás, vou sar ENTER aqui e já ficarei com saudade ehehe x)
    Amo vc amiga maior! Beijooo

    ResponderExcluir
  18. Oieee. Td bem com vc?? Passando pra conhecer. E amei. Muito fofo e aconchegante seu blog. Espero tua visitinha no meu ok? Beijos. E tenha um ótimo dia.

    ResponderExcluir
  19. Clap clap clap, Dama
    Estou contigo e não abro.
    Penso que não enfrentar os problemas, ficar adiando ou fingindo que ele não existe é sinal de fraqueza e imaturidade. E imaturidade nada tem a ver com idade. Ser uma pessoa madura é saber que ela é responsável pela sua, é tomar decisões, arriscar e aprender com os erros.
    Um beijo pra você

    ResponderExcluir
  20. Antigamente, agia muito no sentido de ignorar meus problemas, evitar enfrentamentos, fingir que tudo estava bem. Aos poucos, percebi que isso só agravava a situação e fodia minha vida cada vez mais, aí, resolvi mudar... hoje, a realidade é outra!

    ResponderExcluir
  21. Encarar problemas é uma chatice, dama cinzenta! Assim, creio que o ideal é se preparar como um boxeador, dar logo um soco direto no queixo do problema e voltar às delícias da vida. Como fariam Epicuro e Freud, grandes hedonistas!
    Bjoooooooo!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  22. Aqui.

    Tu falou tão bem no assunto, tocou tão profundamente em todos os detalhes que sobra pouco espaço para fazer um comentario hehe.
    Eu também tinha o mesmo problema com minha mãe, na questão de querer ignorar os problemas pra ver se eles desapareciam, no caso meu pai que era um problemão e ela sempre tapando sol com a peneira. Daí não ignorei a relação problematica que tinha com meu pai e fiz terapia, mas a surpresa maior foi descobrir que minha birra era mesmo com minha mae porque empurrava o problema com a barriga. Meu medo recem descoberto: ter as mesmas atitudes dela. Por isso, eu puxava para mim todos os problemas possiveis só para ter o prazer de resolve-los um por um. Não preciso dizer que isso também enlouquece.
    Qual é o segredo? Voce já disse, há problemas e problemas, nem todos dependem de nossa maozinha abençoada, as vezes só o tempo. A palavra de ordem: equilíbrio.

    O queee, voce não é fodona? =P

    Beijo.


    ResponderExcluir
  23. Minha impulsividade não deixa que eu fuja de um problema ou de um assunto que me incomode nem por um segundo! Esse defeito tem seu lado bom.

    gostei da tua postura no transtorno multipolar, acerca da futilidade feminina. Passei para dizer isso.

    Beijão

    ResponderExcluir
  24. eu sou meio que medrosa na vida vou ser sincera... as vezes na maioria sempre perciso de ajuda pra resolver alguma situação em termos de saúde..
    ja parei pra pensar comigo mesma... poxa avida e minha se eu perco ela quem vai me da outra...
    eu sou tipo macabea...( isso mesmo aquela de clarisse e isso me incomad muitooooooo) e olhe que eu sei de tudim...
    eu faço terapia e sempre deixo pra depois as coisas por medo e vaciloooooooo mais um dia acasa caiu... ou ja caiu e eu não sei né...srsr!!! sempre bom aqui xeroo flor!

    ResponderExcluir
  25. É, Divina Dama, é por aí.

    Por isso, os bons são os que deixam os filhos quebrarem a cara um pouquinho. Assim, eles aprendem a resolver seus problemas.

    quanto o vídeo, engraçadíssimo. Apesar de eu achar que as mulheres exageram nessa precupação.

    bj

    ResponderExcluir
  26. Oi minha querida amiga!!
    Novamente este assunto no meu cotidiano. Tem acontecido coisas por aqui que tem td a ver com o seu texto. E tem horas que dá vontade de falar na cara de pessoas, sobre situações... mas putz... no fundo, no fundo não adianta mesmo, pq nem sempre funciona né. As pessoas acabam nunca enfrentando os problemas de frente. E eu... anteontem e ontem consegui... tava com algo pra resolver e não fluia. Fui de cara nele... botei pra bater e consegui ao menos encaminhar!!! To feliz ehehe!
    Beijos Dama... e espero q vc esteja bem. Saudade de vc, de saber de vc.... de toda a tua energia!! Deus te proteja!

    ResponderExcluir
  27. Oi Dama,

    não sou a fodona, mas te confesso que às vezes me acho a tal.Principalmente qdo olho sobre os ombros e vejo o que já passei e queimei de etapas, mas não sou 24h/dia a fodona, mas acho que todo mundo deveria se achar, de vez em quando, guardada a proporção de inchaço do ego. Faz bem.Em doses homeopáticas
    Mas peco e erro muito, benza Deus, odeio as mocinhas do passo certo. Elas me dão urticárias e não convivo muito bem com a categoria.
    Então em alguns casos meu sobrenome é ou já foi procrastinação. Tem assuntos que dou um barrigaço pra tentar empurrar pro canto, mas não adianta muito, o negócio é ir lá e matar nos peitos logo pra não virar assombração.

    Bjão querido pra ti!

    ResponderExcluir
  28. e fujo de coisas que me sufocam mas não das que se multiplicam como saude e dinheiro. mas entendi muito bem o seu ponto de vista e eu n tbm odeia quem ficar atrás de muletas

    beijosss

    ResponderExcluir
  29. Eu li esse post no momento certo...acordei com um probleminha, e tava querendo ignorar pra ver no que dava, já que estou com outros problemões gigantescos, mas tudo é interligado né...nao adianta eu querer me focar no problema do desemprego, ou na questão que o meu TCC é em grupo, mas que sempre tenho que fazer tudo sozinha e por isso estou me prejudicando nas provas, pq n tenho tempo suficiente pra estudar, se o meu relacionamento n vai bem...ah, sabe que as vezes é difícil ser uma estudante de psicologia? Todos esperam o máximo de controle, equilibro de mim, dizem, como uma futura psicóloga pode agir assim, ou falar isso, mas esquecem que eu sou um ser humano tb...as vezes cansa.

    ResponderExcluir
  30. Nossa, pegou um ponto fraco!

    Como um autêntico bipolar "não diagnosticado", as vezes dá uma onda de atitude e tento resolver o quanto antes o tal problema; mas em outras vezes admito que fico quietinho, não pra esperar que o problema se resolva sozinho (tampouco que resolvam por mim), é quase como uma fuga, uma retirada estratégica, um tempo que eu dou pra mim mesmo.

    Admito também que quando tento fugir dos problemas a tendência é que as coisas só piorem, e é foda porque detesto quando perco meu auto-controle.

    ENTRETANTO, não permito que meus problemas atrapalhem a vida de ninguém. Não gosto de coitadinhos, não gosto de piedade alheia e detesto ser pedra no sapato dos outros.

    De resto, é só aprender a ter mais atitude e resolver o quanto antes as pendências da vida (anotando isso num caderninho, pra não esquecer)!

    Bjao Dama e MUITO OBRIGADO pelo coment, adorei! =D

    ResponderExcluir
  31. Dama, concordo em número, gênero e grau. Nunca deixo o que está me encomodando para mudar, solucionar depois.

    Costumo dizer que a vida não vai parar porque a gente se lamenta pelos problemas. Então, vamos resolver o mais breve possível porque se adiar, com certeza só vai piorar!

    ResponderExcluir
  32. putz, sabia que minha mãe é igualsinha???
    dá uma raiva do carama!
    e eu já tinha visto esse video antes, muito massa...kkk

    ResponderExcluir
  33. É que apesar de ignorar só tornar o problema maior, parece a solução mais fácil no momento. Deixar pra lidar depois com aquilo.
    Não costumo ignorar muito os problemas não, mas até que vou adiando eles um pouquinho de vez em quando... É que as vezes aparecem tantas questões simultaneamente que a gente tem que colocar uma prioridade sobre o que vai encarar primeiro rss

    Beijos

    ResponderExcluir
  34. Ligo para o meu advogado, pois para isso que é muito bem pago, depois viro para o canto para aproveitar meu tarja preta até o fim.
    beijão lindinha

    ResponderExcluir
  35. Problemas de frente? Pensei, pensei e pensei e lembrei de algo que eu costumava dizer no auge dos tempos de crise, nos dias piores... mas que nem tenho falado mais, sabe-se lá pq!
    Eu dizia q "não tenho problemas... tenho coisas para resolver" que era uma forma de amenizar a energia de tanta chateação que aparecia td dia!!! E de certa forma deu certo, pq hj tenho talvez apenas uns 3 ou 4 deles... os tais problemas e como disseram acima, ligo pro advogado para saber como a coisa tah indo(não que eu não queira encarar de frente, mas é que tem coisa que só assim pra ter solução)!
    Adoro sua presença!!! Beijo amiga amada!!! A Dama amada!

    ResponderExcluir
  36. E isso está BEM presente na nossa sociedade. Exemplo disso é a nossa política. A gente apertou no botão 'foda-se' e finge que o problema público e social não existe. É um péssimo (e vicioso) habito.

    ResponderExcluir
  37. É, meu amor, meu dia também está pedindo um filminho e reposição de sono atrasado.

    Quanto ao receio que vc me expôs, o de tomarmos umas cervejas, bem, é um risco que teremos que correr, mais dia menos dia.

    bjs

    ResponderExcluir
  38. isso me lembrou muito um ex namorado meu que tem 21 anos e a mãe ainda manda MUITO nele, tipo, manda ate tomar banho e ele vive dizendo que mãe é assim mesmo, hahaha, fora a parte que ele nao sabe encarar nada né ;]
    ;*

    ResponderExcluir
  39. Com certeza, nada de fugir dos problemas por mais difícil que isso seja, quanto antes corremos atrás de resolvê-los mais simples será.
    E o vídeos é ótimo, rs,rs,rs.
    Estamos iniciando nossa vida de blogueira agora, sinta-se à vontade para dá uma olhadinha no nosso blog.
    Abraço. :)

    ResponderExcluir
  40. Meus dois ex-maridos são assim, tapam os olhos feito criança achando que estão escondidos, enquanto esperam alguém resolver seus problemas... geralmente é a mãe deles que resolve.

    Não sou de fugir, posso até adiar, afinal não sou perfeita, mas no fim das contas, quem tem que resolver sou eu mesma...

    Vou tentar ver o vídeo depois, meu micro pifou e no trabalho é meio difícil...

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  41. Não são só vcs que sofrem pelo sexo oposto...

    Me acho um cara do hoje, mas deixo algumas coisas para a semana que vem... No que se refere a pessoas e a mim, tento ficar no agora (perto dele), não que isso me faça melhor (mas pode fazer), mas me dá uma visão melhor das coisas que acontecem entre pessoas: se der algum bode (com paquera, com mãe, com filha), dá pra sacar a questão, o que tá rolando, aí..., fica tudo mais fácil de processar, de consertar, de entender.

    ResponderExcluir

Eu sempre vou respeitar sua opinião, mesmo que não concorde com ela. Então, por favor, respeite a minha!

Comente com civilidade!

Se seu comentário foi recusado, certamente a explicação está aqui:

http://confissoes-femininas.blogspot.com/2011/07/comente-com-educacao.html